“Liberdade Assistida” faz temporada no Espaço Cena

Inspirado em depoimentos, cartas e entrevistas de detentas e ex-detentas, o espetáculo mostra como a realidade prisional pode se confundir com a vulnerabilidade das periferias brasileiras

Em outubro, Brasília receberá a estreia do espetáculo “Liberdade Assistida”, com sessões marcadas para acontecer entre os dias 24 e 29 de outubro, no Espaço Cena (205 Norte). Uma realização da Fundação Palmares e do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves (CADON), instituição responsável pelo Prêmio Afro, o monólogo será encenado pela atriz Marta Carvalho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Inspirado em depoimentos, cartas, e entrevistas de mulheres encarceradas ou que passaram pela prisão em diferentes cidades do país; e em pesquisas acadêmicas, livros e poesias, o espetáculo se desenvolve a partir de cinco espaços físico-emocionais, revelando como a realidade prisional pode se confundir com a vulnerabilidade das periferias brasileiras.

“Como diretor, eu estou interessado nas particularidades do corpo e da mente do intérprete para ir ao encontro do desenrolar da encenação. O processo de criação de ‘Liberdade Assistida’ está focado na busca de um corpo poético construído com ferramentas que possibilitem as expressões dos diferentes estados que a atriz precisa para revelar as histórias das personagens. A dramaturgia que eu proponho está centrada neste corpo, um corpo vivo, poroso, pulsante”, explica o diretor Edson Beserra.

Para Marta Carvalho, o monólogo também propõe um debate sobre a marginalização da integridade física, moral e psíquica das mulheres negras, tão presente nas prisões e nas periferias brasileiras.

“Liberdade Assistida” – que marca a estreia do trabalho solo no teatro de Marta Carvalho – tem dramaturgia de Ana Flávia Magalhães Pinto e trilha sonora de Higo Melo.

“Com patrocínio da Petrobras, o projeto “Liberdade Assistida” foi um dos vencedores da categoria Artes Cênicas do 4º Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras, também conhecido como Prêmio Afro, ao lado de montagens como “Traga-me a Cabeça de Lima Barreto”, consagrado monólogo interpretado pelo ator Hilton Cobra”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Sobre Marta Carvalho
Com mais de 20 anos de experiência em áreas de multilinguagens culturais, Marta Carvalho tem em sua história a coordenação e gestão de projetos de grande expressão nas áreas de cinema, música, teatro, dança e formação de jovens.

Idealizadora e Curadora do Festival Satélite 061 que em 2017 chega a sua VI Edição, Marta possui larga experiência na gestão de festivais nacionais e internacionais de cinema e música sediados em Brasília.

No teatro, ela atuou em vários espetáculos, entre eles “Os Fuzis da Senhora Carrar” (1992), de Bertold Brecht; “Moby Dick” (1993-1998), de Herman Melville; “Ato Confessional Número 5” (1999-2010), de Ricardo Guilherme; e “À Luz da Lua” (1996-1999), de Os Punhais.

Ficha técnica:
Atuação: Marta Carvalho
Dramaturgia: Ana Flávia Magalhães Pinto
Direção: Edson Beserra
Trilha Sonora: Higo Melo
Figurino: Nina Maria
Iluminador: Emmanuel Queiroz
Comunicação e assessoria de imprensa: Gabriela de Almeida e Maíra de Deus Brito
Fotografia e arte gráfica: Thiago Sabino
Assistência de produção: Thânisia Cruz
Produção: Traço Cultural
Patrocínio – Petrobras
Realização – CADON
Parceria – Fundação Palmares – Ministério da Cultura

Serviço
Espetáculo “Liberdade Assistida”
Data: De 24 a 29 de outubro. De quarta a sábado, às 21h; e domingo, às 20h. Na terça (24/10), a sessão será fechada para convidados.
Local: Espaço Cena (205 Norte, Bloco “C”; 3349-3937).
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).
Pontos de venda: Espaço Cena.
Não recomendado para menores de 16 anos.

Crédito/foto: Thiago Sabino

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


BDF na Rede

         

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Dezembro, 2017

Filtrar eventos

16dez(dez 16)22:0017(dez 17)22:00Festa das Patroas Brasília com Maiara & Maraisa e Marilia Mendonça

X

Send this to a friend