Siga o Jornal de Brasília

Brasília Mística

Senhora do Rio Danúbio, Deusa Mãe

Publicado

em

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

#BrasíliaMística #SagradosdoMundo

Muitos deuses adorados na Antiguidade se mantiveram vivos, seja com o estudo de mitologias na aula de história, seja na arte, seja em grupos pequenos que mantiveram costumes e fé. Num mundo globalizado a cada momento esse divino é redescoberto e retoma força no coração das pessoas.

Imagem de Maxine Miller

Esse é o caso da Deusa Dannu, Grande Mãe de povos Celtas situados na Europa, em especial nas proximidades do Rio Danúbio. Também conhecida como Annu, Dana, Anna, dependendo da localidade onde era cultuada.

Essa divindade era tida em algumas mitologias como a Mãe dos Tuatha de Danaan. Os Tuatha eram a família real de guerreiros e deuses celtas. Alguns estudos apontam que após invasões e guerras entre povos na Europa essas populações celtas, na mitologia representada pela Corte de Dannu, foi expulsa para outros locais, o que criou as lendas sobre o Povo das Fadas que moravam em colinas. Nessa fase eles foram chamados de Daoine Sidhe. Isso porque a mitologia reflete as mudanças ocorridas com povos. Geralmente quando há uma invasão ou guerra, os deuses são substituídos ou vendidos, tal como um Ragnarok da mitologia nórdica. Por isso, em tempos remotos Dannu era Senhora do Rio, depois se tornou a Grande Mãe de um grupo de deuses.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O culto a Dannu se espalhou e chegou até a Irlanda, onde até hoje é possível visitar as montanhas Paps of Dannu. Esse lugar sagrado são colinas com formato dos seios da Deusa e ficam no condado de Kerry, e na língua local se chama Da Chich Anu (foto do destaque). Na ponta das colinas dois antigos amontoados de pedras se parecem com mamilos, e são oferendas de pedras levadas pelos peregrinos ao longo dos tempos, em sinal de reverência e gratidão. Alguns estudos apontam que nesses amontoados de pedras poderia ser na verdade Dólmens, túmulos pré-históricos coletivos.

A constelação de Cassiopéia também recebe o nome de Llys Don, ou a Corte de Dannu, em sua homenagem.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta