Siga o Jornal de Brasília

Colunas

Smartphones Apple e Android já estão recebendo atualização do Facebook

Brasília de Fato

Publicado

em

Atualização do Facebook nos computadores ocorrerá ao longo do ano

Principais mudanças

Menos destaque para postagens de amigos

O Feed de notícias será menor e os posts de grupos e eventos serão destacados. O novo desenho inclui um recurso chamado Meet New Friends, que conecta estranhos que têm algo em comum (como uma escola ou um empregador).

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Instagram sem número de curtidas e com novos recursos

O instagram diminuirá a exposição das estatísticas. O objetivo é focar nas fotos e vídeos que são compartilhados, e não no número de curtidas. O recurso será testado no Canadá e, se aprovado, estendido a outros países. O app expandirá a oferta do recurso que permite que as pessoas comprem produtos de dentro do aplicativo.

 

Facebook focado no Messenger

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Facebook focará no Messenger como forma de acompanhar seus amigos. Você pode definir mensagens de status ou compartilhar fotos com pessoas de que gosta e confia, o que facilita a organização de sessões de hangouts off-line.

 

Facebook Dating, o Tinder do Face chega ao Brasil

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Facebook anunciou que o Dating será expandindo para mais 14 países, incluindo o Brasil.  A versão traz um recurso chamado Secret Crush que cria uma lista secreta de amigos do Facebook pelos quais você tem atração. O Facebook notificará quando houver correspondência de atração.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fato Gourmet

365 Store da asa sul inaugura cafeteria

O espaço oferece ainda programação especial neste final de semana

Brasília de Fato

Publicado

em

365 Store da asa sul inaugura cafeteria
Experiência 000. Foto: Divulgação

Em uma loja totalmente moderna e descolada, a 365 Store, localizada na 402 sul, inaugura o Café 002, no próximo dia 19 de dezembro. A novidade brasiliense é especializada em chás e cafés, preparados com grãos selecionados e receitas exclusivas. O espaço é uma parceria entre os empresários Yuiti Niyama e Flávio Hideo com os head baristas Laís Queiroz e Guilherme Cassimiro. Além disso, neste fim de semana, haverá uma programação especial, incluindo workshops de harmonização e aula de yoga. Para participar, os valores são a partir de R$10.

Com um menu enxuto e variado, a cafeteria aposta na criatividade. Entre os destaques está o café: Experiência 000 (mistura de Cold Brew diluído em soda e xarope de capim-limão produzido por ele mesmo. Finalizado com uma rodela de limão siciliano desidratado com especiarias e raminhos do capim-limão – R$18).

O menu contempla ainda o clássico Cold Brew (cafés gelados infusionados por 16h a frio. Pode ser puro, diluído em soda ou em preparo vegetal – R$12); cafés especiais de diferentes regiões do país com perfis entre chocolate e caramelo, frutado e floral, e perfis internacionais (a partir de R$10); e chás de folha solta originada de diversas partes do mundo, trazendo opções puras com ervas, flores ou frutos secos (R$15).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cold Brew. Foto: Divulgação

A ideia da cafeteria é levar aos aficionados por cafés e chás uma experiência completamente nova e inusitada. “Há vários métodos de extração do café, mas estamos focados em Origami, Kalita e Aeropress. Diferentes grãos. Torrefações regionais e nacionais do Brasil todo e vamos, futuramente, trazer o melhor do exterior”, diz Laís.

365 Store
Local: CLS 402 Bloco A Loja 15
Mais informações: @365.store

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Fato Gourmet

Southside lança cardápios personalizados para confraternizações

A casa oferece quatro opções de menus harmonizadas com cocktails

Brasília de Fato

Publicado

em

Southside lança cardápios personalizados para confraternizações

No melhor estilo  “petit comité”, o Southside lança menus especiais para eventos intimistas ou corporativos, como confraternizações e reuniões. Os comensais podem escolher quatro opções de menu harmonizado, com os cocktails do premiado mixologista Gustavo Guedes e os pratos assinados pela chef Catarina Freire. As opções ficam entre os menus Enthusiastic, Enthusiastic Premium, Flavor Conisseur e o Confidence.

Quem optar pelo Enthusiastic vai poder saborear o delicioso snack, que é uma pipoca de salmão; de entrada, é a coxinha de frango com curry e compota de abacaxi ou steak tartare; o principal é um risoni de camarões ou escalope com risoto carbonara; finalizando o menu,  sandookie de fior di latte e caramelo salgado como sobremesa. Para harmonizar, as opções de cocktails são: Hugo Spritz (espumante brut, licor St. Germain, limão siciliano e hortelã); Jay Gatsby (vinho verde cabornatado, vodka com infusão de maçã verde, licor abadia e tintura oriental); e Trigger Happy (Tanqueray London dry, vermute com infusão de café, Campari, Vinho do Porto com infusão de cumaru e sálvia). O valor dessa opção é de R$183 (por pessoa) com harmonização ou R$95 (por pessoa) somente os pratos.

A outra sugestão de menu é o Enthusiastic Premium. De snack, a casa oferece a pipoca de salmão; já de entrada os comensais podem escolher entre steak tartare com camarão rock; para o principal, a pedida é o risoto de linguiça de javali e queijo de cabra ou uma saborosa escalope com mousseline baroa e legumes tostados; para adoçar a experiência, rapa de brigadeiro. E para acompanhar o menu criativo, Donny Highball (gin, cordial de mel com flor laranjeira, elderflower, limão siciliano, bitters e ginger ale); Black Belt (whisky com infusão de nori, gengibre, Indian Chai com mel de laranjeira, defumado em carvalho); e Old Frank ( Bulleit Bourbon com fat wash de bacon, caramelo salgado de maple, angostura bitters e defumação em carvalho). O investimento é de R$223 (por pessoa) harmonizado e R$135 somente o menu (por pessoa).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No Flavor Conisseur, é uma opção de menu mais descontraído. Os comensais podem saborear um mix de entradas, como pipoca de salmão, coxinha de frango e compota de abacaxi, camarão porção, batata chips porção, bao cordeiro, batata a chef, camarão no varal e steak tartare. As opções para brindar são Moscow Mule (vodka, gengibre, limão, Angostura Bitters e ginger ale); Mr. Capone (Tanqueray London Dry, morango, lapsang souchong, limão e espuma de gengibre com canela); e Thompson Mule (vodka com infusão de maçã verde, purê de lichia, indian chai com mel de laranjeira, limão e espuma de gengibre). Esta opção sai a R$156 (por pessoa) a versão com os coktails sai por R$78 (por pessoa).

Para os mais ousados, a casa aposta no menu Confidence. Nele, os clientes terão uma experiência surpresa, totalmente a cargo da criatividade da chef Catarina Freire e do mixologista Gustavo Guedes. O valor harmonizado é de R$170 (4 etapas por pessoa) e R$260 (7 etapas por pessoa). Os comensais também podem optar somente pelos pratos por R$135 (4 etapas por pessoa) ou R$223 (7 etapas por pessoa).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao escolher um dos menus, clientes poderão desfrutar de um cardápio personalizado, serviço de manobrista e música ambiente.

Southside
Endereço: CLS 407 – Asa Sul
Horário de funcionamento: quarta e quinta das 19h às 23h; sábado das 13h às 16h e das 19h às 23h; e domingo das 12h às 16h
Informações sobre os pacotes de confraternização: (61)  99970-5774

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Fato Gourmet

Gran Bier em casa nas Festas de Fim de Ano

Restaurante abre para encomendas de pratos para o Natal e Ano Novo

Brasília de Fato

Publicado

em

Gran Bier em casa nas Festas de Fim de Ano

Gran Bier, localizado no Pontão do Lago Sul, conhecido por seus tradicionais pratos, abriu a sua cozinha para encomenda de pratos e ceias de Natal e Réveillon. Os pedidos podem ser feitos até o dia 23 de dezembro (Natal) ou 30 de dezembro (Réveillon), pelos telefones (61) 3364-4041 ou (61) 9987-8433.

Entre as opções, Bolinho de Bacalhau (12 unidades); Maionese de Camarão para duas ou quatro pessoas; Salada de Lentilha para duas ou quatro pessoas; Bacalhau a Gomes de Sá para duas ou quatro pessoas; Bacalhau Gran Bier para duas ou quatro pessoas; Filet Gran Bier para duas ou quatro pessoas; Filet Cremoso para duas ou quatro pessoas; Chester Califórnia (chester inteiro assado ao molho agridoce com frutas e acompanhado de farofa de miúdos) para até seis pessoas; Leitão (assado inteiro acompanhado de batata chips) para até oito pessoas; Pernil acompanhado com batatas coradas para duas ou quatro pessoas; Cordeiro Assado com couscous Marroquino para duas ou quatro pessoas. Por fim, Torta Natalina (Red velvet com creme de leite ninho e geléia de frutas vermelhas) de dois quilos.

Pontão do Lago Sul
SHIS QL 10, Lote 1/30 – Lago Sul
Telefone: 61 3364.0580
pontã[email protected]
www.pontao.com.br

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Fato Gourmet

Café de La Musique Brasília abre as portas para o público dia 23 de dezembro

Às margens do Lago Paranoá, empreendimento apresenta um conceito de dinning e beach club para os brasilienses, tendo arquitetura e design assinados pelo escritório paulista Imã Brands, gastronomia pelo chef Lui Veronese e carta de drinks por Gutto Lopes

Brasília de Fato

Publicado

em

Café de La Musique Brasília abre as portas para o público dia 23 de dezembro

Há pouco menos de dois meses a cena do entretenimento brasiliense foi pega de surpresa com o anúncio de que a marca Café de La Musique iria chegar em Brasília, às margens do Lago Paranoá, ainda em 2020. A notícia logo viralizou, e daí em diante diversas expectativas foram criadas, e o tão aguardado dia de inauguração chegou: 23 de dezembro de 2020.

À priori a casa funcionará apenas como dinning club, de terça a quinta-feira, 17h às 23h, sexta a domingo, 11h às 23h, com mesas e bistrôs espalhados pela área externa, com distanciamento de dois metros, música ambiente e com capacidade reduzida de público, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária estabelecidos pelo Governo do Distrito Federal. O Beach Club, será inaugurado somente no ano que vem.

A 18° operação do Café de La Musique no Brasil, e a primeira na região Centro-Oeste, irá apresentar para o público um novo conceito da marca, inédito até o momento, trazendo referências culturais dos povos indígenas e nordestinos para os mais de 1800m² do espaço, tendo a arquitetura e o design assinados pelo escritório paulista Imã Brands, das irmãs Vick e Bárbara Bacchi.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Gastronomia

Polvo, lula, camarão, lagosta, salmão e mexilhões feitos na parrilla, trazendo um sabor único e diferenciado. Essa é a grande aposta do Café de La Musique, com pratos que o perfil brasiliense já adora.

Como de costume, o cardápio contará com entradas, saladas, pratos principais e sobremesas, todas autorais e com um toque especial a partir de ingredientes peculiares que o Chef Lui Veronese escolheu a dedo para trazer um sabor ainda mais marcante na gastronomia do Café.

“Não é de hoje que eu levanto uma bandeira em prol do cerrado, valorizando o que ele oferece pra gente, e um dos frutos que vamos trazer será o maracujá pérola, de um sabor inconfundível, mais adocicado e super aromático, que eu particularmente gosto muito, além das castanhas de baru e o buriti. Também estou trazendo alguns ingredientes peculiares fora do cerrado, para deixar a gastronomia ainda mais marcante, como a bottarga que é uma ova de tainha, pois, temos como proposta apresentar pratos marcantes e diferentes de outras casas”, explica Lui.

Ostras frescas, que serão servidas com limão, sal, azeite e pimento. Foto: Divulgação

Burrata servida com salada de morangos, aceto balsâmico e uma camada de jamón ibérico. Foto: Divulgação

Drinks

Os drinks, um dos grandes atrativos da casa, também não vão deixar a desejar, principalmente pela criatividade e combinações inéditas que o mixologista Gutto Lopes preparou para o Café de La Musique Brasília.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Insumos como o cumaru, plantas alimentícias e ervas não convencionais, sálvia, jambu, melaço de cana, leite de castanha de caju, compõem grande parte dos coquetéis, tendo como proposta fazer com que os brasilienses despertem novos gostos em seus paladares.

“Para o Café, estou trazendo muita exclusividade e ousando muito nos coquetéis, com ingredientes que as pessoas jamais imaginaram que poderiam compor um drink. Esse está sendo o melhor trabalho da minha vida, principalmente porque venho me especializando em coquetelaria criativa, então, o público irá se surpreender”, garante o mixologista brasiliense, Gutto Lopes.

Réveillon

Música brasileira, house, eletrônica e muito mais. O primeiro Réveillon do Café de La Musique promete ser inesquecível para os brasilienses que vão passar a virada do ano na capital.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para isso, o Café de La Musique está montando uma estrutura especial para o evento que será open bar, e terá um menu exclusivo à venda, montado pelo chef Lui Veronese, além de uma queima de fogos de 15 minutos ininterruptos, na orla do Lago Paranoá.

Serviço
Inauguração Café de La Musique Brasília
Onde:
Café de La Musique Brasília (Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 2, ao lado do shopping Pier 21).
Quando: quarta-feira, 23 de dezembro de 2020
Horário: 17h
Para mais informações: (61) 99983-6016
Vendas dos ingressos para o Réveillon: https://beta.sympla.com.br/

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Fato Gourmet

Mayer Sabores do Brasil tem Festival de Moquecas

Todos os sábados e domingos, no almoço, três opções do prato podem ser pedidas

Brasília de Fato

Publicado

em

Mayer Sabores do Brasil tem Festival de Moquecas

O Mayer Sabores do Brasil, localizado na 116 sul, está promovendo o Festival de Moquecas, com três opções do prato disponíveis nos almoços dos sábados e domingos. A primeira iguaria é a Moqueca Maragogi (R$139), feita com robalo. A segunda opção é a Moqueca Canoa Quebrada (R$149), que leva robalo e camarão. Já a terceira é a Moqueca Trancoso (R$169), que tem o camarão como protagonista. Todas elas são servidas em panela de ferro, servem bem duas pessoas e levam tomate, cebola, pimentões refogados, pimenta de cheiro, leite de coco, azeite de dendê e coentro, além de serem acompanhadas de arroz branco, pirão do próprio caldo e farofa de dendê.

Dose dupla

E, além do festival de moquecas, o Mayer também está com dose dupla de caipirinhas e caipiroskas de limão, maracujá, morango e abacaxi, todas as sextas-feiras, das 17h às 22h.

Foto: Divulgação

Serviço:
Festival de Moquecas no Mayer Sabores do Brasil
Todos os sábados e domingos no almoço
CLS 116, Asa Sul – Comércio Local
Horário de funcionamento: segunda a quinta das 11h30 às 15h30 e das 17h às 23h
Sexta: das 11h30 às 15h30 e das 17h às 23h
Sábado: das 11h30 às 23h
Domingos e feriados das 11h30 às 17h
Telefone: (61) 99339-4175

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

TechIn

Tecnologia: como tem mudado o consumo no Brasil

O mundo se altera com o tempo e os brasileiros têm se adaptados às novas dinâmicas do mundo. Saiba como a tecnologia está mudando o consumo no Brasil.

Brasília de Fato

Publicado

em

Tecnologia

A evolução do mundo eletrônico e tecnológico tem se alterado ao longo das últimas décadas e, com o passar dos anos, notamos que vão sucedendo alterações também em nossos hábitos e nossas vidas.

Desde há algumas décadas, uma alteração que vimos assistindo é no mundo do varejo, sendo que as lojas e marcas que conhecemos estão tendendo a integrar também o universo virtual e que muitas outras vão surgindo.

A dinâmica econômica brasileira tem motivado, também, o aparecimento de variadas lojas online. A complexa realidade financeira do país tem feito com que pessoas como você busquem alternativas e oportunidades online.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Existem várias formas de trabalhar usando a Internet mas, como podemos verificar com base nos números e porcentagens nacionais, o comércio eletrônico é um dos setores prediletos dos empreendedores brasileiros. Na verdade, o e-commerce de dropshipping é o que mais atrai esses trabalhadores da web (e existem vários motivos para que assim suceda).

Um dos principais fatores a gerar todo esse interesse dos empreendedores no mercado do comércio eletrônico é o grande número de consumidores que está preferindo comprar em sites em vez de ir nas lojas.

Na verdade, nos últimos anos, tem-se sentido, no Brasil, este crescendo no desejo das pessoas comprarem online, pela simplicidade do processo (que é cada vez maior) e também pelos preços (usualmente mais baixos).

Compreender como a tecnologia está mudando o consumo no Brasil é muito importante para quem trabalha no setor comercial e também para o próprio consumidor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Venha saber mais sobre essa temática.

1. A migração das marcas para o meio online

Um dos grandes motivadores do consumo online, ao longo dos anos, tem sido a forma como grandes marcas, bem conhecidas do povo internacional e brasileiro, têm se rendido às novas dinâmicas tecnológicas.

Mais do que simplesmente criarem espaços online, que garantem sua presença digital, as marcas têm promovido esse tipo de consumo com vários aplicativos e ações promocionais, que tentam cativar consumidores, com ofertas exclusivas do online.

Motivados pela qualidade, pela simplicidade na realização dos pedidos e nos pagamentos e também pelas promoções e preços praticados, os brasileiros começaram, aos pouquinhos, a se render a essa nova forma de comprar os seus produtos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao longo dos anos, o Brasil se tornaria, inclusive, um dos maiores consumidores online de produtos tecnológicos.

2. A necessidade do celular

Algo que podemos considerar quase intrínseco ao povo brasileiro, nesse momento, é o uso do celular.

O celular é, na atualidade, quase uma extensão do próprio braço do brasileiro, sendo um pedaço de tecnologia sempre à mão e que é usado para quase tudo no seu cotidiano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As compras online também foram motivadas pelo uso do celular, já que este veio permitir que o consumo online fosse feito em qualquer local e a qualquer hora, com um acesso contínuo e permanente às melhores promoções.

Aproveitando esse contato tão direto com o celular, muitas empresas começaram até a notificar, por email ou pop-up mesmo, sobre promoções incríveis (e por vezes personalizadas) que acabam gerando consumo digital.

3. Comércio eletrônico em tempo de pandemia

A necessidade de confinamento gerada pelo aparecimento do Coronavírus no Brasil não criou um novo hábito de consumo mas veio acentuar a tendência a que já vínhamos assistindo para a digitalização do comércio no país e a preferência pelo comércio eletrônico.

Fechados em suas casas, os brasileiros começaram a sentir a necessidade de fazer suas compras de outras formas e, como é evidente, a forma mais imediata e simples de continuar consumindo sem sair de casa é através do uso da Internet e das lojas online.

A procura pelos artigos online e o recurso a estafetas e a entregas no domicílio foi crescente durante o tempo da pandemia e fez com que se reforçasse a grande tendência para o consumo digital no país.

4. O papel dos influenciadores

Todo o brasileiro já ouviu falar dos influencers e as porcentagens dos estudos mais recentes nos dizem que pelo menos metade da população segue algum desses influenciadores numa rede social ou no Youtube.

Essas pessoas estão, também, exercendo um papel bem importante na alteração dos hábitos do consumo brasileiro, já que se tratam de celebridades online que testam, aprovam e recomendam alguns produtos.

Muitas das pessoas que buscam os conteúdos desse tipo de influenciador estão já buscando o seu aconselhamento, pelo que é de forma natural que o mesmo acaba se transformando num aumento de vendas de produtos online.

Sabendo isso, as marcas estão investindo e apostando fortemente nesse tipo de marketing, que chega nas pessoas de uma forma mais direta e tem um maior impacto nas decisões tomadas pelos consumidores.

Continue lendo

Internacional

Videogame ‘Call of Duty’ gera polêmica na Rússia

Editado pela empresa americana Activision, “Call of Duty: Modern Warfare” é a novidade do videogame mais vendida em 2019 no mundo

Avatar

Publicado

em

O lançamento do famoso jogo de guerra “Call of Duty” gerou polêmica nesta quarta-feira (30) na Rússia, onde é acusado de manchar a imagem do exército russo em um cenário que recorda fortemente a Síria.

Editado pela empresa americana Activision, “Call of Duty: Modern Warfare” é a novidade do videogame mais vendida em 2019 no mundo.

No entanto, desde a publicação de seu trailer em maio, tem sido alvo de críticas da mídia e dos usuários na Rússia, que o acusam de “russofobia”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No modo “solo”, o jogador encarna principalmente uma menina, Farah, que testemunha o assassinato de seu pai por um soldado russo no Urziquistão, um país imaginário do Oriente Médio.

Depois de vingar o pai, a jovem lidera uma rebelião contra a ocupação russa. Outras cenas do jogo mostram militares russos executando ou bombardeando civis.

O mundo do jogo lembra fortemente a Síria, onde Moscou enviou bombardeios desde 2015, em auxílio ao governo de Bashar Al-Assad.

Desde o seu lançamento, o jogo recebeu muitas críticas no site Metacritic, diminuindo sua classificação. Muitos comentários, em russo e inglês, acusam-no de “propaganda antirrussa”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Precisa ser um verdadeiro monstro para jogar um jogo abertamente criminoso no qual se diz em preto e branco que os soldados russos são terroristas”, tuitou um influente jogador profissional na Rússia, Ilia Davydov, também conhecido como Ilia Maddyson, que anunciou que boicotaria o novo episódio.

“O editor prometeu dizer que a guerra é ruim, mas o que ele diz finalmente é que os russos são ruins”, declarou ao canal privado Ren-Tv.

Diante do escândalo, a Sony decidiu na semana não oferecer o episódio à venda na Rússia para seu console Playstation 4. No entanto, o jogo está disponível nos PCs da Microsoft e no Xbox One.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A série “Call of Duty” foi criticada por sua visão heroica da guerra travada pelos exércitos ocidentais e este último episódio foi elogiado em alguns setores por mostrar o sofrimento de vítimas civis.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo

Foz em Foco

PEROLITAS IGUAÇUENSES XII

Avatar

Publicado

em

Por Gilberto Rios

PANOS PARA MANGAS RETALHOS PARA CAPANGAS

Eu havia escrito na semana posterior a posse do diretório do PSL de Foz do Iguaçu um artigo intitulado muito Barulho por nada e assinei com o pseudônimo de W.S. para o portal Paraná Divulga. Este artigo nos parece que gerou desconforto a um servidor da Prefeitura o Senhor Washington Sena que muitos acharam que ele por ser jornalista era o autor do referido artigo. Não sei de onde surgiu tal ligação com o jornalista, mas já escrevi vários artigos com esta assinatura. W. S. era a forma como William Shakespeare assinava no início de carreira as suas obras. Muito Barulho por nada inclusive virou filme em Hollywood.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

ESCLARECENDO

Estive pessoalmente com o servidor Washington Sena e lhe tranqüilizei sobre a matéria. Enfim, para que as partes que se sentiram prejudicadas tenham o direito de resposta garantida na Constituição Brasileira, segue o artigo na minha coluna que restabeleci nesta semana.

Quando a traição está acima dos enamorados, Foz não precisa disto!

Sexta-feira dia 02 de agosto no Hotel Foz do Iguaçu foi dado posse a nova Executiva do PSL desta cidade. Com um público razoável e composto na sua grande maioria por empresários e alguns simpatizantes a executiva comandada pelo D. Raniere finalmente foi empossada. A entrada das bandeiras no recinto que deveria ser para todos algo impactante foi simplesmente assustador e demoramos a acreditar no que estava vendo. Ela me remeteu a um documentário em Slides nos idos dos anos 90 no curso de Jornalismo em Porto Alegre feito por um colega sobre o nazismo. Este documentário em slides citava o Círculo Paranaense do Partido Nazista que surgiu no Brasil do século XX na cidade de Curitiba, precisamente em 1930. Quando organizamos um evento deste porte, tem que se ter cuidado com determinados símbolos trazidos principalmente com as informações relâmpagos das redes sociais acusatórias onde todos viraram iluministas. Lembrando aos desavisados, não estou questionando a entrada das bandeiras do Brasil, do Paraná e de Foz do Iguaçu e sim a forma da sua condução.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Neste Brasil polarizado por uma disputa odiosa entre a esquerda e a direita onde o critério da Intolerância perpetua nos dois lados, faz hoje famílias se desintegrarem e a desrespeitarem a nossa jovem democracia e a nossa constituição. Para a esquerda os integrantes do PSL flertam com a ideologia fascista e esta pencha dada ao partido será difícil de apagar em função desta nova ordem de fazermos política, mas aquela entrada da bandeira teve tudo a ver e parece-nos que alguns membros ali até faziam questão de assumir e isto foi preocupante.

Para a direita, a esquerda esquartejou e acabou com o Brasil, roubou milhões dos brasileiros e eu também comungo deste pensamento, mas não diria que foi somente um partido. O conjunto dos partidos brasileiros que inclusive tem deputados no PSL que respondem, que fizeram caixa 2 e foram perdoados porque exerceram o poder do pedido de perdão e um juiz hoje ministro á época assim o fez, perdoando por conveniência ideológica, era uma nova senha para todos os moralistas se calarem. Notem que a outra senha foi uma simples entrada de bandeira onde com certeza a maioria da executiva não se apercebeu da grandeza do projeto da extrema-direita transvestida de direita, está a meu ver sendo, inocentes úteis, nome da “tal” moralidade política deste grupo.

