Siga o Jornal de Brasília

Valorize seu Sonho

Quer abrir um negócio? Evite esses erros e comece com o pé direito!

Brasília de Fato

Publicado

em

Quer abrir um negócio? Evite esses erros e comece com o pé direito!

Confira algumas dicas para obter sucesso em seu empreendimento

O brasileiro é um empreendedor nato! Se você quer ser o seu próprio “chefe”, te convido a ler o artigo de hoje para garantir sucesso na sua empreitada!
Te aguardo no Instagram: @valorizeseusonho
Boa sexta e bom final de semana,
Rafa Rico


Por Lucas Codri

Está pensando em abrir um negócio? Isso é maravilhoso! Saiba, entretanto, que não é uma missão simples e o entendimento sobre gestão financeira e estratégica será necessário. É muito comum vermos “aventureiros” no empreendedorismo. Admiro essas pessoas pela vontade enorme de fazer acontecer, mas os resultados por vezes não são os melhores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antes de completarem cinco anos de vida, seis a cada dez empresas já fecharam as portas! A pesquisa Demografia das Empresas, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que mais de 60% das empresas falem antes de completar cinco anos de existência.

Por quê? Sim, temos que entender os motivos para que isto seja evitado! Sem um estudo ou uma pesquisa poderíamos nomear a burocracia, regime trabalhista e até mesmo a economia brasileira como culpados. Felizmente, temos instituições que nos clarificam essas dúvidas através de pesquisas.

A pesquisa Sobrevivência das Empresas no Brasil, realizada pelo SEBRAE, identificou que entre as principais causas que levam as empresas a fecharem estão problemas financeiros, inadimplência, falta de crédito e capital de giro (25% das causas); e gestão, problemas administrativos e contábeis, incapacidade, sociedade, logística, também com 25%.

Agora sabemos quem são os reais vilões! O maior deles é a falta de conhecimento em gestão financeira para evitar os problemas que esta pesquisa apontou. Para a sua sorte, trouxe duas dicas essenciais para você começar a gestão financeira do seu novo negócio com o pé direito e não cair nessas estatísticas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

1. Separe sua vida pessoal do seu negócio!

Conhecido tecnicamente como o princípio da separação das entidades, entender seu negócio como uma pessoa própria e separar principalmente as contas sem deixar de lado as estratégias e resultados são ferramentas essenciais para a saúde financeira do negócio. A mistura da vida pessoal com a empresa causa uma “cegueira” no empreendedor, fazendo com que ele não compreenda qual a verdadeira situação da empresa e dificultando uma gestão eficiente. Outro motivo é evitar o que chamo de “roubo do dono”, isso mesmo, o próprio dono tem a tendência de sabotar a empresa, retirando recursos em demasia e sufocando a saúde financeira do seu negócio.

Como eu faço na prática? Crie uma conta apenas para a empresa, defina um pró-labore (salário) para os sócios e pague-o em valor e data fixa.

2. Tenha um relatório que te mostre a situação da empresa!

Você já viu algum piloto de avião alçar voo com vendas nos olhos? Então não tente levar seu negócio no “feeling”, no achismo ou na experiência. Tenha um relatório com dados concretos sobre a situação e identifique os pontos de melhorias. Aconselho começar com um Fluxo de Caixa. O relatório, geralmente mensal, dirá todas as movimentações financeiras que ocorrem na sua empresa e seus lucros. Costumo dizer que o Fluxo de Caixa é a janela da sua empresa, você irá olhar e saber se está chuvoso ou ensolarado e, principalmente, se irá levar o guarda-chuva ou os óculos de sol. Agir é sempre o mais importante, mas agir embasado em dados precisos é muito mais simples.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A alma do empreendedor é a resolução de problemas, então levante e vá cuidar da gestão financeira do seu negócio.

Nas minhas mídias sociais (Instagram e YouTube) possuo muito conteúdo sobre os temas mencionados que podem guiar vocês nessa caminhada. Se você já possui um negócio, realize um diagnóstico financeiro online, sem pagar nada por isso, e entenda onde pode melhorar para alavancar seu negócio e gerar lucros.

Lucas Codri
lucascodri.com/diagnostico

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Valorize seu Sonho

5 erros financeiros que não devemos cometer com os nossos filhos

Brasília de Fato

Publicado

em

5 erros financeiros que não devemos cometer com os nossos filhos

É fundamental que passemos os verdadeiros valores e significados do dinheiro para nossos filhos

Meus queridos leitores da Valorize! Hoje vou conversar com vocês sobre um assunto muito polêmico, mas que tem levado famílias ao caos financeiro. É muito, mas MUITO importante que passemos os verdadeiros valores e significados do dinheiro para nossos filhos. Lembrem-se: vamos lidar com o dinheiro para o resto de nossas vidas. E é desde criança que devemos gradecer, espeitar e valorizar cada centavo que irá nos ajudar a construir nossos sonhos! Acompanhe comigo!

1. Não troque a sua presença por presentes!

Sei que a vida está corrida e que muitas vezes não temos o tempo necessário para estarmos ao lado de nossos filhos. Mas não se iluda: é um grande erro substituirmos nossa presença por presentes, brinquedos ou outras coisas materiais. O que nossos filhos querem de nós é que estejamos com eles. E quando estiver com eles, seja 100% presente! Ou seja, VOCÊ é ( o ) melhor PRESENTE!

2. Você é o pai/mãe e não seu próprio filho!

Quem aqui nunca ouviu falar que alguns pais, por não terem tido a oportunidade de fazerem algo que gostariam de ter feito, agora querem que seus filhos façam? E aí acabam gastando fortunas com cursos/esportes/viagens que muitas vezes não fazem o menor sentido para seus filhos. Preste atenção nisso!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

3. Não dê tudo de “mão beijada”para o seu(ua) filho(a)

O esforço pra conseguir as coisas faz parte do processo de merecimento. Não estou falando pra você colocar seu filho pra trabalhar pra comprar as coisas! Afinal, é dever constitucional dos pais prover as necessidades básicas de seus filhos.

Mas olha só: a vaca não dá leite! Alguém tem que tirar! E é MUITO importante que seus filhos saibam que tudo o que eles tem hoje depende do trabalho do papai e da mamãe. Assim, não dê tudo “de mão beijada” para eles. Explique o valor do trabalho árduo e honesto para conseguirmos comprar as coisas!

Uma dica: faça um mural de conquistas no quarto deles e à medida que forem cumprindo tarefas preestabelecidas, eles irão conquistando “pontos” para alcançarem desejos (um vídeo-game, uma viagem, um passeio, um brinquedo). Incentivar o empreendedorismo também é uma boa! Pulserinhas, brigadeiros, desenhos, quadrinhos.

Seu filho pode fazer, vender e ao mesmo tempo ir aprendendo matemática, negociação e aflorando uma veia empreendedora que nem mesmo você sabia que ele tinha! Veja que bacana a feirinha de empreendedorismo infantil Suco de Limão que acontece em Brasília: Instagram – @sucodelimaobsb

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

4. Cuidado com os excessos, você está jogando dinheiro fora!

Vejo crianças que tem 50 milhões de brinquedos e que não brincam com nenhum deles. Roupas? Pra que comprar um monte de peças do mesmo tamanho se eles estão crescendo? Daqui a pouco não vão caber mais e você terá que doá-las (ou vendê-las por um preço bem menor do que comprou). Eletrônicos? Veja se seu filho já tem idade adequada para ganhar o primeiro smartphone ou tablet. Cuidado! A internet é muito útil, mas também pode ser viciante e perigosa. Vamos incentivar essa turminha a brincar de pique-pega, pique-esconde, pique-bandeirinha, bolinha de gude, queimada… quem lembra? Era bom demais, não é? E o melhor.. de graça!

5. Não dar mesada ou semanada

A partir de uma certa idade, é fundamental que a mesada seja implementada como forma de ensinar o significado do dinheiro para seus filhos. Pode ser mensal, quinzenal ou semanal (semanada).

Defina um valor que não fuja de sua realidade e explique pro seu filho que, para que ele alcance seus primeiros sonhos, será necessário poupar parte daquele valor. Isso vai incentivá-lo a criar o hábito da poupança (não no sentido de reter, mas de se preparar para imprevistos) e de se planejar para realizar desejos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pode ser ainda uma mesada incentivada! Por exemplo: se os filhos ajudarem a economizar luz (ou água), metade do valor economizado será embutido na próxima mesada, ou ainda, será transformada em um passeio!

Viu só? Não é tão difícil assim! Criar adultos financeiramente responsáveis também é uma FORMA DE AMOR! Muito mais do que imaginamos! Afinal, você quer que seus filhos se tornem adultos endividados, tristes e que não dão o devido valor às coisas? Então comece a agir agora mesmo e cuidado para não transformá-los em pequenos “monstrinhos” nessa sociedade de consumo voraz em que vivemos! Crianças educadas financeiramente serão adultos prósperos e felizes!

A minha missão é ajudar pessoas a realizar sonhos através do planejamento e da inteligência financeira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Te convido a me seguir no Instagram: @valorizeseusonho
Abraços,
Rafael Rico

Continue lendo

Valorize seu Sonho

O que influencia suas decisões financeiras?

Brasília de Fato

Publicado

em

O que influencia suas decisões financeiras?

Saiba o que exerce influencia no seu modelo de consumo

Muito se fala do marketing e das estratégias utilizadas pela mídia para ativar uma mudança em nosso comportamento de consumo. Mas será mesmo que só eles é que são os vilões dessa história? Quando for consumir alguma coisa, preste atenção na razão desta sua compra! Confira comigo o artigo de hoje!

O que influencia suas decisões financeiras?

Por Ana Luiza Marinho

Há muitas formas de olhar para o dinheiro. Uma delas é sob a ótica da psicologia social, que por definição é a ciência da influência social, ou seja, da maneira como influenciamos e somos influenciados por outras pessoas. Você pode não se dar conta, mas até mesmo em situações em que está sozinho, o jeito como você se comporta é fruto da participação de uma ou mais pessoas em sua vida. No uso do dinheiro, não poderia ser diferente… e se você atribuía ao marketing a responsabilidade pelo consumismo no planeta, saiba que essa é apenas uma fatia de uma pizza maior e complexa, que leva em conta inúmeros fatores – alguns deles, enumerados a seguir:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Grupo social

Não é coincidência quando um grupo de amigas anda com bolsas ou roupas muito parecidas, pois uma das principais promessas do consumo é a sensação de pertencimento. Esse tipo de influência é tão forte que há marcas que deixaram de fazer grandes campanhas publicitárias para apresentarem seus produtos, como uma nova bebida, em festas de pessoas influentes. Veja a força do grupo: quando um destoa do conjunto, costuma ser criticado. Um exemplo pode ser o de alguém que está construindo a própria independência financeira e passa a dar menos valor ao consumo para mero conforto. Com o tempo, essa pessoa tende a ser taxada de “pão duro” ou até mesmo alguém que não está aproveitando a vida.

Cultura

Como cultura, entenda um conjunto amplo que abarca diferentes etnias e religiões, em diversas regiões do mundo. Observe as peculiaridades de cada uma delas nos hábitos e nas escolhas de consumo, desde a alimentação à forma de se vestir, às músicas e aos livros que aprecia, acessórios e objetos que portam… Para se ter ideia do impacto da cultura no uso do dinheiro, há pesquisas – e até mesmo palestras no TEDx (https://www.youtube.com/user/TEDxTalks) – que mostram a relação entre a língua (idioma) e o hábito de economizar.

Em culturas mais orientadas para o futuro, ou seja, em que o pensamento no longo prazo é incentivado, como no Japão, poupar é natural. Outro caso: pais de classe média nos Estados Unidos poupam para a faculdade dos filhos. Aqui não se deve entrar em julgamentos, mas, no Brasil, há pais de classe média que fazem festas de aniversário tão caras para os filhos que, se essas quantias fossem reservadas anualmente, seriam suficientes para bancar uma faculdade no exterior. Nesse sentido, vale a pena conhecer novas culturas e olhares, para rever as próprias escolhas financeiras.

Valores e crenças

Pais, professores e até mesmo celebridades, em alguns casos, são figuras de autoridade que exercem um papel determinante em nossos valores de vida. Esses valores, por sua vez, impactam nas tomadas de decisões financeiras. Um pessoa que abomina o plágio não compra produtos piratas, por exemplo, pois há uma expectativa de coerência entre as escolhas de consumo e o que importa para esse consumidor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além de reforçar os próprios valores com as compras, as pessoas gerenciam sua imagem a partir de suas decisões de consumo. No fundo, todos querem passar determinada impressão. Até mesmo o hábito de investir dinheiro ou de não consumir podem ser atos ligados a esse gerenciamento de imagem. Ninguém está isento a isso, até mesmo porque as marcas hoje não vendem apenas produtos e serviços, mas também valores e estilos de vida utilizados para criar conexão com seu público.

Uma forma de evitar decisões ruins decorrentes dessa enxurrada de influências é ter clareza dos próprios objetivos e exercitar o autocontrole. Por sinal, há psicólogos sociais que investigam o autocontrole há décadas e têm respostas que ajudam a quem quer melhorar nesse aspecto. Esse pode ser o tema do próximo artigo.

Minha missão é ajudar pessoas a superarem obstáculos e desafios através do planejamento e da inteligência financeira!
Saiba mais no Instagram: @valorizeseusonho
Bom final de semana!
Rafael Rico

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Ana Luiza Marinho é mestre em Psicologia Social pela UnB e coach financeira. Recomenda o site do grupo de pesquisa Influência (http://influencia.unb.br), coordenado pelo prof. Dr. Fabio Iglesias, para quem se interessou pelo tema.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Valorize seu Sonho

7 dicas para fazer seu dinheiro render em 2019

Brasília de Fato

Publicado

em

7 dicas para fazer seu dinheiro render em 2019

Veja como lidar com o seu dinheiro de forma positiva

Queridos leitores da Valorize! Estamos de volta com mais um artigo que vai mudar sua forma de lidar com grana!

E olha só: hoje vou te dar sete dicas super poderosas pra que você acabe com aquela história de “Ahhh, Rafael! Sobra mês no meu salário!” ou então com o velho mimimi: “Não vai dar pra sair hoje, é fim de mês e o salário já acabou!”. Quer mesmo saber como fazer o seu dinheiro render?

Então anota aí:

1 – O básico: NÃO GASTE MAIS DO QUE GANHA!

Tome muito cuidado com isso. Viver acima de suas possibilidades pode te levar a se endividar com coisas que até mesmo não fazem sentido pra você!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

2- PAGUE-SE PRIMEIRO!

Como assim? Isso aí! Quando receber seu salário, separe os valores referentes aos seus sonhos e objetivos ANTES mesmo de pagar suas despesas (e aí você vai ver que o importante é que suas despesas sejam definidas de acordo com o que vai “sobrar” DEPOIS que você se pagar!)

3 – FAÇA UM DIAGNÓSTICO DA SUA VIDA FINANCEIRA

Saber suas receitas e suas despesas de forma “fina” e criteriosa é um dos primeiros passos para dominar suas finanças. Anote tudo que você ganha e tudo que gasta. Acompanhe seu extrato bancário de duas a três vezes por semana.

4- ESTÁ ENDIVIDADO? PROCURE SEUS CREDORES!

Solicite o extrato analítico de cada um de seus empréstimos, com o saldo devedor, o prazo e as taxas de juros que foram aplicadas à época. Veja se é possível fazer uma RENEGOCIAÇÃO. Estamos em um momento de taxa de juros baixas, o que pode facilitar a quitação de seus empréstimos. Caso não consiga, procure outra instituição financeira com juros mais baixos e solicite a PORTABILIDADE de sua dívida pra lá!

5 – TENHA UMA RESERVA FINANCEIRA!

Imprevistos acontecem e construir esta reserva é fundamental para que você não tenha que apelar para empréstimos com bancos, financeiras, família e amigos. Se você é assalariado, tenha pelo menos 3 vezes o valor líquido de seus rendimentos como reserva. Se autônomo, pelo menos 6 vezes. Mas não os guarde embaixo do colchão! Sugiro o Tesouro SELIC ou outra aplicação em renda fixa que você possa sacar o dinheiro quando precisar, ou seja, que tenha liquidez imediata.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

6 – LEIA SOBRE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Informação é o seu melhor investimento. Busque ler, ver vídeos e obter conhecimento financeiro pelo menos uma vez por semana. E veja: não estou falando daquele “economês” chato, não! Existem autores de livros incríveis em educação financeira e também tem muita coisa boa na internet. Lá no Instagram @valorizeseusonho te damos vários caminhos pra “sair da pindaíba”, começar a investir e, se você já é investidor, investir com qualidade, baixo risco e justa rentabilidade. Te convido a seguir a Valorize seu Sonho também no Instagram!

7 – CONSUMA DE FORMA AMBIENTALMENTE SUSTENTÁVEL!

Quando reciclamos, damos uma nova utilidade a algo aparentemente sem valor e assim não é necessário gastar recursos (financeiros e de matéria prima). Recusar comprar produtos que agridam o meio ambiente também é uma ótima alternativa! Assim, contribuímos para um mundo melhor! E sabe quem vai render mais? O seu dinheiro! Um excelente final de mês pra você!

“A minha missão é ajudar pessoas a superarem obstáculos e desafios para realizarem sonhos através do planejamento e da inteligência financeira”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Rafael Rico é coach e educador financeiro. Membro da ABEFIN – Associação Brasileira de Educadores Financeiros. Palestrante, colunista e CEO da marca Valorize Seu Sonho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Valorize seu Sonho

Que comecem os jogos!

Brasília de Fato

Publicado

em

Que comecem os jogos!

As festas passaram, ganhamos presentes e quilos a mais, as promessas chegaram e está na hora de as colocarmos em prática

É muito importante que essas metas sejam factíveis e devemos ponderar o que realmente está ao nosso alcance para que não haja frustração e muito menos desistências!

Muitos dizem: “Agora, vai! Vou organizar minha vida financeira e sair das dívidas!”; “Esse ano eu tiro aquele dinheiro da poupança e começo a investir melhor!”; “Desse ano não passa: vou tomar coragem e começar a investir em ações!”.

Se você quer sair das dívidas, lembre-se: faça um diagnóstico de toda sua situação financeira atual, tire uma “foto” de todas as suas receitas e despesas, de todas as suas dívidas, credores, taxas de juros aplicadas e prazos de pagamentos. Depois disso, trace a melhor estratégia para o corte de gastos, aumento de receitas e pagamento progressivo de cada uma de suas dívidas (de preferência, comece pelas que tem a maior taxa de juros).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Está no “zero a zero” e acha que está tudo bem? Está pagando todas as contas, mas também não sobra nada no fim do mês? Muito cuidado! Imprevistos acontecem! Comece a fazer sua reserva financeira já! Para assalariados, recomenda-se uma reserva de pelo menos três vezes o valor líquido de seu salário. Para autônomos, pelo menos seis vezes. E por favor, nada de poupança! Busque investimentos com liquidez imediata (aqueles em que o seu dinheiro fica disponível para que você saque no mesmo dia ou no dia útil seguinte), tais como o Tesouro SELIC ou até mesmo LCI, LCA e alguns CDBs.

Mas se você já é um investidor e quer ser mais arrojado, aplicando em ações, por exemplo, busque conhecimento e/ou auxílio de profissionais habilitados e atualizados. O mercado está aquecido e acredito que seja um excelente momento para aprender mais sobre renda variável. Este tipo de investimento pode ser muito rentável, mas também – como o nome já diz – é muito variável e também pode ser arriscado. Então, não recomendo que coloque todo o seu dinheiro em renda variável. Veja que percentual dele se aplica melhor ao seu perfil e invista-o em uma corretora renomada e segura.

Ano novo, metas nova$!

É mais do que necessário colocarmos tudo no papel: a forma com que faremos para chegar lá, como serão as atitudes a serem tomadas e em quanto tempo queremos que cada objetivo seja atingido. O Plano de Ação é uma ferramenta muito utilizada em processos de Coaching e é extremamente eficaz quando o assunto é META. Caso tenha interesse em conhecê-lo, me mande uma mensagem pelo DIRECT do Instagram @valorizeseusonho.

Então, meu amigo, simplesmente dê o primeiro passo e… COMECE!
Como eu sempre digo: “Trace suas metas ENTRE EM AÇÃO e alcance seus objetivos!”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um EXCELENTE 2019 para todos nós!


Rafael Rico é coach e educador financeiro. Membro da ABEFIN – Associação Brasileira de Educadores Financeiros. Palestrante, colunista e CEO da marca Valorize Seu $sonho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Valorize seu Sonho

Me aposentei e agora? Cinco dicas para se manter produtivo e feliz

Brasília de Fato

Publicado

em

Me aposentei e agora? Cinco dicas para se manter produtivo e feliz

Você já parou pra pensar o que vai fazer quando se aposentar?

Após construir sua independência financeira, é importante lembrar que não dá pra ficar parado, não é mesmo? Confira abaixo as dicas de Cleoní Tomazela para se manter produtivo e feliz durante esse momento ímpar de nossas vidas! Esse é o nosso último artigo de 2018!
Te vejo no Instagram: @valorizeseusonho
Trace suas metas, entre em ação e alcance seus objetivos!
Um feliz 2019 para [email protected],
Rafael Rico


Me aposentei e agora? Cinco dicas para se manter produtivo e feliz

1 – Mantenha a rotina de cuidar da beleza

Pode acordar mais tarde sim, mas quando acordar tome banho, vista uma roupa que dê para você ir na padaria pelo menos. Fuja do Pijama Assassino. Aquele que você veste, fica na frente da TV e acaba morrendo de tédio!

2 – Fique visível

Participe de eventos, de grupos. Pode ser Rotary, Maçonaria, reunião de condomínio, Grupo Mulheres do Brasil, BPW (Business Professional Woman), academia, esportes, etc. Volte a estudar, faça aquele curso que você gostaria de fazer quando não tinha tempo. Faça um curso de dança, faça um curso de culinária ou qualquer coisa que goste. Aqui o objetivo é manter-se na ativa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

3 – Pratique a mentoria

Mantenha suas redes como o Linkedin por exemplo. Os mais novos estão lá à espera da sua contribuição e já tem até uma ferramenta para que você dê suas orientações para os interessados, que são muitos!

4 – Quer continuar trabalhando depois de aposentado(a)?

Aqui eu teria mais 10 dicas para te dar, mas vou me concentrar em apenas quatro:

  • Busque algo que você sempre desejou fazer enquanto trabalhava. Você agora pode se dar ao luxo de fazer o que ama.
  • Planeje com cuidado para não gastar todas as suas reservas em algo sem retorno. Busque mentorias, busque o SEBRAE – eles têm sempre muitas dicas boas para quem quer empreender.
  • As franquias de baixo custo ou a economia colaborativa são excelentes oportunidades de você manter-se ativo e com renda residual. Modelos de negócios como Mary Kay, Jeunesse, World Ventures entre outros são fantásticas (eu sou uma franqueada da Holding Americana World Ventures).
  • Pense em multiplicar seu conhecimento em cursos e aulas. O MEC hoje permite que 20% do quadro de professores de uma Universidade contrate profissionais com notório saber, ou seja, aqueles que tem conhecimento da disciplina não só na teoria, mas também na prática.
5 – Pratique o voluntariado

Existem grupos maravilhosos que precisam de ajuda. Na educação, a Junior Achievement tem um trabalho lindo com jovens e adolescentes. O Grupo Mulheres do Brasil (que tem como líder nacional a Senhora Luiza Helena, do Magazine Luiza) tem uma excelente plataforma de voluntariado feminino na busca de igualdade de gênero. Entre tantos outros que você pode procurar de acordo com sua profissão ou causa.


Por Cleoní Tomazela
Cleoní é palestrante motivacional, professora e tem uma linda história de mudança de vida. Foi de doméstica a alta executiva do grupo Gerdau. Se liguem que vamos publicar essa história logo em breve aqui na Valorize Seu Sonho!
Conheça mais no Insta: @cleoni.tomazela

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Valorize seu Sonho

Então, é natal! Qual foi o seu maior presente do ano?

Brasília de Fato

Publicado

em

natal

Passamos o ano inteiro esperando por este momento. Reunimos a família, fazemos brincadeiras, encontros e confraternizações de trabalho. É hora de comer rabanada, pernil com abacaxi e a polêmica uva passa! Ganhamos alguns quilos e trocamos presentes. Mas será que o verdadeiro sentido desta data realmente está sendo celebrado?

Vivemos em um país predominantemente cristão e o dia 25 de dezembro simboliza o nascimento do ícone da maior religião ocidental. Neste dia, Jesus ganhou de presente ouro, incenso e mirra dos três reis magos e a troca de presentes no dia de Natal virou uma tradição em nossa sociedade. E é aí que venho aqui te propor uma reflexão: será que você está trocando presentes por sentimentos que não foram recebidos ao longo do ano?

O amor do seu pai pode ser compensado por uma bela camisa social? Um abraço do seu filho só é conquistado com o videogame de ultima geração? Um beijo apaixonado da sua mulher ou do seu marido só vale a pena se você ganhar aquele presentão? Pois é! Que sentido faz pra você trocar presentes por emoções? E sabe o que pode acontecer? Um endividamento descomunal!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Comece a rever seus conceitos financeiros no Natal. Vemos shoppings e lojas lotadas nesta época do ano. Muito mais do que o normal. As reportagens são sempre as mesmas. As filas só aumentam. Os preços também! Algum dia já te disseram que você pode presentear alguém sem esperar o Natal? E esse presente pode até mesmo ser feito por você! Um cartão, um artesanato, um almoço gostoso! Use sua criatividade! Duvido que a pessoa não vá gostar!

Porém, se você realmente quiser gastar um dinheirinho a mais com um presentão, planeje-se para esta compra e faça de tudo para pagar a vista. Porque além de não ficar lembrando deste presente pelos próximos meses, você pode ganhar um belo desconto! Mas e você? Que presente se deu este ano? Você se pagou primeiro antes de gastar? Lembre-se dos seus sonhos de curto, médio e longo prazo!

Desejo a você e a toda sua família um Natal repleto de amor, respeito, abraços, beijos, orações e um 2019 cheio de prosperidade! Seja você o maior presente para a sua família e para os que te cercam. Ho ho ho! Trace suas metas, entre em ação e alcance seus objetivos!

Te vejo no meu Instagram: @valorizeseusonho

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Rafael Rico é coach e educador financeiro. Membro da ABEFIN – Associação Brasileira de Educadores Financeiros. Palestrante, colunista e CEO da marca Valorize Seus $onhos.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Valorize seu Sonho

Como ganhar dinheiro com o mercado sensual

Brasília de Fato

Publicado

em

mercado sensual

Você gosta de assuntos apimentados? Jogos e brinquedos sensuais? Pois saiba que eles são muito rentáveis e que o mercado de produtos sensuais não vive crise! 2019 é o ano do empreendedor! Invista neste ramo e aumente seus ganhos financeiros!
Mas não se esqueça: Trace suas metas, entre em ação e alcance seus objetivos!
Boa quinta a [email protected]!
Siga a Valorize também no Instagram: @valorizeseusonho
Rafael Rico

Como ganhar dinheiro com o mercado sensual

Com um atendimento personalizado, discreto e sigiloso, o consultor de produtos sensuais é um profissional que faz mais do que simples vendas. Vinculado a uma empresa que investe pesado em treinamentos semanais com profissionais renomados (presenciais ou online), ele aprende sobre temas relacionados a saúde e educação sexual, higiene pessoal, autoestima e intimidade dos relacionamentos, capacitando-se cada vez mais para exercer sua consultoria. O mercado de produtos sensuais não vive crise há anos!

Sabemos que para muitas pessoas falar sobre sexualidade ainda é um tabu, mas a quebra destes paradigmas deve ser feita com muita ética, informação e produtos de qualidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este trabalho é executado com maestria, desde o tema do encontro, melhor dia da semana entre outros. Imagine um grupo de mulheres se divertindo com informações de produtos sensuais para o casal? Maridos e namorados irão agradecer! Organize um encontro com os amigos ou com as amigas com muita diversão e bom gosto.

Se você pretende fazer parte desse mercado crescente há 5 anos, onde Brasília é o terceiro mercado do país em consumo de produtos sensuais por ticket médio, estando atrás de São Paulo e Minas Gerais, entre em contato comigo!

Além dos treinamentos online, apresento workshops gratuitos para a minha equipe de consultores, a fim de prestar atendimento com qualidade aos clientes que desejam discrição e comodidade, assim como descrito neste vídeo e neste texto da Marina Ruy Barbosa:

Leia também: Consultoria que Marina e amigas fizeram ajuda a explorar sexualidade: como é?


Por: Kátia Arruda
Especialista em Sexualidade e Consultora em Cosmética Sensual.
E-mail: [email protected]
Whatsapp: (61) 986531513

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Valorize seu Sonho

Se não pode vencê-los… Compre-os!

Brasília de Fato

Publicado

em

Queridos leitores da Valorize! Hoje vamos despertar mais uma vez a sua inquietude quando o assunto é investir o seu dinheiro! Antes de definir aonde vai alocar os seus recursos, compare, pesquise e seja crítico.
E lembre-se: trace suas metas, entre em ação e alcance seus objetivos! Abraços,
Rafael Rico
Te espero no meu Instagram @valorizeseusonho

Se não pode vencê-los…  Compre-os!

Nas leituras do feriado prolongado, à beira da piscina, entre uma porção de camarão e um Blue Lagoon, fui devorando todo tipo de texto que por acaso passou pela minha mão. ÊÊÊ vidão!. Pena que a gente morre! (Já dizia meu amigo filósofo de boteco…).

Eu tenho uma mania um tanto estranha: Gosto de ler jornais e revistas vencidas. Eu leio muito, de tudo, mas além das leituras diárias, fresquinhas, quando posso gosto de ler antigas novidades. Não porque eu viva no passado, mas talvez porque ao ler uma notícia inédita para mim, as vezes já sabendo do desfecho, posso compreender o raciocínio de quem escreveu, como base no contexto que havia à época, assim entender os “porquês” e tentar traçar um futuro para aquela situação. Não é isso que todo modelo estatístico faz para tentar prever o futuro?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No mercado financeiro tudo é cíclico e, portanto, um dia se repete. Nada melhor que olhar o passado para se planejar para um eventual futuro repetido.

Uma das coisas que pude ler foi uma revista Veja de dezessete de outubro de dois mil e dezoito, de dias antes da eleição. Folheando, me deparei com a seguinte manchete:

Está aí a prova de que meu argumento é verdadeiro. Saiu até na Veja.

A opção é se não pode vencê-los…. …compre-os!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tem até alguns absurdos acontecendo. Já viram uma propaganda em que o apresentador e garoto propaganda de um grande banco, agora faz merchant para uma grande corretora? Com muito estilo e classe, numa propaganda chique e bem paga, o garoto propaganda diz, nas entrelinhas (claro!!), que não vale mais a pena ficar aplicando seu dinheiro em produtos bancários com baixa rentabilidade e altas taxas. O melhor é aplicar com a dita corretora. O que ele não diz, (aí entra a parte feia) é que a corretora é do próprio banco! Em outras palavras: Se é para te perder, que seja para mim mesmo.

Nessa brincadeira quem leva vantagem é você investidor. Na guerra pelo seu dinheiro, produtos de melhor qualidade, com altos rendimentos e baixas taxas estão a sua disposição por aí, basta saber procurar.

Você deve estar pensando: “de novo esse papo de bancos tentando me enrolar? Eu já havia entendido, já até fechei minha conta no banco!”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Calma! Era só um pequeno desejo de externar a minha satisfação com a comprovação do meu ponto de vista.

Deixando meu ego de lado. Vou continuar passando mais informações relevantes.

No último artigo eu demonstrei o que é importante se ter em mente para montar uma boa carteira. Ok. Mas, em quais ativos eu uso aquelas técnicas?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bem. Tem muita coisa, mas vamos generalizar.

Super Gêmeos Ativar!

Basicamente existem dois grandes tipos de produtos que convencionou-se chamar de renda fixa e renda variável. Existem outras modalidades que são derivados desses ou a mistura deles. Mas vamos olhar isso mais a frente.

Por definição, classifica-se como renda fixa aqueles ativos em que você sabe, na hora da aplicação, o quanto vai render até a data do resgate. (Fácil, né? Opa! Tem uma pegadinha aqui). Portanto, classifica-se como renda variável aqueles que não se pode prever o seu rendimento até data do resgate.

Você ouvirá por aí que os ativos de renda fixa por terem características previsíveis e, portanto, baixo risco de problemas, necessariamente terão rendimentos baixos. Atendendo a lei máxima do mercado financeiro: Rendimento = Risco.  (Opa! Outra pegadinha.). O inverso é verdadeiro para a renda variável.

No próximo artigo vamos detalhar cada tipo e mostrar onde está o pulo do gato! (nada tem haver com a novela, tá?)

Todo mundo quer o seu dinheiro!

Proteja-se com informação.

Não há nada de errado em quererem o seu dinheiro, desde que em troca haja algum produto ou serviço com real valor agregado e que você tenha plena consciência do que está fazendo. A transação comercial tem que ser satisfatória para ambos os lados.

A ideia aqui é promover o contrário ao consenso de que quem decide o que fazer com o seu dinheiro deve ser alguém acostumado a lidar com ele. Desconfie.

Assuma as rédeas da sua saúde financeira, as instituições financeiras são e devem ser apenas intermediadores de produtos que são um meio de fazer seu dinheiro crescer, e não gestores dele.

Cabe a você ter o conhecimento ou contratar um profissional isento para lhe auxiliar a planejar e investir seu suado dinheiro. E sempre, desconfie….

Ricardo Quintas é formado em Processamento de dados pela Universidade Mackenzie e pós graduado em Gestão Estratégica de TI pela FIAP.
Sócio-diretor da empresa AVVALL – Cloud Tax Innovations, integradora de sistemas fiscais de classe mundial. Paralelamente atua como educador financeiro, ajudando a dissiminar a educação financeira pessoal e empresarial pelo Brasil; é investidor do mercado financeiro desde 2007 e produz conteúdo da sua newsletter semanal sobre educação financeira e boas ideias de investimentos chamada: www.todomundoqueroseudinheiro.com.br

Continue lendo

Valorize seu Sonho

Décimo terceiro: a melhor oportunidade do ano!

Brasília de Fato

Publicado

em

Décimo terceiro

Está chegando a hora dele: o 13º salário. O que você vai fazer com essa renda extra? Todo ano vemos aquelas reportagens e a maioria das pessoas fala: “Vou pagar minhas dívidas!” Até quando você vai acompanhar essa mesma turma? Realize seus sonhos com inteligência financeira e lembre-se: trace suas metas, entre em ação e alcance seus objetivos!
Te convido a me seguir no Instagram: @valorizeseusonho
Grande abraço e bom feriadão a todos!
Rafael Rico

Décimo terceiro: a melhor oportunidade do ano!

Você gostaria de receber seu salário do mês sem ter que trabalhar? Imagine ficar um mês inteiro sem trabalhar e mesmo assim abrir sua conta bancária e ver seu salário intacto… Pode parecer mágica, mas é simplesmente seu décimo terceiro salário!

O ano só possui 12 meses, mas todo empregado no regime CLT recebe 13º salário. É como se durante um mês inteiro você recebesse seu dinheiro, mas não precisasse trabalhar. O décimo terceiro salário é a maior oportunidade de enriquecimento que você vai receber no ano!

Encare-o como uma renda extra, pois não está no seu custo mensal. Sendo assim, uma renda extra deve ser totalmente destinada para a realização de sonhos ou objetivos de vida, pois é isso que nos motiva e é o combustível das finanças pessoais.

Uma pessoa só deve poupar e investir para realizar sonhos. Esse hábito permite que bons planos sejam traçados, que realizações aconteçam e que a qualidade de vida esteja em primeiro lugar.

O dinheiro investido vale muito mais. O tempo é favorável ao investidor. Se investir algum dinheiro hoje, facilmente ele dobrará de valor em menos de 10 anos, ou valerá dez vezes mais daqui 30 anos. Estou falando de investimentos conservadores com baixíssimo risco.

Utilize o dinheiro do décimo terceiro como o pontapé inicial do seu plano de enriquecimento. É possível, não é arriscado e não precisa ser complexo. Comece por investimentos conservadores e adquira mais conhecimento para diversificar suas aplicações. Certamente seu rendimento vai aumentar conforme a prática e estudo.

Crie o hábito de poupar e investir mensalmente. Essa prática criará uma ponte para seu futuro, com realizações financeiras, qualidade de vida e imunidade a imprevistos.

Caso esteja endividado neste momento, trace um plano de guerra, use o dinheiro do décimo terceiro e mude sua situação financeira. Após isso, estará pronto para adequar seu padrão de vida ao seu salário, ganhar mais do que gasta, poupar e investir em você!

Lembre-se: não faça novas dívidas, renegocie as que você já possui e determine um valor máximo para gastar com presentes de natal ou sonhos de curto prazo, ok?

O uso consciente do seu dinheiro é o maior aliado para sua liberdade financeira!


Sobre o autor – Associado à ABEFIN (Associação Brasileira dos Educadores Financeiros) e pós-graduado Educação Financeira para Docentes pela DSOP/Unoeste, Ricardo Natali é consultor financeiro pessoal, palestrante, professor de cursos sobre Finanças Pessoais, professor titular na ONG “Bem Gasto”, além de possuir um canal no YouTube com mais de 262.000 visualizações e ser fonte de informação e conteúdo para diversos veículos de mídia.

Ricardo criou o Lucro FC, projeto que ensina de forma simples todos os conceitos necessários de Finanças Pessoais. Com analogias ao esporte mais amado pelos brasileiros, os ensinamentos ficam fáceis de serem entendidos. Para entrar em contato com o autor, acesse o site www.lucrofc.com.br ou envie um email para [email protected]

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Valorize seu Sonho

A polarização política e suas implicações financeiras

Brasília de Fato

Publicado

em

polarização política

É, está complicado. Famílias desunidas e amizades sendo verdadeiramente abaladas. O cenário político brasileiro está gerando conflitos que não víamos há anos

O antipetismo se uniu a partidários de extrema direita e as pesquisas vem mostrando que há cada vez menos chance de que o candidato do PT vença as eleições presidenciais de 2018.

Bolsonaro surfou a onda. Está surfando! “Nunca antes na história deste país” seria possível a um capitão reformado do exército e deputado por 28 anos (que quase não obteve sucesso em suas propostas parlamentares), ser eleito ao cargo máximo da nação. Jair Messias Bolsonaro foi considerado um dos piores parlamentares de todos os tempos. Não fez nada de significativo nesses sete mandatos que o povo carioca o elegeu. Mesmo assim, dispara nas pesquisas para presidência da República.

Como explicar? Machista, homofóbico, misógino, fascista, fã de torturador…esses são apenas alguns dos adjetivos que seus adversários o classificam. E de novo: mesmo assim, Bolsonaro dispara nas pesquisas.  Todos os dias somos bombardeados com mensagens pelas redes sociais, com vídeos, fotos e notícias as quais não sabemos a origem.  A indústria das Fake News está sendo levada ao Tribunal Superior Eleitoral. Tanto de um lado quanto do outro. Realmente, estamos em uma eleição completamente diferente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quanto ao Haddad? Realmente, foi uma péssima escolha do molusco. Após sucessivas tentativas fracassadas de manutenção de uma candidatura, Lula – preso há mais de 6 meses – jogou a toalha e indicou um “poste” para representá-lo. Vendo que as visitas semanais de Fernando Haddad ao presídio em Curitiba só estavam prejudicando a campanha do PT, o próprio presidiário solicitou que ele não fosse mais visitá-lo. Mudaram a cor da campanha, deixaram de lado um pouco o “#lulalivre”, mas nada está adiantando. Como disse Cid: “Façam o mea culpa!”. Mas eles não o fazem.

Debates sobre a manutenção da democracia, da legitimidade das instituições e, principalmente, sobre que país teremos a partir do ano que vem, estão levando brasileiros e brasileiras de bem a adotarem seu político de estimação e esquecerem que o poder emana do povo e do verdadeiro sentido de união familiar, amizade e paz social.

A “constituição cidadã” completou 30 anos. Devemos lutar pela manutenção do Estado Democrático de Direito. Pela liberdade de imprensa e expressão. Pelo direito ao sufrágio universal. Pela manutenção das instituições que funcionam no Brasil. Pelo fim da corrupção. Pelo direito de exercer sua cidadania. Por uma educação e uma saúde de qualidade.   Contra a violência e a favor de um Estado que realmente se preocupe com o povo e não com seus próprios interesses. Isso sim é ser patriota!

Quanto ao mercado financeiro? Bom, este só está esperando o próximo domingo. O que vier, ele dá um jeito de se adequar. Mas e você? Qual o seu compromisso com a democracia? Lembre-se disso antes de votar!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Grande abraço democrático,

Rafael Rico

Trace sua metas, entre em ação e alcance seus objetivos!

Encontre-me no Instagram: @valorizeseusonho

Continue lendo

Mais Lidas