Dólar sobe e chega a R$ 4,20 nesta quinta

Dólar

Na véspera, moeda dos EUA fechou em queda de 0,12%, a R$ 4,1491 na venda.

O dólar mudou de rumo e passou a subir nesta quinta-feira (13), voltando a rondar nova máxima histórica, com os investidores monitorando a cena eleitoral local e o movimento do câmbio dos demais países emergentes, após a Turquia aumentar os juros, tirando a pressão sobre a moeda do país.

Às 16h19, a moeda norte-americana subia 1,25%, negociada a R$ 4,2011 na venda. Mais cedo, chegou a recuar a R$ 4,1256, e na máxima do dia até o momento chegou a R$ 4,2011. Veja mais cotações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Na véspera, o dólar fechou em queda de 0,12%, a R$ 4,1491 na venda. Na terça-feira, a moeda encerrou a sessão a R$ 4,1539, renovando o maior valor do ano. No acumulado do ano, a alta é de cerca de 25%.

Dólar
Dólar

O Banco Central brasileiro ofertou e vendeu integralmente 10,9 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, rolando US$ 4,360 bilhões do total de US$ 9,801 bilhões que vencem em outubro.

Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

Máximas da moeda

A maior cotação de fechamento do dólar já registrada foi em 21 de janeiro de 2016, quando a moeda chegou a R$ 4,163 . Já no intradia, a máxima histórica foi registrada em 24 de setembro de 2015 (R$ 4,2484).

Cenário interno e externo

Na cena externa, a busca pelo risco retornou após a China anunciar que recebeu bem o convite dos Estados Unidos para realizar uma nova rodada de discussões comerciais, no momento em que Washington se prepara para intensificar a guerra comercial entre os dois países com tarifas sobre US$ 200 bilhões em bens chineses.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

4 × 3 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend