Papo de Quinta…

Foz em Foto - Papo de Quinta

O que aconteceu em Foz e muita gente não queria que você soubesse

Chico exonera Eliseu Moura e…

Eliseu Moura do PSD do Chico foi exonerado ontem. Segundo fontes seguras da Prefeitura o papo foi um azedume só. O presidente do partido do prefeito havia convidado o Chico para uma reunião com empresários e políticos no sábado passado, mas Chico deu bolo em todos gerando um certo desconforto ao seu presidente. Com o fato consumado e a discórdia estabelecida, Eliseu se pronunciou: “Por ser leal aos meus princípios e não me corromper por eles, por intrigas de oposição, hoje, em conversa com nosso prefeito Chico Brasileiro, achamos, pelo bem comum, a minha exoneração para que não haja desgaste no governo municipal”, postou Eliseu.

… o rescaldo!

Esperto, o nobre prefeito vendo seus “opositores” do PSD numa articulação via o deputado estadual Hussein Backri foi logo tratando de controlar o incêndio. No rescaldo, o prefeito Chico Brasileiro de duas canetadas nomeou oito aliados políticos em cargos comissionados, haja cargos. Está certo o Chico nestes tempos bicudos de desemprego, simples assim para quem tem a caneta e o poder, afinal 2020 é ano que vem!

Curiosidade 1
Qual o tratamento que o novo presidente da Câmara dará ao caso Rock in Rio?

A vereadora Nanci Rafagnin Andreola (PDT). Foto: Reprocução/Facebook
A vereadora Nanci Rafagnin Andreola (PDT). Foto: Reprocução/Facebook

Curiosidade 2

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Se eu resolvesse construir um deck numa área pública para expandir os meus negócios ou vender picolé como séria o comportamento de quem autorizou aquela aberração e afronta?

Elson Marques

Elson Marques - Jornalista
Elson Marques – Jornalista

Fazendo um bom trabalho a frente da casa das leis. Sempre atento com a imprensa, informando todas as pautas dos vereadores, vamos a elas!

Emendas impositivas 1

A vereadora Nanci Rafagnin Andreola (PDT) resolveu contemplar nas emendas orçamentárias impositivas entidades assistenciais que realizam relevantes serviços de atendimento às famílias mais necessitadas. Obrigatoriamente as verbas serão liberadas pela prefeitura ao longo do ano. Entre emendas individuais e coletivas, Nanci está destinando ajuda financeira para 13 entidades, principalmente da área de assistência à infância. Também há emendas para setores como saúde, cultura, esporte e lazer.

Emendas impositivas 2

A vereadora Nanci Rafagnin Andreola decidiu trazer para Foz do Iguaçu o Programa Mãos Empenhadas Contra a Violência, que capacitará profissionais da área da beleza. A ideia é torná-los agentes multiplicadores de informação no combate à violência doméstica e familiar. Nanci entraria com projeto de lei, porém, esse tipo de normativa é de iniciativa exclusiva do Poder Executivo. Diante disso, a vereadora resolveu apresentar indicação para que a prefeitura implante o programa em Foz do Iguaçu.

Emendas impositivas 3

Vereador Jeferson Brayner (PRB)
Vereador Jeferson Brayner (PRB)

Escolas e creches municipais constam na lista dos setores contemplados com emendas impositivas do vereador Jeferson Brayner (PRB). As verbas que obrigatoriamente devem ser aplicadas pelo Poder Executivo ao longo deste ano são destinadas para aquisição de material, implantação de bibliotecas, compra de equipamentos e reforma em algumas escolas e creches. Jeferson Brayner também incluiu verbas para a saúde, além de participar de várias emendas coletivas reservando previsão orçamentária para outras diversas áreas, inclusive recursos para entidades assistenciais. Ao todo, o vereador Jefferson Brayner participa de 20 remanejamentos de verbas no orçamento de 2019.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Escola de formação de policiais militares deverá ser implantada em Foz do Iguaçu

Por meio de projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores em dezembro, o Município de Foz do Iguaçu disponibilizou ao governo do Estado uma área de 7.324,88m², onde funcionou a antiga unidade do SESI, no Morumbi. No local deverá ser instalada a Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização de Praças da Polícia Militar (a 3ª EsFAEP). A justificativa do projeto aponta que a construção da academia, além de resolver o problema do imóvel em desocupado, irá servir para melhorar o policiamento na fronteira. O prazo para as adequações para a implantação da escola de formação é dois anos.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

cinco × dois =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend