Itamaraty: a carteirada que salva

Brasilia, noite fria de qurta-feira de cinzas (06). Chove copiosamente, e o perigo de aquaplangem com as pistas molhadas é grande. De repente: na escuridão da noite, acidente de dois carros na Asa Sul

Por Laércio Alencar

Poderia ser algo normal no perigoso trânsito da capital do país, se no acidente houvesse pessoas normais. De um dos carros desce um cidadão bem vestido e extremamente nervoso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Há uma forte de discussão entre os motoristas acidentados.

O cidadão que está impecavelmente bem vestido e perfumado, perde o controle emocional e agride com um forte tapa no rosto a motorista do outro veículo.

O valentão é levado à delegacia e lá dá um carteiraço.

Não é um mortal qualquer, mas sim, um conselheiro do Itamaraty.

A moça agredida chora muito, e fica mais arrasada moralmente ao descobrir que seu agressor, assinou um termo circunstanciado, e foi liberado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

O Itamaraty é informado pela imprensa do lamentável evento e se cala.

Pobre Brasil, do você sabe com quem está falando? E mais uma agressão e violência contra a mulher vira estatística. 

Na tarde desta quinta (7) a Associação dos Diplomatas entrou em contato com a reportagem através de uma nota pública se posicionando sobre o ocorrido.

Nota Pública

A partir de notícia veiculada na imprensa nesta quinta-feira (7) sobre episódio de agressão à mulher envolvendo um membro da carreira diplomática brasileira, a Associação e Sindicato dos Diplomatas Brasileiros (ADB Sindical) vêm a público defender a imediata apuração dos fatos e repudia veementemente quaisquer atos de violência, em especial contra mulheres.

É componente essencial dos valores da ADB/Sindical o protagonismo na promoção da igualdade de direitos entre homens e mulheres, bem como no combate a toda e qualquer forma de violência. A entidade, criada há 30 anos e que representa cerca de 1.600 associados, vai acompanhar o caso para que as providências cabíveis sejam tomadas em acordo com a lei, preservando os envolvidos quanto à ampla defesa e ao contraditório.

Embaixadora Maria Celina de Azevedo Rodrigues
Presidente

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezenove − 4 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend