Tecnologia: como tem mudado o consumo no Brasil

Tecnologia
O mundo se altera com o tempo e os brasileiros têm se adaptados às novas dinâmicas do mundo. Saiba como a tecnologia está mudando o consumo no Brasil.

A evolução do mundo eletrônico e tecnológico tem se alterado ao longo das últimas décadas e, com o passar dos anos, notamos que vão sucedendo alterações também em nossos hábitos e nossas vidas.

Desde há algumas décadas, uma alteração que vimos assistindo é no mundo do varejo, sendo que as lojas e marcas que conhecemos estão tendendo a integrar também o universo virtual e que muitas outras vão surgindo.

A dinâmica econômica brasileira tem motivado, também, o aparecimento de variadas lojas online. A complexa realidade financeira do país tem feito com que pessoas como você busquem alternativas e oportunidades online.

Existem várias formas de trabalhar usando a Internet mas, como podemos verificar com base nos números e porcentagens nacionais, o comércio eletrônico é um dos setores prediletos dos empreendedores brasileiros. Na verdade, o e-commerce de dropshipping é o que mais atrai esses trabalhadores da web (e existem vários motivos para que assim suceda).

Um dos principais fatores a gerar todo esse interesse dos empreendedores no mercado do comércio eletrônico é o grande número de consumidores que está preferindo comprar em sites em vez de ir nas lojas.

Na verdade, nos últimos anos, tem-se sentido, no Brasil, este crescendo no desejo das pessoas comprarem online, pela simplicidade do processo (que é cada vez maior) e também pelos preços (usualmente mais baixos).

Compreender como a tecnologia está mudando o consumo no Brasil é muito importante para quem trabalha no setor comercial e também para o próprio consumidor.

Venha saber mais sobre essa temática.

1. A migração das marcas para o meio online

Um dos grandes motivadores do consumo online, ao longo dos anos, tem sido a forma como grandes marcas, bem conhecidas do povo internacional e brasileiro, têm se rendido às novas dinâmicas tecnológicas.

Mais do que simplesmente criarem espaços online, que garantem sua presença digital, as marcas têm promovido esse tipo de consumo com vários aplicativos e ações promocionais, que tentam cativar consumidores, com ofertas exclusivas do online.

Motivados pela qualidade, pela simplicidade na realização dos pedidos e nos pagamentos e também pelas promoções e preços praticados, os brasileiros começaram, aos pouquinhos, a se render a essa nova forma de comprar os seus produtos.

Ao longo dos anos, o Brasil se tornaria, inclusive, um dos maiores consumidores online de produtos tecnológicos.

2. A necessidade do celular

Algo que podemos considerar quase intrínseco ao povo brasileiro, nesse momento, é o uso do celular.

O celular é, na atualidade, quase uma extensão do próprio braço do brasileiro, sendo um pedaço de tecnologia sempre à mão e que é usado para quase tudo no seu cotidiano.

As compras online também foram motivadas pelo uso do celular, já que este veio permitir que o consumo online fosse feito em qualquer local e a qualquer hora, com um acesso contínuo e permanente às melhores promoções.

Aproveitando esse contato tão direto com o celular, muitas empresas começaram até a notificar, por email ou pop-up mesmo, sobre promoções incríveis (e por vezes personalizadas) que acabam gerando consumo digital.

3. Comércio eletrônico em tempo de pandemia

A necessidade de confinamento gerada pelo aparecimento do Coronavírus no Brasil não criou um novo hábito de consumo mas veio acentuar a tendência a que já vínhamos assistindo para a digitalização do comércio no país e a preferência pelo comércio eletrônico.

Fechados em suas casas, os brasileiros começaram a sentir a necessidade de fazer suas compras de outras formas e, como é evidente, a forma mais imediata e simples de continuar consumindo sem sair de casa é através do uso da Internet e das lojas online.

A procura pelos artigos online e o recurso a estafetas e a entregas no domicílio foi crescente durante o tempo da pandemia e fez com que se reforçasse a grande tendência para o consumo digital no país.

4. O papel dos influenciadores

Todo o brasileiro já ouviu falar dos influencers e as porcentagens dos estudos mais recentes nos dizem que pelo menos metade da população segue algum desses influenciadores numa rede social ou no Youtube.

Essas pessoas estão, também, exercendo um papel bem importante na alteração dos hábitos do consumo brasileiro, já que se tratam de celebridades online que testam, aprovam e recomendam alguns produtos.

Muitas das pessoas que buscam os conteúdos desse tipo de influenciador estão já buscando o seu aconselhamento, pelo que é de forma natural que o mesmo acaba se transformando num aumento de vendas de produtos online.

Sabendo isso, as marcas estão investindo e apostando fortemente nesse tipo de marketing, que chega nas pessoas de uma forma mais direta e tem um maior impacto nas decisões tomadas pelos consumidores.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezoito − um =

Send this to a friend