Deputada afirma que masturbação é tema impróprio para adolescentes

A deputada Rosinha da Adefal (Avante-AL) apresentou um projeto de lei chamado “Infância sem pornografia” em que propõe que professores não falem sobre masturbação, poligamia, sexo anal, entre outros assuntos, para adolescentes. As informações são do jornal O Globo.

Para a congressista, a masturbação é um tema “impróprio” para adolescentes. No seu projeto, nem mesmo agentes de saúde podem informar crianças e adolescentes sobre o tema.

“A lei não permite a professores ou agentes de saúde, ou qualquer outro servidor público, ministrar ou apresentar temas da sexualidade adulta a crianças e adolescentes abordando conceitos impróprios ou complexos como masturbação, poligamia, sexo anal, bissexualidade, prostituição, entre outros, sem o conhecimento da família ou até mesmo contra as orientações dos responsáveis”, diz a deputada no projeto.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

11 − 2 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend