Festas do dia das crianças agitam a cidade

Acompanhados de monitores, muitos alunos aproveitaram para brincar de golzinho no gramado do estádio 

Palco de dribles de jogadores e shows musicais, o gramado do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha foi o local escolhido pela Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer para uma manhã de atividades, nesta quinta-feira (12), com cerca de 400 alunos dos 11 centros olímpicos e paralímpicos do Distrito Federal.

O evento reuniu crianças de 7 a 12 anos. Entre os que se divertiam estava João Felipe Silva, de 9 anos, que treina futebol e natação na unidade de Brazlândia, região administrativa onde mora.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Acompanhado pelo pai, o militar João Fábio Silva, de 38 anos, o garoto pausou as atividades em campo para conhecer uma das áreas internas do estádio: os vestiários.

Palco de dribles de jogadores e shows musicais, o gramado do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha foi o local escolhido para uma manhã de atividades com cerca de 400 alunos dos 11 centros olímpicos e paralímpicos do Distrito Federal.
Cerca de 400 alunos dos 11 centros olímpicos e paralímpicos do DF passaram a manhã do Dia da Criança no gramado do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

João Fábio contou que a emoção do filho foi grande ao saber do passeio. Os dois já tinham ido à arena em dia de jogo. “Estar presente neste momento é gratificante tanto para ele quanto para mim, como pai”, destacou.

A ação faz parte da programação do governo de Brasília para o mês da criança. Monitores acompanhavam as crianças em atividades esportivas, como golzinho e vôlei.

A secretária do Esporte, Turismo e Lazer, Leila Barros, ressaltou que esse é um momento especial para as crianças. “Muitas delas ainda não tiveram oportunidade de estar em um espaço como o Mané Garrincha, não conhecem a magnitude, o símbolo que é o estádio para a comunidade esportiva.”

Atividades nos centros olímpicos do DF

Outras ações são feitas ao longo do mês nos centros olímpicos e paralímpicos para comemorar o Dia da Criança.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

São atividades lúdicas e pedagógicas, brincadeiras e gincanas preparadas pelas equipes, sempre das 7h40 às 11h30 e das 14 horas às 17h50.

  • Dia 13 (sexta-feira): Parque da Vaquejada e Samambaia
  • Dias 17 e 18 (terça e quarta-feira): Gama
  • Dia 22 (domingo): Setor O (no dia, também será celebrado o aniversário da unidade)

Festa no Parque

O parque da cidade ficou lotado durante a manhã e a tarde com várias atividades de lazer e esportes. O tradicional foguete do Parque Ana Lídia ficou cheio o dia inteiro.

Desde o início da manhã, fugindo do calor, as pessoas buscavam estender suas toalhas na sombra. Enquanto isso, as crianças, donas da festa, descobriam a melhor maneira de gastar energias. Bicicletas, bolas, patins, skates, balões e toda sorte de brincadeiras as ajudavam nesta tarefa.

Patrícia Chagas, de 9 anos, disse que o parque é um bom lugar para fazer novas amizades. Juntas, Patrícia e sua mais recente amiga, Olívia Simão, de 8 anos, aproveitaram para brincar no foguetinho, um dos mais disputados do parque. “É legal, fica mais fácil se divertir quando a gente encontra outras crianças”, disse Patrícia.

Pelo sexto ano, o parque foi escolhido para a edição do PicniK 12 de Outubro – evento que une o Dia da Criança e o aniversário do parque em uma mesma festa. Ao lado da esposa e dos três filhos, o funcionário públco Fancinei Arruda, de 37 anos, tentava conseguir uma sombra em meio a um mar de toalhas.

Francinei até tentou chegar mais cedo, mas não conseguiu. “Como são três crianças, não conseguimos nos organizar para sair mais cedo”, justificou. “Mas já conseguimos uma sombrinha e vamos ficar aqui até o final da tarde”, acrescentou, enquanto brincava de bola com Gabriel, de 7 anos, e o caçula, Arthur, com apenas 1,5 ano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Para Francinei, a data de hoje ajuda a ficar mais perto dos filhos, diante de um dia a dia atribulado. Ele observou, porém, que, nos últimos tempos, as notícias sobre o Dia da Criança tem focado mais o consumo e menos as relações familiares. “Tem o lado do marketing, do consumo, mas, pelo menos representa um dia especial para as crianças. Na correria do dia a dia, a gente acaba esquecendo de manter esses momentos de brincadeira juntos”, disse.

Com informações da Agência Brasília e Brasil

BDF na Rede

         

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Dezembro, 2017

Filtrar eventos

16dez(dez 16)22:0017(dez 17)22:00Festa das Patroas Brasília com Maiara & Maraisa e Marilia Mendonça

X

Send this to a friend