Coreia do Sul pode suspender sanções para Pyongyang participar de JO de Inverno

O regime norte-coreano propôs enviar uma delegação aos Jogos de Inverno que acontecem entre 9 e 25 de fevereiro na Coreia do Sul. Para facilitar a vinda dos atletas norte-coreanos, a Coreia do Sul anunciou nesta terça-feira (9), após um encontro com representantes do país vizinho, que poderá suspender temporariamente as sanções contra o país.

Entre as medidas, está a proibição de entrada em seu território de responsáveis do regime de Pyongyang, em resposta aos testes nucleares e ao programa balístico do país. O caso poderá ser levado ao Conselho de Segurança da ONU, declarou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores sul-coreano, Roh Kyu-deok. Trata-se de um gesto excepcional diante do aumento da tensão na península, que cresceu com a chegada do presidente americano Donald Trump ao poder e a troca de farpas entre ele e o líder Kim Jong-Un.

A última reunião entre os dois países aconteceu em 2015. O encontro desta terça-feira foi organizado na cidade de Panmunjon, vilarejo onde foi assinado o cessar-fogo no fim da guerra entre as duas Coreias (1950-53), uma área desmilitarizada que divide a península.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Delegação de alto nível com patinadores artísticos

A delegação norte-coreana, representada por Ri Son-Gwon, atravessou a pé a linha de demarcação militar antes de entrar na Casa da Paz. O ministro da Unificação, Cho Myoung-Gyoh, encabeçou as autoridades sul-coreanas. Os dois trocaram um aperto de mãos antes de iniciar a discussão.

A Coreia do Norte propôs enviar uma delegação de alto nível, composta de torcedores, artistas, e uma equipe de demonstração de taekwondo. Dois atletas norte-coreanos, os patinadores Ryom Tae-ok et Kim Ju-sik, foram classificados para as Olimpíadas de Seul.

Reunião das famílias

A Coreia do Sul também aproveitou a reunião para pedir a reunião das famílias separadas pela guerra, que nunca puderam se reencontrar. O país está se esforçando para promover o que chama de “Olimpíadas da Paz”em fevereiro e está mesmo disposta a cancelar os exercícios militares conjuntos com os EUA em fevereiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

BDF na Rede

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend