A inoperância da Mobilidade Urbana e Acessibilidade em Brasília contínua

É notório a ausência de cumprimento da legislação e educação no trânsito da cidade pela falta de fiscalização e orientação dos órgãos gestores responsáveis pelo trânsito e transportes

Entre os diversos erros cometidos pela ineficiência operacional,e ausência da fiscalização na execução das normas técnicas,e legislações pertinentes, estão as questões de estacionamentos públicos e suas regulamentações em Brasília DF.

Durante os últimos dias, estamos tomando conhecimento através das mídias digitais, eletrônicas e imprensa em geral sobre a implantação de serviços de controle de estacionamentos rotativos em diversas regiões administrativas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O governo do Distrito Federal (GDF) selecionou 9 empresas que se manifestaram para apresentação de projetos de estacionamentos rotativos em áreas públicas do DF na gestão de mobilidade urbana e acessibilidade.

São inicialmente 27 zonas para estacionamentos rotativos pagos. Essas empresas terão um prazo de 90 dias para apresentarem as soluções de viabilidades destes projetos, tais medidas vem demostrar a total ineficiência da gestão de Mobilidade Urbana e Acessibilidade na capital da república.

É notório a ausência de cumprimento da legislação e educação no trânsito da cidade pela falta de fiscalização e orientação dos órgãos gestores responsáveis pelo Trânsito e Transportes.

Não vai adiantar de nada esse tipo de contratação, que nunca funcionou em nenhuma capital brasileira e cidades que já provaram desse tipo de prestação de serviços.

Sem um serviço de Transportes públicos eficientes, nunca iremos combater o uso indevido de veículos individuais de passageiros e consequentes congestionamentos. É mais fácil para a gestão de governo contratar mais um serviço que irá trazer benefícios financeiros somente para grupos empresariais, do que resolverem um problema vital que afetam o dia a dia da população brasiliense, e de várias cidades brasileiras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Sem um projeto de inter-modalidade de transportes públicos, nenhum governo ou gestão resolverá o excesso de veículos em vias públicas das cidades Brasileiras. Não haverá outro caminho técnico ou solução de gestão de Mobilidade Urbana, sem que seja a utilizada a integração das diversas modais de transportes públicos.

Sem a implementação deste modelo de gestão de transportes públicos o Brasil vai parar. Em 5 ou 10 anos não teremos como sair de casa para execução de nossas tarefas diárias, sejam elas quais forem.

Em Brasília, até o presente momento, nenhum governo teve interesse em defender o direito de ir e vir daqueles que os elegeram, sempre apresentado projetos e medidas paleativas e temporárias para o engodo público.

Se colocarem a máquina pública para trabalharem operacionalmente na execução do cumprimento das normas e legislação, 60% dos problemas de gestão de trânsito e transportes públicos serão resolvidos a partir de uma efetiva operacionalidade e fiscalização. Se o Governo,GDF, não coibir o uso indevido e mal planejado do solo Brasiliense em relação a Mobilidade Urbana e Acessibilidade no crescimento desordenado de Brasília, jamais teremos uma sociedade bem assistida e satisfeita,foi com esse propósito que os elegemos.

Tem solução,e só ter gestão comprometida e competente tecnicamente falando, aí os resultados acontecem!

Brasília têm áreas públicas em todas as regiões administrativas para construção de edifícios garagens com possibilidades de galerias de atendimentos dos serviços de governo para a população e etc, que poderão ser geridos pela própria estrutura governamental através das secretarias afins com todo apoio aos usuários,o que falta e competência e desejo de resolverem os problemas da Mobilidade Urbana e Acessibilidade,o GDF precisa parar de ser cabide de empregos para aqueles apaniguados políticos que repousam em cada quatro anos de gestões , que chegam e saem sem sequer terem respaldo técnico suficientes para exercerem suas funções e missões profissionais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Governador Ibaneis Rocha, sem uma gestão de Mobilidade Urbana, trânsito e transportes públicos de plena eficiência, Brasília vai parar, travar, e haverá um colapso na sua gestão pública. Ainda há tempo de reagir. Seu governo apenas está começando. Brasília poderá ser a cidade padrão brasileira. Desperte!

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezesseis − 2 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE