Retorno remoto trará “nova realidade”, diz UnB

Universidade retorna às atividades no próximo dia 17 de agosto, mas à distância

A Universidade de Brasília (UnB) vai retomar as atividades de forma remota na próxima segunda-feira (17). O retorno, neste primeiro momento, será remoto por conta da pandemia do novo coronavírus. A instituição trata a situação com disposição e fala em “nova realidade”.

Para sanar algumas dúvidas, a universidade criou um FAQ com perguntas frequentes a respeito do retorno. Confira:

Quando começa e quando se encerra o semestre letivo?

O semestre letivo começa em 17 de agosto e se encerra em 18 de dezembro. O período de ambientação está previsto até 4 de setembro, e fica a critério de cada docente estabelecer a metodologia de ensino.

Como será a ambientação?

A ambientação se dará a critério do professor, que é facultado a fazê-lo. Espera-se, nesse período, que o docente estabeleça como serão as atividades, que podem ser síncronas (como uma aula ao vivo) ou assíncronas (uma tarefa com prazo de entrega, por exemplo). Não há diretriz específica para a ambientação. No entanto, são indicadas discussões de estratégias metodológicas com os estudantes, estabelecimento de plataformas e recursos utilizados, apresentação do plano de ensino, esclarecimento sobre atividades e prazos de entrega.

Como serão as entregas de atividades?

As atividades podem ser entregues pelo meio que for acordado entre professor e estudantes, e o docente tem total liberdade para propor a forma. É preciso lembrar, no entanto, que as plataformas utilizadas devem ser gratuitas e de fácil acesso.

E se eu não puder comparecer a uma atividade?

A Universidade contará, durante a retomada, com dois tipos de atividade: síncronas e assíncronas. As atividades síncronas têm um momento preestabelecido para serem feitas. Já as atividades assíncronas têm prazo para entrega. Assim, o estudante pode desenvolvê-las quando for melhor para ele. Quando o estudante não puder participar de atividade síncrona, é garantida a ele a participação em uma atividade assíncrona como forma de compensação.

Quando terei acesso ao plano de ensino da disciplina?

O ideal é que ele seja apresentado pelo professor no primeiro encontro com os estudantes, mas fica a critério do docente a escolha do momento mais adequado.

Como será feita a avaliação da frequência?

Cada plano de ensino deve apresentar o mecanismo que será adotado na disciplina. Vale lembrar, no entanto, que, em respeito às peculiaridades do momento, o aluno que não puder comparecer a uma atividade realizada em um momento predeterminado, como uma videoconferência, por exemplo, tem o direito de realizar uma atividade assíncrona para compensar a presença.

Quais ferramentas serão utilizadas? As aulas serão gravadas ou ao vivo?

Não há uma orientação específica. Cada docente será livre para definir a metodologia que considerar mais adequada. A Universidade recomenda o uso das plataformas institucionais Office 365 – cujo acesso é feito pelo e-mail institucional e é gratuita para estudantes, professores e técnicos da UnB – e Aprender, mas faculta o uso de outras ferramentas tecnológicas gratuitas.

Até quando posso trancar disciplinas? E retirá-las?

Não haverá trancamento de disciplinas uma vez que, excepcionalmente, a retirada poderá ser feita até o último dia do semestre letivo. Essa medida foi pensada para que os estudantes não sejam prejudicados. Diferentemente do trancamento, a retirada não afeta os índices acadêmicos dos estudantes, nem aparece registrada no histórico escolar.

Este semestre letivo conta para o limite de tempo de permanência no curso?

Não, este semestre não será contado. Para saber a permanência máxima no seu curso, basta adicionar um semestre ao limite que aparece no histórico emitido no SIGAA.

Uma estudante que entrou para o bacharelado em Ciências Sociais em 2015/1, por exemplo, teria como permanência máxima na Universidade até 2021/2. Com a retomada em modo remoto, esse prazo foi estendido em um semestre, e o novo limite passa a ser 2022/1.

Estou em condição, o que faço?

A condição foi apagada neste semestre letivo. Quem está em condição passa a tê-la suspensa neste período, e quem entraria em condição não irá entrar no semestre que está sendo retomado. Estamos vivendo uma situação excepcional, e isso foi pensado para proteger o estudante.

Quais são os limites mínimos e máximos de crédito neste semestre?

Os limites mínimos de crédito para cada curso não estão em vigor no primeiro semestre letivo de 2020. Os limites máximos, no entanto, estão mantidos. Caso o estudante opte por não cursar disciplina, recomenda-se pedir o Trancamento Geral de Matrícula (TGM) por meio de peticionamento. O Trancamento Geral não traz prejuízos para o Índice de Rendimento Acadêmico (IRA). Não é preciso justificar o pedido, ele será concedido automaticamente.

Quero ser aluno especial, como faço?

Para a graduação, a Resolução 59/2020 do Cepe, que regula a retomada não presencial, vedou o acesso de novos alunos especiais. Apenas quem já havia feito o pedido no início do ano e pagou a inscrição pode escolher cursar agora a disciplina escolhida, de modo não presencial, ou esperar a volta às atividades presenciais para cursá-la nessa modalidade.

Para a pós-graduação, ainda é possível se inscrever. Recomenda-se buscar informações junto ao programa de pós-graduação responsável pela disciplina desejada.

Preciso apresentar meu Trabalho de Conclusão de Curso. Como faço?

As defesas serão feitas de forma virtual, conforme consta no artigo 11 da Resolução 59/2020 do Cepe, que regulamenta a retomada das atividades de modo não presencial.

Como farei para ter acesso à biblioteca?

A Biblioteca Central (BCE), assim como as demais unidades setoriais, não irá retomar o amplo atendimento presencial em atenção à situação de emergência de saúde provocada pela pandemia da covid-19.

No entanto, alguns serviços essenciais serão retomados, de forma limitada e mediante agendamento, e apoio continuará a ser ofertado aos docentes, com a digitalização de textos para serem utilizados em disciplinas. Além disso, a BCE possui 14 mil obras de referência básica disponíveis digitalmente.

Os serviços essenciais devem ser retomados juntamente com o início do semestre, em 17 de agosto. Por meio de agendamento, será possível pegar livros e notebooks emprestados, bem como devolver obras. Não haverá cobrança de multa por atraso enquanto durarem as medidas de isolamento social.

A BCE ficará aberta em dois turnos (das 7h30 às 11h30 e das 14h30 às 18h30), em dias específicos da semana, para receber somente esses atendimentos agendados. Todos os serviços remotos já oferecidos anteriormente pela BCE continuarão, como chats on-line, lista de transmissão pelo WhatsApp, e-mails, repositório institucional e bibliotecas digitais, bases de dados, ISBN, ficha catalográfica, entre outros.

Atividades como o Clube de Leitura e Cineclube estão acontecendo desde março, de forma virtual, com transmissão ao vivo no canal da BCE no YouTube.

MAIS – Outras informações sobre a fase de recuperação da pandemia na UnB e a retomada do calendário acadêmico estão disponíveis no portal da UnB, na seção #FAQ do menu Institucional. Dúvidas sobre a adoção do Sistema Integrado de Gestão das Atividades Acadêmicas (SIGAA) também podem ser sanadas clicando aqui.

Com informações da UnB

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

4 + dezesseis =

Mais lidas

Send this to a friend