Revista médica afirma que Leonardo Da Vinci sofreu paralisia na mão direita até o fim da vida

Novo estudo sugere que foram danos nos nervos da mão que causaram a paralisia de Da Vinci

O fato – Uma reviravolta na história de Leonardo da Vinci. Até hoje, os cientistas acreditavam que o artista  teria sofrido um derrame, o lhe teria tirado o movimento da mão direita. Mas novos estudos revelam que ele teria sofrido uma lesão no nervo ulnar (ou cubital).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O fato – Uma reviravolta na história de Leonardo da Vinci. Até hoje, os cientistas acreditavam que o artista  teria sofrido um derrame, o lhe teria tirado o movimento da mão direita. Mas novos estudos revelam que ele teria sofrido uma lesão no nervo ulnar (ou cubital).

A notíciaO estudo publicado no Journal of the Royal Society of Medecine, foi feito por dois médicos italianos: o cirurgião Davide Lazzeri e o neurologista Carlo Rossi com base no retrato supostamente desenhado pelo artista lombardo do século XVI Giovanni Ambrogio Figino. Esta obra mostra Da Vinci com o braço direito coberto pela roupa e onde só se vê a mão direta com os dedos contraídos e virados para cima. O que é para análise clínica, uma clássica posição na qual os dedos se entortam como a garra de um animal.

Porque isso Importa – O que impressiona é a capacidade, depois de quase cinco séculos, da investigação científica – à luz dos novos conhecimentos e recursos tecnológicos – corrigir um fato com evidências plausíveis.  Os médicos também afirmaram que se tivesse tido um derrame (AVC) sua função cognitiva, seria afetada. Sabemos que ele ambidestro continuou dar aulas, mas a paralisia ulnar pode ​​explicar por que ele deixou inúmeras pinturas incompletas, incluindo a Mona Lisa.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

5 × dois =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend