Coração impresso em 3D com tecido humano tem vasos sanguíneos

Técnica promete  aumentar a taxa de sucesso de transplantes

O Fato – Órgão produzido em impressora de três dimensões foi feito de células e tecidos do próprio paciente por pesquisadores da Universidade de Tel Aviv.

A Notícia – O estudo foi publicado na revista Advanced Science. A partir de   tecido retirado do paciente, os pesquisadores transformaram algumas moléculas (colágeno e glicoproteínas) em um tipo de gel que foi usado como a “tinta” da impressora 3D, O programa modelou  o órgão com vasos sanguíneos. Até agora, os pesquisadores só haviam conseguido imprimir tecidos simples sem as artérias e vasos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Porque isso importa – A equipe em Tel Aviv está planejando cultivar os corações impressos e depois, primeiramente, transplantá-los em animais. Ainda vai demorar muitos anos para a técnica ser aplicada em seres-humanos. Mas não deixa de ser uma esperança no futuro. A principal causa de morte em países ricos e emergentes são doenças cardiovasculares. No mundo, há 17 milhões de pessoas com problemas no coração. No Brasil, a cada hora, 40 pessoas morrem em decorrência de doenças cardíacas, chegando ao número absurdo de 300 mil óbitos por ano. Algumas destas mortes poderiam ser evitadas com o transplante do órgão.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

20 + 19 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend