“Delegado maconheiro e carregador de malas com dinheiro ilícito”. Acusa o diretor geral Eric Seba

A batalha pela manutenção do bom nome da instituição Polícia Civil do Distrito Federal, vem causando transtornos dentro da categoria.

Por Mino Pedrosa

Áudio vazado em que o diretor geral, Eric Seba de Castro, acusa grupo de delegados opositores a sua  gestão de praticar crimes como: transporte de dinheiro ilícito e até uso de entorpecentes. Crimes praticados que como diretor da instituição deveria ter tomado providências e punido na forma da lei, faz com que da omissão, o diretor responda por crime de prevaricação e falta de conduta ética.

O áudio que chegou no gabinete do governador, Rodrigo Rollemberg, antes, fez uma parada na redação do site Quidnovi. Trechos divulgados por fontes que participaram da reunião no gabinete do diretor ontem, são flagrantes de crimes que acontecem dentro da instituição. Eric Seba, repele ataques do grupo de delegados descontentes com sua gestão disparando e propagando crimes praticado por alguns de seus adversários:

“Todo mundo sabe que como de marmita lá no meio do mato, aliás eu sou chamado de delegado boiadeiro por um delegado maconheiro e mando ele fazer o exame que quiser fazer e digo que desafio,  desafio se o exame der negativo para ele eu entrego a minha chefia amanhã. Quero ver se eles têm coragem de colocar o patrimônio deles a disposição de uma investigação. Alguns deles estão sendo investigado pela Lava Jato e carregavam malas com dinheiro ilícito para Rafael Barbosa” (ex secretário de saúde do governo Agnelo Queiroz).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O áudio bombástico movimentou o gabinete do governador Rodrigo Rollemberg, nesta tarde na tentativa de  estancar o que pode vir a ser uma crise incontrolável na segurança pública.

BDF na Rede

         

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Junho, 2018

Filtrar eventos

22jun(jun 22)22:0023(jun 23)05:00Gino e Geno

30jun(jun 30)18:0009set(set 9)00:00Na Praia ° 2018

PUBLICIDADE
X

Send this to a friend