Morte de mulher que sumiu ao sair do trabalho no DF é investigada como feminicídio, diz polícia

Se confirmado, caso será 27º em 2019. Noélia Rodrigues de Oliveira, de 38 anos, tinha três filhos e trabalhava em shopping da Asa Norte.

A Polícia Civil do Distrito Federal informou que a morte de Noélia Rodrigues de Oliveira, de 38 anos é investigada como feminicídio. O corpo da vendedora foi encontrado por volta do meio-dia desta sexta-feira (18), com um tiro no rosto, em uma estrada de terra em Vicente Pires.

De acordo com a delegada-chefe da 38ª DP, Adriana Romana, a polícia mudou a tipificação do crime – inicialmente registrado como homicídio. Se confirmado, esse será o 27º caso de feminicídio em 2019.

Mãe de três filhos – com 5, 9 e 16 anos – Noélia trabalhava em um shopping da Asa Norte e e foi vista pela última vez quando fechava a loja, às 22h de quinta-feira (17).

Agentes da 38ª DP estiveram na loja onde conversaram com funcionários e analisaram imagens de câmeras de segurança. Até publicação desta reportagem ninguém tinha sido preso.

A delegada Adriana Romana informou que Noélia Rodrigues, além de um tiro no rosto, tinha ferimentos na cabeça. O corpo da vendedora foi encontrado com roupas, sem sinal aparente de violência sexual, de acordo com a policial.

Foi de carona

Segundo colegas de Noélia, que preferiram não se identificar, a vendedora foi a última a sair do shopping.

“Antes de sair eu chamei ela para sairmos juntas. Ela disse que ia de carona para casa”, afirmou uma colega.

Foi o marido de Noélia que buscou a polícia, na manhã de sexta-feira, para registrar o desaparecimento. A família chegou a divulgar em redes sociais um pedido de ajuda para encontrar a vítima.

Ele procurou a 5ª DP, na Asa Norte, às 9h45. No mesmo horário, a Polícia Militar disse que recebeu uma ligação informando que um corpo de mulher havia sido encontrado no Assentamento 26 de Setembro.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

20 − treze =

Mais lidas

Send this to a friend