Vídeo no YouTube é fonte primária do boato da Terra Plana

Pesquisa da Texas Tech University revela que os “crentes” no terraplanismo compartilharam do mesmo vídeo publicado no YouTube

O Fato –  A pesquisadora  Asheley R. Landrum (@LandrumAR) descobriu um padrão semelhante entre os crédulos de que o planeta não seria “uma grande pedra redonda girando através do espaço, mas um grande disco achatado”: todos assistiram a vídeos “conspiratórios no YouTube” especificamente  ao intitulado 200 provas de que a Terra não é uma bola girando.

A Notícia –  Landrum tem acompanhado as conferências dos terraplanistas e ao entrevistá-los sobre os motivos que os levaram a crer que a Terra não seria redonda, recebeu como resposta que foram convertidos ao assistirem o vídeo de Eric Dubay, um americano vivendo na Tailândia famoso por pregar teorias conspiratórias. Seu canal no YouTube já foi cancelado diversas vezes por contrariar as regras da plataforma. Mas ele sempre volta. O vídeo das 200 “provas” tem 727 mil visualizações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Porque isso importa – Há 476 anos, Nicolau Copérnico escreveu sua obra Das Revoluções dos Corpos Celestes, que estabeleceu os conceitos científicos da astronomia moderna. “Todos os planetas – inclusive a Terra – giram em torno do Sol”. Ele foi seguido por Galileu Galilei e por Isaac Newton, entre outros, que comprovaram seus estudos e fundaram a física clássica e lançaram as bases da física moderna e da ciência. E agora, em plena Era Digital, a ciência se vê ameaçada pela ignorância ou má fé de youtubers como Dubay (se é que Dubay seja mesmo seu verdadeiro nome).

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

3 × um =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend