Siga o Jornal de Brasília

Fato Gourmet

O glúten, vilão ou aliado?

Avatar

Publicado

em

Lembro quando o ovo era o vilão da vez…  Matérias a respeito do alto colesterol  da gema, dietas que condenavam a sua gordura e uma legião de nutricionistas que vinham com noventa argumentos que comprovavam que o ovo era algo terrível para a nossa saúde. Tadinho, gente!

O mesmo acontece com o glúten hoje. Tem muita gente riscando essa palavra do vocabulário sem nem saber direito do que se trata…. Você sabe o que é glúten?  Ele está presente em massas como o pão, o macarrão e o bolo, mas não é um carboidrato, e sim uma proteína. Na verdade, um conjunto delas. O glúten é a combinação de dois grupos de proteínas: a Gliadina e a Glutenina, encontradas dentro de grãos de trigo, cevada e centeio – mais precisamente no endosperma, a reserva nutritiva do embrião da planta.

Se você não é celíaco e não tem intolerância ao glúten – acredite –  ele vai te fazer bem!  Tenho vários conhecidos que cortaram o pão da dieta por falta de informação ou por excesso de informação mal passada…. Se questione: qual é o problema do pão, da massa, do bolo….¿ O problema de toda dieta é alto índice glicêmico. Quando ingerimos um carboidrato de elevado índice glicêmico sobrecarregamos o nosso pâncreas, que vai trabalhar feito um condenado para produzir a insulina que vai queimar o que você está colocando para dentro. Agora, aqui vai uma informação chocante: a bendita tapioca que você come de manhã, na sua primeira refeição, tem um alto índice glicêmico! Ou seja, você está sobrecarregando o seu organismo logo pela manhã, achando que está fazendo a coisa mais saudável do mundo…

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Aqui vai outra informação valiosa: o pão integral (o integral mesmo), de fermentação natural, vai te fazer bem. E, novidade, ele tem glúten.  Mais vale comer uma massa integral – seja pão, macarrão ou bolo –  do que uma sem glúten que seja feita com carboidrato simples. Aquele seu pãozinho de farinha de arroz branco, já era. As massas integrais são ricas em fibras alimentares, importantes para o funcionamento do nosso organismo. Elas proporcionam saciedade, evitando o consumo excessivo de alimentos e prevenindo a obesidade. Nos macarrões integrais podemos encontrar dois tipos de fibras: as solúveis e as insolúveis. Além de vários nutrientes e minerais que não encontramos nas farinhas brancas.

Portanto, informe-se bem antes de cortar radicalmente algum alimento da sua dieta. Muitas vezes você pode se prejudicar, em vez de se ajudar.

 

Com informações de GLÚTEN

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *