Siga o Jornal de Brasília

Bastidores de Fato

O faz tudo de Henrique

Publicado

em

Ao deflagrar na manhã desta quinta-feira (26) a operação “Lavat”, a Polícia Federal atingiu de morte o ex-ministro Henrique Alves. Entre os alvos da operação está o braço direito e esquerdo de Alves, trata-se de Aluísio Dutra de Almeida.

O “faz tudo” de Henrique, já com prisão preventiva decretada pela Justiça, é um velho conhecido da PF e dos órgãos fiscalizadores. Operando para Henrique Alves há tempos, tudo que era destinado ao Rio Grande do Norte passava por Aluísio.

Aluísio resolvia até mesmo pendências esportivas, como liberação de recursos para o América, time da Capital Potiguar, junto ao Ministério dos Esportes. Até mesmo recursos de obras para a seca ficou a cargo de Aluísio, que atuava junto às prefeituras, a fim de obter vantagens nada republicanas.

Para se ter uma idéia, em 2013 a Controladoria Geral da União já havia detectado a movimentação de Aluísio por meio de sua empresa, Bonacci Engenharia. À época Aluísio foi acusado de fraudar licitações para obras superfaturadas em milhões.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

De volta aos dias atuais, a missão do “faz tudo” era justamente a articulação de ocultação de bens de Henrique e novamente a articulação junto a prefeituras do Rio Grande do Norte no direcionamento de licitações, os contratos envolvidos podem chegar a bagatela de mais de 5 milhões.

Pelo visto, tudo continua igual na antiga casa vigiada por um pequeno bode em um bairro de classe média de Natal.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta