Ponte Honestino Guimarães está em boas condições de uso, mas será monitorada

Representantes da Defesa Civil, da Novacap e da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos vistoriaram a estrutura nesta segunda (12). No viaduto da Galeria dos Estados, continua o trabalho de escoramento

A estrutura da Ponte Honestino Guimarães, que liga a Asa Sul ao Lago Sul, está fora de perigo, e os veículos podem continuar a trafegar nela. Para manter a segurança, no entanto, o governo de Brasília colocará, nos próximos dias, sensores de monitoramento iguais aos da Ponte do Bragueto e do viaduto da Galeria dos Estados.

Uma equipe formada por representantes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), da Defesa Civil e da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos vistoriou a Honestino Guimarães nesta segunda-feira (12), com o apoio de uma lancha. Para fazer a inspeção, técnicos dos três órgãos passaram embaixo e por dentro da ponte, com o apoio de uma lancha do Corpo de Bombeiros, e por cima, a pé.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


“O monitoramento eletrônico servirá para acompanharmos dia a dia se há alguma alteração na ponte, se precisa de alguma intervenção”, disse o diretor-presidente da Novacap, Júlio Menegotto.

Projetos para manutenção da Ponte Honestino Guimarães

Em aproximadamente três meses, serão desenvolvidos projetos básicos para a manutenção da Ponte Honestino Guimarães. Após a conclusão deles, novas intervenções devem ocorrer para reforçar a estrutura.

Acompanhou a inspeção o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Antonio Coimbra, que disse que a unidade trabalha “irmanada com a Novacap, mas sob a liderança da companhia”.

Vigas para escoramento na Galeria dos Estados são produzidas na Novacap

Mesmo durante o feriado prolongado de carnaval, o escoramento definitivo prossegue na Galeria dos Estados, onde parte do viaduto desabou no início deste mês. A previsão é liberar a passagem para pedestres até quinta-feira (15), bem como para veículos nas novas alças de ligação entre o Eixão e os Eixinhos.

O material do escoramento permanente é o mesmo usado na concretagem do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. As vigas estavam no pátio da Novacap e precisam passar por adaptações para caber embaixo do viaduto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Nesta segunda-feira (12), a reportagem acompanhou o trabalho na sede da Novacap, na Epia Sul. As estruturas recebem cortes compatíveis com o local a ser sustentado. O tamanho final varia de 3,55 metros a 5,6 metros.

Guilherme Pera, com edição de Marina Mercante
Agência Brasília

BDF na Rede

         

PUBLICIDADE

Agosto, 2018

Filtrar eventos

30jun(jun 30)18:0009set(set 9)00:00Na Praia ° 2018

18ago(ago 18)23:0019(ago 19)17:00PsycoTrance 2018

PUBLICIDADE
X

Send this to a friend