Análise: Verdão volta do Sul no lucro, com ponto e liderança; agora é “final”

Travessão da Arena do Grêmio jogou contra e a favor o time de Cuca no segundo tempo. No geral, bom jogo antes de partida decisiva contra o Flamengo, em casa

palmeiras1Um ponto que pode ser comemorado pelo torcedor do Palmeiras. Mesmo sem fazer uma partida brilhante, o time de Cuca soube controlar a pressão do Grêmio no último domingo, em Porto Alegre, para retornar a São Paulo com um ponto na bagagem e a liderança isolada do Campeonato Brasileiro por mais uma rodada.

Para os torcedores mais pessimistas, aqueles tradicionais corneteiros popularmente chamados entre os alviverdes de “Turma do Amendoim”, o Palmeiras fecha a 24ª rodada com o Flamengo na cola – a vitória dos cariocas em Salvador no sábado, fez a diferença cair. Mas há que se valorizar o ponto conquistado em Porto Alegre e, principalmente, a manutenção da primeira colocação sem ninguém ao lado para dividir o posto.

Na escalação oficial divulgada pelo Palmeiras, Tchê Tchê apareceu deslocado para a lateral direita. Mas o próprio técnico Cuca explicou a opção antes da partida e afirmou que, na prática, a função que vinha sendo desempenhada pelo suspenso Jean foi assumida pelo volante Gabriel. Tudo para controlar o ataque leve e habilidoso do Grêmio, comandado por Luan.

Mas a formação não deu muito certo na primeira etapa. Com o sistema defensivo bagunçado, e o ofensivo pouco efetivo, o Verdão contou com boa defesa de Jailson para ir ao intervalo com o placar em 0 a 0. Na segunda etapa, a pressão dos donos da casa foi suportada com grande atuação do goleiro palmeirense e mais aproximação dos volantes e laterais. A diferença é que o Verdão também agrediu e teve chance para vencer: Dudu acertou o travessão, e Rafael Marques exigiu boa defesa de Marcelo Grohe no fim da partida.

Até a semana passada, os palmeirenses consideravam seis times como candidatos ao título do Campeonato Brasileiro. Além do Verdão, também estavam na briga pela primeira colocação Flamengo, Atlético-MG, Corinthians, Santos e Grêmio. Ou seja, na teoria e na prática, o time de Cuca aproveitou o confronto direto e evitou que o rival diminuísse a vantagem na tabela de classificação.

Agora cabe ao Palmeiras voltar a fazer o seu papel como mandante e, mais uma vez, contra um candidato ao título. Desta vez, porém, a vitória volta a ser o objetivo. Na arena, diante do Flamengo, na quarta-feira, um triunfo contra os segundos colocados pode fazer o Verdão voltar a abrir uma rodada de diferença na luta pelo título. Em campeonato de pontos corridos, são esses duelos que podem ser considerados como finais. E neste quesito o time os palmeirenses têm retrospecto positivo – foram 11 pontos em 18 disputados contra os seis melhores do Brasileirão.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

vinte − 2 =

Mais lidas

Send this to a friend