Estado de jovem espancado é grave e família briga na Justiça por UTI

É grave o estado de saúde de Jelder Eric de Sousa Lourenço, 25 anos, jovem que foi encontrado com sinais de espancamento próximo ao Clube da Associação dos Servidores do Senado Federal (Assefe), na segunda-feira (6/8).

Laudo emitido pela equipe do Hospital de Base, onde ele está internado, informa que a equipe médica pretende transferi-lo para a unidade de terapia intensiva (UTI) com suporte neurocirúrgico. Preocupada com a demora, a família recorreu à Defensoria Pública do DF para conseguir a vaga. De acordo com o último boletim médico, ele está “sob sedoanalgesia, hemodinamicamente instável e dependente de ventilação mecânica”.

Os pais de Jelder vieram de São Paulo para visitar o filho, que mora sozinho em Brasília. No sábado (4/8), o jovem saiu de casa, na 712 Norte, deixando documentos pessoais e celular, e não fez mais nenhum contato com amigos e familiares. Dois dias depois, funcionários da Assefe o encontraram com vários hematomas e marcas de violência pelo corpo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) está à frente das investigações. Delegado-chefe da unidade, Ataliba Neto explicou que ainda está escutando testemunhas para entender o motivo de Jelder ter sido espancado e identificar os autores das agressões.

Augusto Fernandes
Leia mais no Correio

BDF na Rede

         

PUBLICIDADE

Agosto, 2018

Filtrar eventos

30jun(jun 30)18:0009set(set 9)00:00Na Praia ° 2018

18ago(ago 18)23:0019(ago 19)17:00PsycoTrance 2018

PUBLICIDADE
X

Send this to a friend