Cartilha orientará profissionais da segurança na abordagem de público LGBT

O livro, de 12 páginas, traz informações básicas, como conceito de orientações sexual e identidade de gênero

Os profissionais da área da segurança do Distrito Federal receberão orientação na hora de abordar a população LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgêneros). Na manhã desta terça-feira (4/9), a Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social (SSP) lançou uma cartilha com informações para bombeiros, policiais civis e miliares e agentes de trânsito.

O livro, de 12 páginas, traz informações básicas, como conceito de orientações sexual e identidade de gênero. Além disso, ensina aos profissioanis da segurança como atender travestis, por exemplo, que devem ser tratadas no feminino e chamadas pelo nome social, mesmo que não seja o mesmo que conste no documento de identificação.
Para os policiais civis, a cartilha mostra que transexuais e travestis são reconhecidos como mulheres e podem ser empregadas nas leis Maria da Penha e Feminicídio.

Em março deste ano, a Delegacia Especial de Repressão aos crimes de Intolerância (Decrin) registrou pela primeira vez na capital o crime de tentativa de feminicídio contra uma mulher trans.
Para o secretário de segurança, Cristiano Barbosa Sampaio, o produto é um reconhecimento ao respeito das minorias. “Essa é uma forma de promover segurança pública com cidadania”, frisou durante o lançamento da cartilha.
Para a produção do livro, representantes de todas as corporações se reúniram. Além disso, movimentos sociais e a Universidade de Brasília (UnB) também prestaram apoio. Todo material será disponibilizado nas unidades e na intranet das forças de segurança e no site da SSP.

Se informe

Orientação sexual 

É a forma como a pessoa se sente em relação à afetividade e sexualidade. Os conceitos de bissexualidade, heterossexualidade e homossexualidade são os tipos de orientação sexual.

Lésbicas 

Mulheres que sentem atração física e sentimentos de amor apenas por outras mulheres.

Gays 

Homens que sentem atração física e sentimentos de amor apenas por outros homens.

Bissexuais 

Pessoas que se sentem atraídas afetiva e sexualmente tanto por pessoas de gênero masculino quanto feminino.

Identidade de gênero

Experiência interna e individual do gênero de cada pessoa, que pode ou não corresponder ao sexo atribuído no nascimento, incluindo o senso pessoal do corpo (que pode envolver, por livre escolha, modificação da aparência ou função corporal por meios médicos, cirúrgicos ou outros) e outras expressões de gênero, inclusive vestimenta, modo de falar e maneirismos.
 

Travestis 

Pessoas que nasceram com o sexo masculino e que se identificam com o gênero feminino, exercendo seu papel de gênero feminino. Isso quer dizer que a forma de tratamento com travesti é sempre no feminino.
Walder Galvão
Leia mais no Correio00

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

três × três =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend