HomeBrasíliaPessoas com deficiência dependem mais de ônibus do que restante da população do DF

Pessoas com deficiência dependem mais de ônibus do que restante da população do DF

Última pesquisa da Codeplan sobre o tema aponta que 40,8% da população com deficiência tem de correr ao ônibus para se locomover

Pessoas com deficiência dependem mais de ônibus do que restante da população do DF

O meio de transporte mais utilizado por pessoas com deficiência no Distrito Federal é o ônibus — diferentemente do restante da população, que usa o automóvel (como carro de passeio, por exemplo) com maior frequência.

Os dados constam estudo “Retratos Sociais 2018 – Pessoas com deficiência: perfil demográfico, emprego e deslocamento casa-trabalho”. O documento foi elaborado pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) e veio novamente à tona neste dia 3 de dezembro, Dia Internacional de Luta das Pessoas com Deficiência.

À época da pesquisa, 40,8% das pessoas com deficiência usavam, prioritariamente, o ônibus para se locomover. Os automóveis eram o segundo meio mais usado: 37,1% da população usufruía. Ao mesmo tempo, 19,0% dessas pessoas se locomoviam a pé de casa até o trabalho. Metrô, bicicleta e motocicleta são os meios de transportes menos utilizados.

Já entre as pessoas sem deficiência, o automóvel era o meio de transporte mais utilizado: 43,7% da população tinha como o carro de passeio, por exemplo, o veículo mais usado no dia a dia. Em seguida, vinham os ônibus, com 35,2%.

Outros pontos

O estudo aponta ainda que o tipo de incapacidade mais vista no DF é a visual, seguida pela motora. A maioria delas não têm ensino superior: apenas 18,7 dos deficientes com mais de 25 anos moradores da capital do país foram além do ensino médio, técnico e/ou profissionalizante.

A cada 10 pessoas com deficiência, pouco mais de quatro delas vive na informalidade. 41% são trabalhadores informais, enquanto 46% atuam no regime CLT e 13% são funcionários públicos.

RAs com mais PCDs

Os números da Codeplan apontam que, em 2018, ano do último levantamento, 139.708 pessoas no DF eram PCDs. À época, o número correspondia a 4,8% da população. Varjão (9,1%), Gama (7,9%) e Recanto das Emas (7,1%) eram as regiões administrativas com mais moradores sendo pessoas com deficiência. Já as com menores proporções de pessoas com deficiência eram Park Way (2,2%),  Sudoeste/Octogonal (2,3%), Águas Claras (2,5%) e Lago Sul (2,5%).

Send this to a friend