Empréstimo consignado: reflita antes de contratar

Empréstimo consignado: reflita antes de contratar

Esse tipo de empréstimo, por ter total garantia de pagamento para a instituição financeira, tem a menor taxa de juros do mercado

Aumentou para 9 o número máximo de contratos ativos de empréstimo consignado que os aposentados e pensionistas do INSS podem ter. Contudo, não foi alterado o percentual de comprometimento da renda, que continuem até 35% do ganho mensal – que, no meu ponto de vista, já é alto.

Assim sendo, para quem já tem 6 contratos e se vê na necessidade de obter novos empréstimos, criou-se uma oportunidade. Oportunidade essa que precisa ser analisada com cautela e atenção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Esse tipo de empréstimo, por ter total garantia de pagamento para a instituição financeira, tem a menor taxa de juros do mercado. Porém, renegociar e saldar o débito acaba sendo mais burocrático do que em outras modalidades. Além disso, o beneficiário do empréstimo vê seu ganho mensal diminuído pelo número de parcelas contratadas.

Veja algumas orientações para refletir antes de tomar um empréstimo consignado:
  • Analise a necessidade do empréstimo, o porquê precisa desse recurso extra;
  • Esse recurso que receberá será suficiente por quanto tempo? Terá necessidade em outro momento?
  • Se já tem outros empréstimos, o que te fez chegar na necessidade desse recurso extra anteriormente? Será que você está tratando a verdadeira causa do problema?
  • Conheça suas despesas no detalhe, observe e anote durante 30 dias para onde vai cada centavo do que ganha (se tiver renda variável, anote por 90 dias);
  • Conheça também o quanto ganha, de fato, sem os valores que porventura já tenha de empréstimos. Pode ser que o seu comprometimento com dívidas já esteja mais do que suficiente (analise as parcelas de cartão de crédito, cheque especial, carnês, boletos e outros empréstimos);
  • O que faria se você tivesse sua renda livre, todinha para você?
  • Tente negociar com seus credores atuais, isso facilitará e ajudará a se manter longe de mais uma dívida. Lembre-se: o não já temos, busque pelo sim;
  • Reflita se o que ganha hoje não está sendo suficiente para seus gastos e como ficarão suas despesas com uma renda menor ainda, já que terá um comprometimento mensal com as parcelas;
  • Identifique, junto com sua família, quais são seus objetivos, sonhos para hoje, amanhã e depois. O que podem fazer em conjunto, para que esses sonhos aconteçam e, com isso, tenham motivos para mudar os hábitos de consumo e comprometimento da renda;
  • Antes de assinar um novo contrato de empréstimo, reduza seus gastos para o montante que terá de saldo após assumir a nova parcela;
  • Faça um “teste drive”: reserve parte do que assumirá de prestação e veja se consegue se manter sem esse recurso mensalmente. Lembre que serão vários meses sem esse recurso;
  • Se pretende buscar um empréstimo para antecipar um sonho, analise o quanto de fato valerá a pena. Prefira poupar o valor dessas parcelas e compre à vista, sem juros, o item que almeja e deseja.

A falta de objetivos de vida e conhecimento dos gastos que cada um de nós tem faz com que muitos optem pelos empréstimos pessoais de forma automática, pensando apenas na facilidade de contratação e na taxa reduzida.

Lembre-se: o crédito consignado é uma alternativa boa se quem for usar souber exatamente a finalidade, o comprometimento mensal e o tempo que isso demandará, bem como o que será feito antes, durante e depois da contratação para não mais depender de empréstimos.

Respire, pare e pense, nunca decida no calor das emoções, sempre há soluções. Com paciência e cautela, conheça a sua situação financeira, defina seus sonhos, mude seus hábitos de consumo e aprenda a lidar melhor com o seu dinheiro.

Fonte: DSOP Educação Financeira

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

BDF na Rede

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend