Idosa é atropelada e caso expõe risco em cruzamentos de Águas Claras

Na última quinta-feira (5), uma idosa de 82 anos foi atropelada por uma moto enquanto atravessava a pista. O motociclista tinha avançado o sinal.

Pedestres estão receosos em Águas Claras. Em um dos cruzamentos mais movimentados da cidade, próximo ao Shopping de Águas Claras, na Rua 19 Sul, condutores furam o semáforo e até dirigem na contramão para tentar ganhar tempo e evitar o trânsito. Entretanto, a negligência deles causa acidentes.

Segundo populares, por causa do tempo de espera do semáforo, carros motos furaram o sinal pouco tempo depois de ele fechar. Outra infração comum é o tráfego na contramão na tentativa de furar o trânsito e ganhar tempo.

Cruzamento em Águas Claras. Foto: Matheus Venzi/Jornal de Brasília
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A advogada Clarissa Tedeschi, 48 anos, é filha da idosa atropelada e relata o susto que a mãe passou. “Ela tinha esperado todos os carros pararem para atravessar. A culpa foi do rapaz da moto, que quis avançar e veio por trás. Ela fraturou a tíbia – osso da perna – e está sentindo muitas dores. Só pode ficar deitada ou sentada” desabafa. Agora, Clarissa e a mãe, Therezinha, têm receio de passar pelo cruzamento.

O panfleteiro Junior Henrique, 31 anos, trabalha há três anos em frente ao shopping e constata que as infrações são comuns ali. Ele foi uma das pessoas que socorreram a idosa. “Isso acontece por causa da pressa. O semáforo demora um pouco para abrir e as pessoas ficam impacientes. Sempre acontecem acidentes. Alguns graves”, comenta. Junior afirma que sempre orienta os pedestres que passam por ali a tomarem cuidado.

Júnior presenciou o acidente e ajudou a idosa. Foto: Matheus Venzi/JBr

Já o comerciante Peniel Batista, 23, vende marmitas ao lado do cruzamento e acredita que o problema é a falta de fiscalização. “Tinha que haver policiamento diário. Quase atropelam muitas senhoras aqui cotidianamente. Eu tenho medo”, admite.

Moradora da região, a aposentada Iza Pilotti, 68, procura ter a atenção redobrada quando vai passear com o cachorro. “É horrível atravessar essa pista. Você tem que passar correndo. O tempo do semáforo para os pedestres é curto”, avalia.

Iza reclama do perigo para os pedestres. Foto: Matheus Venzi/Jornal de Brasília

Ponto de vista

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Na visão do especialista em trânsito Márcio de Andrade, as infrações acontecem por uma dupla falta de educação. “É uma falha tanto na educação de trânsito como na educação moral. Quando o motorista avança o sinal, ele está indo contra os princípios básicos da direção defensiva. É necessário que as pessoas entendam a gravidade de uma atitude como essa. Pode custar uma vida”, alerta.

Para Andrade, fiscalização efetiva e melhor sinalização horizontal poderiam diminuir o problema. “Se colocar um pardal no semáforo, por exemplo, a pessoa vai pensar duas vezes antes de fazer qualquer coisa”, indica o especialista. Fiscais de trânsito nos pontos com um grande número de infrações também são uma das soluções apontadas por ele.

Lugar perigoso

O diretor de mobilidade da Associação de Moradores e Amigos de Águas Claras (Amaac), Fred Ferraz, observa que o cruzamento da Rua 19 Sul é um dos mais movimentados da região e precisa de atenção especial. “Os pedestres precisam ser protegidos. Câmeras de monitoramento poderiam ajudar a identificar e penalizar os infratores. Se não forem punidos, vão continuar fazendo”, destaca.

Detran reconhece problema frequente e pede “civilidade”

Segundo o Departamento de Trânsito (Detran-DF), no último bimestre, houve 1.779 operações de trânsito em Águas Claras. A autarquia diz que os principais cruzamentos dispõem de fiscalização eletrônica. No caso do avanço do sinal, está previsto o registro de sete pontos na CNH.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


“Observamos que alguns motoristas não se preocupam em passar por cima das marcas de canalização ou de se deslocar com antecedência para acessar os retornos, cometendo infrações e atrapalhando a circulação viária. São exemplos de infrações e de desrespeito aos demais usuários do Sistema de Trânsito. É preciso que a população local eleve o nível de cidadania e, efetivamente, passe a colaborar com a segurança pública”, ressalta o Detran, via assessoria de imprensa.

“Campanhas educativas têm ajudado à população a se conscientizar das suas responsabilidades no trânsito. E as operações de fiscalizações realizadas constantemente na região também inibem a prática de infrações de trânsito”, continua.

O Detran reconhece que as avenidas principais de Águas Claras, Castanheiras e Araucárias, são muito congestionadas nos horários de rush, “por isso é preciso haver mais civilidade no trânsito por parte dos motoristas, principalmente, em relação às faixas de pedestres”.

Matheus Venzi
Jornal de Brasília

BDF na Rede

         

PUBLICIDADE

Julho, 2018

Filtrar eventos

26jun(jun 26)14:0005ago(ago 5)01:00Abertura Brasília Ice Park

30jun(jun 30)18:0009set(set 9)00:00Na Praia ° 2018

06jul(jul 6)16:0015(jul 15)23:0026ª Expotchê

15jul09:0022:00Torcida Brasil - Show Jota Quest (Final da Copa do Mundo)

21jul(jul 21)20:0022(jul 22)08:00Low Club - Edição Férias em Dubai

27jul(jul 27)22:0028(jul 28)04:00Mumuzinho em BrasíliaDallas Bar

28jul(jul 28)23:4529(jul 29)03:00Capital Inicial em Brasília/DF - Capital Moto Week 2018

PUBLICIDADE
X

Send this to a friend