Vanessa Teodoro Trajano lança seu novo livro, Ela não é mulher para casar

A partir de personagens empoderadas ou que beiram à loucura, os 24 contos permeiam o universo do erotismo e da psiquê humana, uma vez que tendem a investigar os desejos mais íntimos das mesmas.

Ela não é mulher pra casar é o quarto livro da Vanessa Teodoro Trajano e trata sobre mulheres que fogem, de forma consciente ou não, dessa antiga e persistente segregação de que algumas são pra casar e outras nem tanto. 

Vanessa Teodoro Trajano é natural de Teresina-Piauí e atualmente reside em em Brasília-DF. Além de escritora, é professora de língua portuguesa com mestrado em Estudos Literários pela Universidade Federal do Piauí. Participou do projeto Arte da Palavra promovido pelo SESC em 2017, em que viajou por diversas cidades do Brasil como palestrante e oficineira, e do 25ª Encuentro Internacional de Mujeres Poetas na Colômbia em 2018. Possui ao total 10 publicações, entre antologias e obras individuais, as quais se destacam: Mulheres Incomuns (2012, contos), Poemas Proibidos (2014) e Doralice (2015, romance). Ela não é mulher pra casar (2019) é o seu quarto livro.

Trecho do Livro

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


“(…) Ela não é bem a mulher pra casar e ser a mãe dos meus filhos, mas, de certa forma, eu a amo. Longe de mim, é claro. Pois ela bebe além da conta, é muito autodestrutiva e prega uma liberdade que, na verdade, é mero pretexto pra cair sem culpa na putaria. Às vezes, ela é impulsiva, enfadada, in-tra-gá-vel. Noutras vezes, ela é doce, leve, carinhosa; nem parece ser a mesma pessoa.
Eu penso que ela é um abismo: tem que ter coragem pra se jogar. Fico pensando seriamente se eu tenho. Mas ela é linda, linda como só ela consegue ser. E ela mente pra mim às vezes. Diz que é só minha, como pode? E todos aqueles homens que escreve em seus livros? Ela chora. Diz que eu não acredito porque, certamente, eu é quem faço isso e desaparece. Eu fico, confuso, endoidecido, mas… Teimo em não dar o braço a torcer. Então ela volta toda calorosa, fingindo não ter acontecido nada. Quando toco no assunto novamente, ela já muda de expressão como se os olhos consentissem.Ela permanece em silêncio, mas ainda bem que o corpo fala. E, desse dia em diante, eu entendi tudo. Eu fui usado. Ela queria me pôr na sua coleção de amantes”.


Serviço
Lançamento livro: Ela não é mulher para casar
Local: Martinica Café – SCLN 303, Bloco A, Loja 04, Brasília-DF
Dia: 15 de fevereiro de 2019
Hora: 19 horas

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezenove − treze =

BDF na Rede

         

Sobre o Colunista

Paulo Souza, 28 anos, produtor cultural, editor e escritor. Possui publicado o livro ‘Ponto para ler contos’ (Kindle, 2016) e participou da ‘Antologia Sombria’ (Empíreo, 2017) e vários contos disponíveis no blog Ponto Para Ler. É criador e editor chefe do Ponto Para Ler e seu respectivo canal no YouTube em parceria com a Animars Produções.
Nasceu e vive em Brasília, cidade que ama.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend