Seu cachorro tem medo de chuva e trovões? Veja dicas de como acalmá-lo

Seu cachorro tem medo de chuva e trovões? Veja dicas de como acalmá-lo

Quem tem um animal de estimação em casa, inclusive, cachorros, sabe como é complicado quando iniciam as chuvas fortes. Eles ficam agitados e amedrontados, se escondem e até mesmo podem se tornarem agressivos.

A explicação principal para isso é que eles associam o barulho com momentos de perigo e ameaça e, assim, o extinto de preservação se manifesta.

Além disso, os sinais de que o cachorro está com medo da tempestade nem sempre são tão evidentes. Assim, é importante estar atento aos demais sintomas que podem surgir nesse momento, além dos sinais clássicos.

Entre eles, salivação, tremor, frequência respiratória maior, tentativas de fuga, rabo entre as pernas e batimentos cardíacos acelerados.

Porém, para quem tem um cão existem alguns conselhos que podem ser úteis e que vão ajudar o seu melhor amigo a passarem por essas situações de maneira mais calma.

Aprenda a como cuidar do seu pet e acalmá-lo durante uma tempestade.

1 – Transmita segurança

Uma forma de acalmar o cão durante uma tempestade é transmitindo segurança a ele. Ou seja, o dono não pode mostrar preocupação, senão, o cachorro vai ter ainda mais motivos para ficar intimidado com a tempestade.

Se o seu melhor amigo quiser se esconder é melhor deixá-lo se acomodar em um local onde se sinta seguro.

Por isso, não é indicado pegá-los no colo e nem fazer carinho, já que ele pode machucar sem querer, muito menos sentir pena e sofrer junto com o cachorro. O que você pode fazer é proteger o local onde ele escolheu para se esconder.

Se for em um cômodo com janelas, o melhor é que haja uma cortina para que ele não veja os relâmpagos e seus clarões.

Conforme o grau de medo que o cão sofre durante as tempestades é possível até mesmo usar materiais antirruído para colocar em um cômodo para que o pet fique acomodado ali durante a forte chuva.

Já que ele pode se machucar ao ouvir os primeiros relâmpagos, ao querer fugir e pular por cima de alguma coisa, pode ser melhor colocá-lo em um lugar fechado antes mesmo que ele decida se esconder.

Caso ele prefira ficar na sala ou na cozinha, a dica é fechar as portas e janelas para que o barulho seja amenizado.

2 – Distrair o cão

Outra dica é distrair o cão na hora da tempestade. Para tanto, é possível colocar uma música calma no lugar onde o seu melhor amigo estiver.

Caso ele se esconda no cômodo onde costuma ficar e tem os seus brinquedos, isso vai ajudar ele a se acalmar.

Você mesmo pode colocar o animal de estimação no cantinho dele, pois é ali que ele se sente seguro e confortável.

Outra dica é dar a ele um de seus brinquedos preferidos, inclusive, aquele que faz mais barulho e com o qual pode se distrair.

3 – Inverter a situação

Uma forma de fazer com que o cão não associe o barulho da chuva forte ao perigo é comemorar esse momento. Isto é, sempre que começarem os trovões, o dono pode fazer brincadeiras e dar petiscos ao animal, assim, ele associa a tempestade a um momento divertido, além de distrai-lo.

4 – Acostumá-lo aos barulhos

É possível ainda fazer com que o seu melhor amigo se acostume com os barulhos de tempestade e para tanto você pode gravar um CD com esse som e deixar tocar todos os dias. Embora ele possa se assustar nos primeiros dias, com o tempo vai se acostumar e nem dará mais importância, inclusive, aos barulhos da tempestade real.

5 – Fazer tratamentos

Quando o medo de tempestade é crônico e difícil de fazer com que o seu melhor amigo se acalme…

Uma alternativa pode ser iniciar um tratamento com terapia comportamental, medicamentos calmantes ou mesmo com o adestramento, no qual o cão aprende comandos para que se tranquilize.

Nesses casos, o cão vai entender que o dono está no controle da situação e que ele não deve se preocupar. Já o uso de remédios deve ser unicamente prescrito pelo veterinário, sendo eles usados apenas em último caso, quando nada mais resolve a situação do pet.

Esses remédios quando ministrados erroneamente podem causar efeitos colaterais.

6 – Outras ocasiões

Os problemas que as tempestades causam nos cães se repetem, geralmente, nas festas de final de ano, quando as pessoas queimam fogos de artifícios e soltam rojões, e em dias de jogos de futebol.

Nessas ocasiões, é importante seguir as mesmas dicas, para evitar que o seu melhor amigo se descontrole e se machuque.

Nesses momentos, quem possui muitos cães, recomenda-se que os separem, porque se eles ficarem transtornados com os barulhos podem se machucar.

Também não é bom deixar o seu cão na coleira quando os barulhos estiverem altos, pois ele pode até mesmo se enforcar se estiver muito agitado.

Por fim, outra dica é colocar tampões nos ouvidos no seu melhor amigo, inclusive, em dias de jogos, quando é possível premeditar que os altos barulhos vão incomodar o pet.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

vinte + um =

Siga o BDF na rede

Mais lidas

PUBLICIDADE
Send this to a friend