Em Brasília consórcio é obrigado a doar dinheiro para Secretaria de Educação

Os alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal receberam uma boa notícia nesta quinta-feira (7)

O consórcio que administra o Aeroporto Internacional de Brasília (inframérica) terá que doar cerca de R$ 300 milhões à Secretaria de Educação de Brasília.

Na verdade, não se trata de benevolência, mas sim uma contra partida devido a injeção de dinheiro do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) na Inframérica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Tablets, computadores para laboratório de informática serão adquiridos e usados no reaparelhamento das escolas públicas do DF.

Saiba mais

Com um ágio de 673,39% sobre o valor inicial, o Consórcio Inframérica apresentou a proposta vencedora no leilão de concessão do aeroporto de Brasília.

O lance apresentado foi de 4,5 bilhões de reais e as empresas poderão administrar o aeroporto pelos próximos 25 anos. O consórcio é composto pela Infravix Participações (50%) e pela argentina Corporação América (50%).

O Consórcio Inframérica já tem a concessão do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte. A pretensão do governo local é que o aeroporto de São Gonçalo do Amarante seja um dos maiores da América Latina e grande responsável pela movimentação de cargas e passageiros do Rio Grande do Norte.

Infravix

A Infravix é o braço do grupo Engevix, a empreiteira está no roll das empresas investigadas na Lava Jato  acusada de pagar propina a políticos do PT e MDB.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Na delação do dono da Engevix, José Antunes Sobrinho declara que pagava propina, para conseguir o acesso ao dinheiro público barato que, por sua vez, permitiria à Engevix conseguir, mediante mais propina, os grandes contratos públicos de serviços e obras, em estatais como Petrobras, Eletronuclear, Furnas, Infraero e Belo Monte.

A Engevix foi fundada em 1965 e desenvolve atividades de prestadora de serviços em diversos setores da economia, como energia, óleo e gás, químico e petroquímico, indústrias de base e infraestrutura. Em 2010, a empresa registrou um volume de pedidos em carteira de 3 bilhões de reais. A empresa atua também em Angola, no México e no Peru.

Corporação América

A Corporação América é uma holding argentina que atua em aeroportos, infraestrutura e energia, além de outros setores. A Corporação América atua em aeroportos da Argentina, Uruguai, Equador, Peru, Armênia e Itália. A empresa possui 89% da Aeropuertos Argentina 2000 – que opera um sistema aeroportuário que administra 90% do tráfego de passageiros da Argentina.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend