Bolsonaro confirma pagamento prolongado do auxílio emergencial com parcela reduzida

“Eu sei que é pouco para quem recebe, mas ajuda, pô, melhor do que nada”, disse o presidente para simpatizantes

Em frente ao Palácio da Alvorada na manhã desta sexta-feira (28) o presidente Jair Bolsonaro confirmou para um apoiador que as parcelas do auxílio emergencial serão prorrogadas, porém o pagamento será inferior aos R$ 600 pagos atualmente.

“A gente pretende até o fim do ano uma importância menor que R$ 600. Tem cara já reclamando. O tempo todo assim. Isso não é uma aposentadoria, isso é uma ajuda emergencial. Eu sei que é pouco para quem recebe, mas ajuda, pô, melhor do que nada”, disse.

“O cara reclama que é pouco, mas custa para todo mundo R$ 50 bilhões por mês. A gente não tem como se endividar mais. Prorroguei por mais dois (meses): R$ 250 bilhões”, complementou.

Ele afirmou que não sabe o que fará se a economia “não pegar”, lamentando os efeitos econômicos. “Lamento, esse vírus, aí deu uma baqueada na gente, estávamos indo bem pra caramba”, disse aos apoiadores.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

19 − 3 =

Mais lidas

Send this to a friend