Juntando os cacos para enfrentar Rodrigo Rollemberg

Nesta quarta-feira, 25 de julho de 2018, as viúvas da pré-candidatura de Jofran Frejat (PR-DF), ao GDF, se debateram ao longo do dia em várias reuniões. A mansão da QL 14 conjunto 10 casa 20 à margem do lago Paranoá, bairro nobre em Brasília, foi palco novamente de articulações no mínimo perigosas.

Por Mino Pedrosa

Em abril de 2015 o site www.Quidnovi.com.br e o programa Retrato Falado na Rádio OK FM, denunciava com exclusividade um esquema de corrupção envolvendo as cinco maiores empreiteiras do país. Despejando mais de 20 milhões nas mãos dos ex-senadores Gim Argello (PTB-DF), Vital do Rêgo (PMDB-PB) e algumas campanhas políticas no Distrito Federal. Naquele período a reportagem foi a fundo e chegou aos destinatários que se locupletaram com as propinas.

Gim Argello repassou para Liliane Roriz, a época candidata a deputada distrital R$ 2 milhões de reais. Para Jaqueline Roriz, R$ 1,5 milhão e para a matriarca Weslian Roriz, R$ 2,6 milhões, esta para assumir a 1ª suplência de Gim, na reeleição ao Senado. Também receberam do propinoduto: José Roberto Arruda, pré-candidato ao GDF, Alberto Fraga, candidato a deputado federal, alguns distritais e Jofran Frejat, o bom velhinho, que substituiu Arruda na candidatura rumo ao Palácio do Buriti. Foram dezenas de milhões de reais que levaram o ex-senador, Gim Argello para a cadeia. Com ele também, o ex-tesoureiro da campanha de Arruda à época, Paulo Roxo, anfitrião da luxuosa mansão no coração de Brasília e preso na “Operação Lava Jato”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A reunião de ontem (25) entre: Paulo Roxo, José Roberto Arruda (PR-DF), Alberto Fraga (DEM-DF), Cristovam Buarque (PPS-DF), Rogério Rosso (PSD-DF), Ibaneis Rocha (MDB-DF) e Izalci Lucas (PSDB-DF), no mesmo cenário do crime cometido por Gim e Paulo Roxo em 2014, faz lembrar o passado. Ali, Paulo Roxo recebia os barões, proprietários das empreiteiras e arrecadava a propina para Gim Argelllo e Vital do Rêgo. Relembrando que o anfitrião e ex-tesoureiro da campanha de Arruda, Paulo Roxo, entra novamente nas articulações pelos braços do seu eterno chefe.

A tensa reunião não selou a união das chapas Frejat e Izalci. Durante as discussões Ibaneis exigia a cabeça de chapa como havia sido garantida por Nelson Tadeu Filippelli (MDB-DF), que entalado não reagia. Izalci Lucas mantinha sua posição de cabeça de chapa tentando convencer Alberto Fraga de ocupar a vice. Fraga por sua vez relutava em aceitar, argumentando que nas pesquisas ele estava bem à frente de Izalci. Rogério Rosso que estava na chapa de Izalci se contentava com uma vaga para o senado junto a Cristovam Buarque.

A Operação Lava Jato da Polícia Federal denunciou ontem, mais uma vez o ex-senador, Gim Argello. O motivo: cobrança de propinas das empreiteiras, quando ocupava a cadeira de vice-presidente na Comissão Parlamentar de Inquéritos (CPI) que apurava o envolvimento das maiores empreiteiras do país com corrupção. Esquema que ficou nacionalmente conhecido como: o petrolão das empreiteiras. Com isso vem a baila novamente os que se beneficiaram do propinoduto nas campanhas eleitorais de 2014 no Distrito Federal.

Coincidência ou não, o bom velhinho, Jofran Frejat, jogou a toalha, sem explicar o verdadeiro motivo de sua desistência. Vale a pena recordar que em 2014, Arruda abasteceu, por meio de Paulo Roxo, a candidatura do bom velhinho, com o dinheiro do propinoduto. Como foi repassado só eles sabem. A quem comente nos bastidores que Rodrigo Rollemberg, avisou para o bom velhinho que o “escândalo” Gim Argello iria remexer o tabuleiro nesta eleição. Rollemberg está bem informado das questões que envolvem políticos no judiciário e fato nesta quarta-feira (25), a Operação Lava Jato denunciou novamente Gim Argello no propinoduto com as empreiteiras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Jofran Frejat

José Roberto Arruda que atua nas sombras das articulações políticas vem agora à luz como articulador imbuído por Valdemar da Costa Neto, para formar uma nova chapa. Com as reuniões de ontem ainda não se chegou a um consenso. Mas, esta manhã começa a prevalecer os acordos políticos partidários em âmbito nacional. PSDB, PPS, PP,PRB e PR. Esse último nas mãos de Arruda, que hoje declara apoio a Izalci Lucas. Com isso o grupo se une com força para desbancar Rodrigo Rollemberg. Vale a pena lembrar que Tadeu Filippelli é peça desse tabuleiro também. Pois, de fato tem o comando do PP. Parece que esses políticos não aprenderam a lição que a mansão de Paulo Roxo é mal assombrada e atenderam ao chamado de Arruda para reunião.

BDF na Rede

         

PUBLICIDADE

Outubro, 2018

Filtrar eventos

19out(out 19)19:0020(out 20)12:00Curso de Assessoria de Comunicação

19out(out 19)23:0020(out 20)05:00Baile da Pink com MC WM

20out13:0021:00Feira Festival do PastelParque da Cidade

20out23:0005:00SevennPink Elephant

21out13:0021:00Feira Festival do PastelParque da Cidade

PUBLICIDADE
X

Send this to a friend