O mestre de cerimônia com bastante lucidez percebeu aquele início constrangedor das entradas das bandeiras e donde ele se encontrava, ele detinha uma visão privilegiada. Logo ele percebeu o choque da platéia com aquela situação da condução das bandeiras, não havia duvida com o constrangimento de alguns presentes. Demorou um pouco para o negócio engrenar em função do caso da bandeira, muita gente sabe ou já leu sobre este filme e não quis acreditar no que via. Mais uma vez o mestre espertamente salvou o PSL daquele aperto. Para cada ato ele passou a solicitar uma batida de palmas, não foi algo espontâneo inicialmente, pois ele solicitou mais duas outras vezes. Confesso-lhe que muita gente ao meu lado sentiu-se constrangidos e não bateram as palmas iniciais pedidas. Após o seu terceiro pedido de palmas, o público assim o fez quando se sentiu mais a vontade na sua descontração e recuperando-se do susto inicial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enquanto o mestre de cerimônia discorria sobre a posse, um batalhão de fotógrafos percorria fileira por fileira fotografando todos os presentes sem exceção, fato que achei repugnante, pois com a lista de presença associada às fotos por fileira e não do ambiente constrangia mais ainda, afinal era um ato público de um partido e não uma reunião fechada com a sua executiva. Tanto era que havia várias pessoas ali de outros partidos para serem constrangidos daquela forma. Alguns políticos foram lá curiosos por um chamamento público do PSL que hoje aloja o mandatário deste país, Jair Messias Bolsonaro para uma futura aliança quem sabe. Mas, o que pensar sobre isto?

Após o ato de juramento dos membros e alguns discursos dos participantes chegou à vez do presidente do partido usar a palavra. O odontologo Raniere e pré-candidato pelo PSL por Foz do Iguaçu abriu a sua caixa de ferramentas de maledicência e deixou vir à tona expondo o siso em seu discurso em vez de arrancá-lo. Com uma verborragia segura, o pré-candidato permeou “entre suásticas e pinheiros”, pois se alguém autorizou os fotógrafos a identificar fila por fila os participantes daquele evento para uma futura identificação, tinha nome e sobrenome está autorização. Porque não uma foto geral? Foto de um todo ou mesmo fotos normais de grupos. Este era o método inicial do partido de Hitler e os senhores não podem negar que o Fuhrer agia desta forma para depois confrontar com lista de presença quem era os seus algozes a história não nos deixa mentir, reparem como as bandeiras eram conduzidas pelos nazistas e depois compare. Explicado do porque citei suástica, vamos discorrer sobre os pinheiros.

Inicialmente o pré-candidato biblicamente negou ser político, assim como Pedro. Mas o Raniere não é Pedro, apesar de ter se postado discretamente como tal no seu discurso, poucos perceberam, porque estão tão embriagados com a dicotomia do ódio contra a esquerda que não se aperceberam que estão num projeto extremista de direita e não num projeto de direita. Adoraria ter visto o dentista nos discursos feitos na época do PT para comparar com o de sexta. Aliás, sobre o PT onde ele rebatizou como o Partido das Trevas, sendo recriminado por um rapaz sentado do meu lado que fez o seguinte comentário, “ Saiu das Trevas para o Partido do Suco de Laranja”? Sorrirmos com o comentário dele e percebi que eu não era único descontente até aquele presente momento decepcionado com tudo aquilo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Há de se ter cuidado em eventos deste porte, pois ali o rapaz finalizou o seu comentário, chamando de candidato Melancia, verde por fora mais vermelho por dentro e assim como o Raniere fez uso da Biblia e eu de Pedro, ele também vai negar. Quem um dia foi numa reunião do PT mesmo para cobrir um evento percebeu a familiaridade do discurso, ele de fato saiu do PT, mas o PT ainda enamora com ele, diria um Freudiano.

Para justificar que um dia foi Petistas, o nobre presidente e dentista do siso aberto na nossa sociedade dos caminhões do exército, se postou como vítima. Se vitimizar na política é sinônimo de “oportunismo” aprenda isto e para complicar o senhor me saiu com o seguinte argumento. “Até o nosso presidente um dia foi enganado votando no Presidiário”. Daí ocorreu-me algumas questões para perguntar ao pré-candidato a prefeito do PSL. Quando foi que o senhor saiu do PT mesmo!? Ah, quando descobriu que era Trevas!? Não havia necessidade de jogar para a platéia só porque o senhor foi provocado nas redes sociais nesta semana, o tiro foi no pé, pois pessoas honrosas e que querem a decência independente do viés ideológico, não compra este seu discurso. O passado político visto por todos não muito distante, ainda está na memória do povo Iguaçuense e já estamos fartos com este jogo dicotômico criado pela extrema direita no intuito de jogar toda a culpabilidade na extrema esquerda para que o seu projeto seja vitorioso. Vocês apenas se esqueceram que tem vida fora deste mundo (direita versus esquerda), que ainda tem vida pensante na linha debaixo do equador.

Dito isto, muitos brasileiros querem fugir desta polaridade sustentada no discurso odioso do referido dentista postulante a prefeito da nossa Foz. Mas como sou movido a frases e pensamentos, citarei uma do Bertold Brecht para refletirmos aquela noite. Dizia Brecht “ Que o homem se adapta ao meio e a situação em que Vive” e assim o senhor se postou ao sair do PT para ser o mandatário do PSL local. Ao se referir o PT com a alcunha de Partido das Trevas jogando todos que lá estão no PT numa vala comum inclusive os seus eleitores, o senhor se postou de forma reprovável e oportunista, dando ao PT ou ao Partido das Trevas como o senhor chamou o direito de dizer que preside localmente o Partido do Suco de Laranja, para mim serão respeitosamente o PSL e o PT. É assim que os políticos devem tratar os seus adversários, com respeito e será assim que os Iguaçuenses vão cobrar dos seus candidatos, postura ética.

Não foi isto que percebemos naquela noite, o senhor em nome deste projeto extremista tocou mais fogo na intolerância com está sua fala inoportuna, trazendo a tragédia bufônica nacional para dentro do nosso município de Foz do Iguaçu. Isto não nos interessa, a sua fala odiosa que permeia hoje o Brasil, abre aos ditos pelo senhor como Partido das Trevas e seus eleitores o direito constitucional ao contraditório e nós estamos fartos disto, não queremos isto na nossa cidade, queremos projetos de políticas públicas estruturantes, lembre-se da próxima vez!

Neste momento de turbulência nacional na política, adoraria Raniere ter visto em você um candidato com perfil da mudança e não um cidadão que quer meter a nossa cidade nesta angústia que passa o país. Fiquei decepcionado com o seu discurso, achei que o senhor seria uma novidade e descolaria do discurso de ódio ocorrido nas eleições do ano passado e passaríamos a te olhar com um novo olhar para o nosso município. Quem hoje não tem dentre seus entes queridos um parente que votou no PT ou amigos de coração? O futuro prefeito desta cidade terá que governar para todos, inclusive se o PT não ganhar, para os eleitores petistas também, para os eleitores segundo o senhor “das trevas”, para aqueles que querem uma cidade mais humanizada e percebi que o seu discurso de ódio não combina com o perfil da nossa Foz do Iguaçu.

Aqui recebemos ateus, judeus, cristãos, brancos, índios, pardos, mulatos, mamelucos, orientais e inclusive pessoas intolerantes como o senhor. Convivemos com 89 etnias, este é o perfil da nossa cidade, são todos bem vindos! “Nenhum empresário vai ousar a colocar uma tabuleta na sua porta com os dizeres: Aqui não hospedamos os eleitores das trevas” a minha família e amigos detentores de hotéis não vão fazer isto e não nos peça para fazermos o pacto com a mediocridade que não iremos pactuar.

Não nos interessa esta briga nacional para o nosso município. Esta cidade elegeu Chico Brasileiro em conjunto com vários partidos de esquerda e muitos que estavam na sua posse do diretório votaram no Chico ou no Phellipe Mansur, sabe por quê? Pelo acolhimento, somos uma cidade turística. Por falar em Mansur, o mesmo fez campanha para Bolsonaro, o deputado estadual Soldado Fruet que tem todo o direito de se candidatar se assim quiser também o fez, o pré-candidato do Partido Novo também, Ricardo Albuquerque pelo PV idem, a Bebiano Orsi presente no seu evento também e poderia aqui citar tantos outros nomes que irão concorrer contigo neste pleito, todos eles votaram no Bolsonaro. Percebes que a cidade não quer o debate nacional e sim soluções para os seus problemas? Duvido que muitos dos meus amigos empresários que ali estavam na sua posse abram a sua boca para falar mal do Chico ou mesmo do Piolla, a viola em Foz toca diferente.

Outro fato que nos chamou atenção no seu discurso, foi à forma como se referiu ao atual presidente da Itaipu Joaquim Silva e Luna. O presidente da Itaipu foi colocado numa tremenda saia justa com a sua fala e confesso-lhe que, se eu tivesse em um grupo político iria interpelar está fala judicialmente solicitando maiores esclarecimentos. O senhor deixou a entender para todos os presentes que teria o apoio de Itaipu na sua candidatura, não, o senhor e nenhum outro candidato tem o apoio de Itaipu. O senhor poderá ter o apoio do cidadão e ex-colega de farda que preside hoje Itaipu e não da forma como foi dita aos presentes, sua fala foi de duplo sentido e isto ganhou um nome na modernidade, Fake!

Não vou falar da ministra Damares citada pelo senhor do qual tenho reservas, ela que tirou dos mais necessitados de Foz os brinquedos aprendidos levando este ano para o Marajó. Desafio-te a ir ao Bubas e contar isto para as mães que este ano os brinquedos não serão mais doados aos seus filhos como de costume. Não satisfeito com estas observações citadas e todas verídicas, haja vista que logo no início o senhor se postou como um “não político” finalizo: Já que o senhor em nenhum momento se preocupou com as questões locais em seu eloqüente discurso de não político se postando como terceira via odiosa, vou agora te dizer. O Senhor nacionalmente é primeira via lembre-se disto, mas te diria que aqui seria segunda via.

No canto do lado oposto ao meu, estava o cidadão que preparou a cama para senhor se deitar, o nobre Cássio Lobato, o mesmo que muitos disseram que ele não decolou, mas que merece o meu apreço, respeito pois levou nas eleições passadas o voto de alguns familiares meus. Enquanto estas vozes do PSL vociferavam na sexta a caravana do Chico Brasileiro no sábado extraía o siso do Raniere. Simplesmente deitava e rolava no Conjunto Habitacional Vila União, carpinando e pintando o sete pelas aquelas bandas com a certeza de que não terá um adversário político oriundo do PSL do Presidente Bolsonaro. Pensando bem, fico imaginando no dia em que o senhor virar de fato um “político’ já que não se considera. Daí sim, será preocupante pois o senhor deixará o papel de dublê.

W.S

William Shakespeare, peça Muito barulho por Nada! Uma comédia escrita em 1598/1599

Continue lendo

Foz em Foco

PEROLITAS IGUAÇUENSES XIV

Avatar

Publicado

em

Entre o fifó e o vagalume

O edil Celino Fertrin, vereador da nossa nobre casa veio a público esclarecer pontos escuros da nossa iluminação pública. Na condição de relator da CPI do Fifó ( Iluminação Pública) ele veio nos dá um pouco de luz esclarecendo que:

– A comissão Parlamentar de Inquérito foi instalada com a finalidade de apurar e investigar indícios de superfaturamento e / ou desperdício de dinheiro público na aquisição e instalação de luminárias de LED/Execução da eficientização parcial do sistema de iluminação pública do Município de Foz do Iguaçu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

….Que…

– Que embora conste no portal do INMETRO que as LUMINÁRIAS OFERTADAS PELA EMPRESA vencedora da licitação n° 17/2018, não possuem certificação e /ou registro naquele órgão conforme exigência constante no item 5.1 do anexo I – projeto básico do edital, em data de 15 de julho de 2019, a CPI encaminhou ofício n° 05/2019 ao INMETRO que teve resposta em data de 12 de agosto de 2019, através do ofício n° 291/2019 GABIn-INMETRO, que atesta que as LUMINÁRIAS OFERTADAS PELA EMPRESA vencedora do certame, em nenhum momento possuiram certificação e/ou registro junto ao órgão.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

….Que…

– Que em data de 27 de agosto, a fim de resguardar o erário, tendo em vista que a certificação do INMETRO em tese serviu como justificativa para o elevado preço das luminárias adquiridas pelo Município, a CPI oficiou o Sr. Prefeito Municipal de Foz do Iguaçu, com cópia ao Ministério Público do Estado do Paraná e Tribunal de Contas do Estado do Paraná, relatando que as LUMINÁRIAS OFERTADAS PELA EMPRESA vencedora não possuem e nunca possuiram certificação e/ou registro junto ao INMETRO.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

…Que…

– Que tais irregularidades deveriam ter sido detectadas pela administração pública municipal, na fase de habilitação das empresas concorrentes, e o FISCAL DO CONTRATO não poderia ter permitido a instalação das luminárias de LED sem a devida conferência da certificação, registro e/ou selo junto ao INMETRO.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

….Que…

– Que devido as investigações estarem ainda em andamento e sob sigilo, este relator está apenas informando sobre a ausência do registro e/ou certificação junto ao INMETRO, devido tal fato, ser tornado público pela administração municipal.

 

….Que….

O Observatório Social se calou por conveniência…

 

…Que…

Teremos uma semana iluminada pelos holofotes da Câmara na ausência do Prefeito.

 

…Que…

Enfiaram o pé na jaca

 

…Que…

Muitos vagalumes terão seus rabos iluminados para a sociedade Iguaçuense

 

…Que…

Teremos outros quês

 

 

Continue lendo

Colunas

PEROLITAS IGUAÇUENSES XI

Avatar

Publicado

em

Retomada…

Após oito meses de ausência, retomo a minha Coluna diária no BDF. Esta ausência deveu-se a minha estadia num projeto, hoje concluído. Obrigado ao editorial por me manter no quadro de colunistas.

Feira do Livro, sem arminhas e sem feira por enquanto

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com o anuncio das presenças de Mia Couto, Zeca Camargo, Miriam Leitão, Conceição Evaristo e Carpinejar o prefeito Chico havia lançado a 15ª edição da Feira Internacional do Livro de Foz do Iguaçu na semana passada. Com o slogan “sem arminhas e mais livros, Chico mandou o seu recado ao anunciar uma verba de 400 mil reais para os alunos consumirem na feira. Segundo apuramos o Observatório Social questionou o evento no MP e ele foi suspenso.

Homenagem justa

A escritora Conceição Tavares como o tema “Escrivivência – vivendo a Literatura”, seria a grande homenageada da FILFI 2019. A escritora iria falar ao público no dia 09 de setembro numa segunda-feira, na mesa “Escrivivência, minha luta”.

Foto: PMFI

Mas porque o embargo?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Observatório Social questiona a forma de contratação do Curador e a empresa organizadora. Até aí tudo bem, mas seria interessante que este coletivo começasse a participar daqui pra frente das políticas públicas do município. Quando se embarga uma Feira desta envergadura o prejuízo é imenso, aconselho aos membros do Observatório Social a terem uma postura menos “interesseira” e mais participativa. 

Enquanto isto…

A Super secretaria de Gilmar Piolla – Comércio, Indústria e Turismo realizou cinco pré-conferências de Turismo com a sociedade iguaçuense. As propostas destas etapas foram elencadas para a III Conferência de Turismo que será realizada dia 28 de setembro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Cãmara

Será que os Iguaçuenses sabe como se encontra hoje a Câmara de Vereadores? O entra e saí é tão grande que apuramos que o Presidente já mandou fazer plaquetas auxiliares porque nem ele sabe se na segunda o quadro de vereadores será o mesmo da sexta.

A Campanha

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda meio morna mas com alguns novatos aparecendo para enfrentar Chico. Vamos aguardar o desenrolar, mas sabemos que tem um que dará trabalho para o nosso prefeito.

“Se você não quer que a notícia seja divulgada, não deixe que o fato aconteça”

Continue lendo

Mais Lidas