Sérgio Moro aceita denúncia contra ex-senador Gim Argello na Lava Jato

O juiz Sérgio Moro aceitou, nesta 5ª feira (9.ago.2018), denúncia da Lava Jato contra o ex-senador Gim Argello. Ele é acusado de lavagem de dinheiro e corrupção passiva, por receber propina no valor de R$ 5 milhões da Galvão Engenharia.

Os crimes teriam sido praticados em 2014, época em que o ex-senador era vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobras no Senado. Os integrantes do colegiado tinham a função de investigar atos ilegais cometidos na empresa petrolífera.

De acordo com o MPF (Ministério Público Federal), o ex-senador teria recebido propina para que donos de empreiteiras não fossem convocados para dar depoimentos. Argello teria solicitado à empresa Galvão Engenharia o repasse do valor de R$ 5 milhões. Destes, R$ 1,6 milhão teria vindo por meio dos partidos políticos PSL, PT do B e PEN. Leia a íntegra da denúncia.

PRISÃO NA LAVA JATO

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Gim Argello foi senador do Distrito Federal pelo PTB de 2008 a fevereiro de 2015. Ele foi preso na 28ª fase da operação Lava Jato em abril de 2016. Inicialmente, ele havia sido condenado a 19 anos de prisão pela Justiça Federal. Em 2017, a pena foi reduzida a 11 anos e 8 meses.

A defesa de Argello disse ainda não ter recebido a decisão de acolhimento da denúncia por Moro.

BDF na Rede

         

PUBLICIDADE

Agosto, 2018

Filtrar eventos

30jun(jun 30)18:0009set(set 9)00:00Na Praia ° 2018

PUBLICIDADE
X

Send this to a friend