10 orientações para reduzir custos e gerar reservas para a poupança

10 orientações para reduzir custos e gerar reservas para a poupança

Ter uma poupança nem sempre é uma tarefa fácil, especialmente para quem tem dificuldade de pagar as contas em dia

Acredite, gastar mais do que recebe é bem comum na vida de vários brasileiros. Para evitar situações como essa, o ideal é saber aplicar a educação financeira no dia a dia para garantir que você tenha finanças sustentáveis.

Mas então, como poupar o salário mesmo com todas as despesas mensais? Veja 10 orientações:

1. Tenha o poupar como um objetivo
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Antes de começar a poupar, é necessário que exista a vontade de controlar o orçamento e de destinar uma certa quantia semanalmente ou mensalmente para uma conta poupança. Sem a real motivação de guardar dinheiro, dificilmente você vai conseguir alcançar seus sonhos e metas.

2. Planejamento financeiro

Para manter a organização financeira você precisa revisar as contas e observar quais gastos podem ser reduzidos ou eliminados. É essencial que as suas despesas mensais sejam menores que o salário recebido. Para isso, coloque em seu planejamento todas as contas fixas como supermercado, luz, água, internet e telefone. Assim, será possível ter uma quantia a mais para que você possa guardar na poupança.

3. Disciplina

Esse é um dos itens mais importantes, assim como a vontade de poupar e guardar dinheiro. Para isso, é fundamental um planejamento financeiro bem elaborado e que você evite compras por impulso, pois essas podem ser as principais causas dos endividamentos que comprometem seu orçamento pessoal.

4. Implemente o apontamento de despesas e elimine gastos desnecessários

Utilize o apontamento de despesas durante 30 dias, se tiver ganhos fixos, ou por 90 dias, se tiver ganhos variáveis. Você deve anotar todos os seus gastos, como guloseimas, padaria, farmácia, supermercados, entre outros. Avalie quais são os seus custos por ordem de prioridade e corte as despesas desnecessárias. Assim você conseguirá economizar eliminando os gastos supérfluos e ter um dinheiro a mais para a poupança.

5. Pague as contas em dias

Os encargos financeiros como juros e multas são prejudiciais para a sua saúde financeira, principalmente para quem está buscando poupar uma certa quantia mensal. Os pequenos valores como os juros, ao final de 12 meses, por exemplo, podem render um bom dinheiro para a sua poupança. E caso você possa antecipar seus pagamentos, aproveite para pedir descontos!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 
6. Atenção ao cartão de crédito

Quem usa cartões de crédito sabe que é fácil perder a noção dos gastos no dia a dia. O uso desse “tipo de dinheiro” só é inteligente quando você pode pagar as parcelas sem juros e está buscando acumular milhas ou benefícios em compras/viagens. Ou seja, é vantajoso comprar os produtos no crédito se o sistema financeiro de parcelamentos te oferece benefícios e se você tem uma reserva de emergência para quitar seus débitos, caso perca o emprego, por exemplo. Para evitar essa situação e que essas despesas comprometam seu orçamento, opte por pagar compras pequenas à vista.

7. Evite parcelar

Opte sempre por compras à vista, pois assim você conseguirá descontos e não terá prestações no longo prazo, que podem render juros caso o pagamento não seja feito em dia. Lembrando que a compra a prazo é inteligente quando você usa a mesma estratégia do cartão de crédito, ou seja, parcela o valor a vista sem juros e investe o dinheiro em um fundo de investimento, rendendo mais do que o desconto que teria a vista.

8. Renegocie dívidas

Se você tem alguma dívida, procure negociá-la com seu credor, considerando sua capacidade de pagamento mensal sem eliminar seus sonhos que são seus motivadores. Mas como utilizar essa estratégia? Defina em seus objetivos que livrar-se das dívidas é um objetivo de curto ou médio prazo e estabeleça uma porcentagem de suas receitas para a quitação na condição mais atrativa possível.

Não é saudável você quitar todas as suas dívidas e ficar sem reservas para uma eventualidade, porém se a negociação bancária for muito atrativa e o valor da quitação couber em seu orçamento sem prejudicar outras despesas básicas, opte por essa estratégia pagando esse débito o mais rápido possível.

9. Renda extra

Nem sempre os ganhos mensais são suficientes para cobrir as despesas essenciais e muito menos para que se tenha um dinheiro extra para guardar na poupança. Se você se encontra nesta situação, uma boa alternativa é ter uma renda extra.

Veja nesse artigo uma boa alternativa de negócio, em que o vendedor fica com uma porcentagem das vendas, o multinível: http://www.luscimeiareis.com.br/publicacao.php?id_artigo=79

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


10. Depósito na poupança

Agora que você conseguiu poupar um dinheiro, aproveite para depositá-lo na poupança. Nesta modalidade os valores são reajustados de acordo com a Taxa Referencial (TR), que aumenta o montante mensalmente com os juros.

Controlar as despesas pode não ser tão complicado quanto parece. Tenha consciência na hora das compras, fuja das dívidas e pague as contas em dia. Com essas 10 dicas tenho certeza que você conseguirá poupar de forma mais fácil e com mais inteligência!

Fonte: DSOP Educação Financeira

BDF na Rede

         

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Janeiro, 2018

Filtrar eventos

19jan(jan 19)22:0020(jan 20)05:00Festa das Academias com Fit Dance

20jan(jan 20)21:0021(jan 21)05:00Baile Classe A Com Dan Lellis Na Fazenda

20jan(jan 20)22:0021(jan 21)05:00Sorriso Maroto

26jan(jan 26)22:0027(jan 27)05:00Baile do Delano

26jan(jan 26)22:0027(jan 27)05:00Esqueci como Namora

27jan(jan 27)22:0028(jan 28)05:00Festa Nordestina Vip com ZEZO

X

Send this to a friend