Bolsonaro repudia o toma lá, dá cá: “Seguimos o rito constitucional e obrigatório do Orçamento Impositivo”

Não é novidade, mas vale lembrar que, com erros e acertos, o presidente Jair Bolsonaro encontrou o caminho direto para falar com a população, as redes sociais

Em mais uma publicação no Twitter o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), apresentou sua versão para a questão de liberação de verbas e negou veementemente que a liberação de R$ 1 bilhão em emendas para parlamentares tenha relação com a reforma da Previdência.

“Seguimos o rito constitucional e obrigatório do Orçamento Impositivo, onde é obrigatório a liberação anual de emendas parlamentares”, disse Bolsonaro

O presidente alega que setores da mídia vem divulgando de forma equivocada a aplicação do orçamento impositivo, que nada tem a ver com a reforma da Previdência Social.

“Informo que não há verbas sendo liberadas para aprovação da Nova Previdência como veículos de informação vem divulgando”, destacou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

17 − dois =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend