Mobilidade: entenda tecnicamente o transporte coletivo

Os meios de transporte público são aqueles gerenciados por empresas públicas ou privadas, portanto não pertencem aos usuários. O governo pode realizar o gerenciamento desse meio de transporte ou dar concessão para que outras empresas cuidem do serviço, a fim de que o cidadão possa usufruir dele.

Os meios de transporte público podem ser classificados em individuais (táxi e bicicletas alugadas) ou coletivos (ônibus municipal, intermunicipal, metrô, trem, etc.).

O transporte público coletivo não é uma mercadoria, onde se pode determinar um valor qualquer, mas ele deve ter um valor que respeite a população, pois se trata de um direito dos cidadãos que deve ser sempre cobrado pela sociedade, a fim de que o Estado realize melhorias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) afirma que um trânsito seguro é um direito da população e é responsabilidade dos órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito promover e implantar medidas para garantia desse direito.

Por que Utilizar Transportes Coletivos e Alternativos

Para solucionar o problema dos engarrafamentos, algumas ações simples podem ser adotadas:

Investimento no transporte público por parte do governo. Transporte coletivo de qualidade e barato pode minimizar os transtornos dos congestionamentos, pois muitos cogitam a possibilidade de trocar o carro próprio pelos ônibus e metrôs;

Promover transporte de carona, vizinhos que trabalham ou estudam em lugares próximos podem ir ao mesmo carro, o que diminui a quantidade de veículos circulando;

Implantar rodízio de placas;

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Optar pelos transportes alternativos, como bicicletas quando possível;

 

Vantagens do Transporte Coletivo

Pode ser uma alternativa para desafogar o trânsito das grandes cidades;

Constitui uma forma sustentável de substituir o automóvel;

Reduz a probabilidade de acidentes de trânsito;

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


É um meio de transporte mais econômico que o privado;

Menor ocupação do espaço urbano;

Facilita a mobilidade do trânsito dentro das cidades;

Seu uso disseminado pode contribuir para a conservação das cidades.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Desvantagens do Transporte Coletivo

  1. Superlotação a que está sujeito, principalmente nos horários de pico;
  2. Tempo gasto nos pontos e estações;
  3. Falta de segurança nos pontos de espera;
  4. Inflexibilidade da rota e dos horários;
  5. Tempo gasto com caminhadas até os pontos ou estações;
  6. Os ruídos produzidos por ônibus e metrôs podem fazer mal à saúde (poluição sonora);
  7. Impossibilidade de transportar cargas.

 

O Transporte Coletivo no Brasil

O Brasil enfrenta um problema de norte a sul: o transporte público ineficiente. Há vários motivos para que esse setor tenha chegado ao caos, tais como:

Falta de investimentos por parte dos governos;

Os transportes clandestinos nas grandes cidades;

O sucateamento dos veículos;

O número insuficiente de alternativas para atender a crescente população;

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Prioridade dada à implantação do sistema de transporte privado (facilidades para comprar o carro, alargamento das vias, etc.).

A porcentagem de pessoas que vivem nas cidades hoje, no Brasil, é de aproximadamente 90%. Isso significa grande fluxo de passageiros dentro das áreas urbanas. Nas regiões mais desenvolvidas, sul e sudeste, os automóveis tornaram-se uma opção mais agradável por causa dos inúmeros problemas dos coletivos. Com o aumento dos carros, o trânsito se tornou mais lento, o que é outro problema grave.

O transporte rodoviário é o predominante no Brasil e com o transporte público não é diferente. Em muitas cidades, os metrôs atendem a uma parcela muito pequena, não existem vagões suficientes e as linhas não chegam a todas as partes. A inovação seria uma boa solução, implantar novos transportes como os VLTs (veículo leve sobre trilhos) e VLPs (veículo leve sobre pneus). Tudo para que os ônibus não sejam a principal opção, já que não podem atender sozinha a grande demanda.

 

Funcionamento do Sistema de Transporte Coletivo

É de responsabilidade do poder público realizar a construção de vias, terminais, organização das linhas e horários de ônibus, implantar os pontos de parada, regular as tarifas e fiscalizar as empresas responsáveis pela operação do sistema.

Já as empresas de ônibus são responsáveis por conservar os carros, respeitar as leis de segurança, realizar a contratação e capacitação dos funcionários, cumprir as ordens da prefeitura e atender os passageiros com qualidade.

Os passageiros também têm o seu papel, pois devem respeitar uns aos outros, cuidar do estado do transporte, pagar o valor cobrado pela tarifa e denunciar atos de vandalismo.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Problemas no Transporte Coletivo

ipva

O maior empecilho para se locomover nos grandes centros urbanos é o congestionamento. Eles podem ser causados pela quantidade exorbitante de automóveis que circula nas cidades todos os dias. Eles causam quilômetros de trânsito lento ou parado, principalmente nos horários de rush.

Acidentes, problemas técnicos e forças naturais (chuvas, tempestades, nevascas) também podem piorar o tráfego, diminuindo o fluxo de carros e aumentando o tempo que milhares de motoristas ficam no trânsito. A velocidade baixa dos carros pode causar superaquecimento dos motores e diminuir o tempo útil deles.

A produtividade dos trabalhadores tende a diminuir, se eles ficam mais tempo para ir e voltar do trabalho, o nível de estresse e de atrasos é muito grande, o que prejudica muito a economia do país.

 

Greves de Ônibus

As greves de ônibus atingem todo o país e geralmente são causadas pelas reivindicações feitas pelos motoristas das empresas em busca de melhores condições de trabalho, salários e outros benefícios.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


De outro lado, quando ocorrem as paralisações, a população fica refém delas, pois muitos não conseguem trabalhar utilizando o transporte coletivo.

Muitos ônibus irregulares cobram valores altos para transportar os passageiros e há um aumento do número de carros e de pessoas no metrô.

Na semana que vem continuaremos com a série conheça melhor a mobilidade para entender os direitos e deveres. A Mobilidade Urbana é um dever do Estado, mas a educação começa em casa.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

BDF na Rede

         

PUBLICIDADE

Julho, 2018

Filtrar eventos

26jun(jun 26)14:0005ago(ago 5)01:00Abertura Brasília Ice Park

30jun(jun 30)18:0009set(set 9)00:00Na Praia ° 2018

20jul(jul 20)21:0021(jul 21)22:30SETEBELOS APRESENTA - COMEDYFLIX

21jul19:3022:00Stand up gratuito de Os Fantásticos ocupa o palco do Festival de Humor

21jul(jul 21)20:0022(jul 22)08:00Low Club - Edição Férias em Dubai

22jul08:0012:00COPA DO BRASIL DE FAIXA COLORIDA 2018

27jul(jul 27)22:0028(jul 28)04:00Mumuzinho em BrasíliaDallas Bar

28jul(jul 28)23:4529(jul 29)03:00Capital Inicial em Brasília/DF - Capital Moto Week 2018

PUBLICIDADE
X

Send this to a friend