Um Scrabble erótico faz sucesso em Londres

Uma palavra trissílaba: cunnilingus. Em Londres, alguém teve a ideia de reinventar as regras do clássico jogo de compor palavras, o Scrabble (conhecido no Brasil como Palavras Cruzadas), para dar um toque picante e erótico à brincadeira.

A brincadeira é chamada de “Dirty Scrabble” (“Scrabble sujo”), e atrai cerca de 20 londrinos, jovens e não tão jovens, a um confortável salão privado de um pub do bairro de Hammersmith, em uma noite chuvosa de outono.

 Música sugestiva, luzes tênues, velas, drinks… A noite tem todos os ingredientes para que estes solteiros se conheçam e vão além se houve afinidade.
Foi Jordi Sinclair, um jovem empresário especializado na organização de noitadas lúdicas, que teve a ideia de misturar encontros rápidos (“speed dating”) com um Scrabble especial.
– Palavras que rompem barreiras –

“O Scrabble é bom, mas para conhecer pessoas é um pouco intelectual demais”, disse à AFP Sinclair, de 30 e poucos anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Efetivamente, o Scrabble é um jogo de paciência que requer concentração e se ajusta mal ao ritmo desenfreado e à tensão desses encontros cronometrados.

Para se adaptar a eles, os organizadores mudaram as regras do jogo: no Dirty Scrabble, não se contam os pontos, há 11 letras em vez de sete e pode-se tomar licenças com a ortografia.

Mas sobretudo, insistiu Jordi Sinclair, deve-se encontrar as palavras “mais sexys possíveis”, sem censura, restrição ou tabus. “É mais fácil falar de sexo quando você o vê escrito diante do seu nariz”, acrescentou.

Sentados em volta de uma mesa de Scrabble, em pares, os solteiros têm sete minutos para jogar e conversar antes de passar para a mesa seguinte. As palavras compostas nos tabuleiros refletiam a falta de complexidade da brincadeira.

De “hung” (“bem dotado”) a “heat” (“calor”), passando por “boobs” (“peitos”) e “Doggy” (“de quatro”).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

“Há palavras horríveis”, brincou Neil Shah, um dos participantes. “É divertido. As pessoas ficam relaxadas, e usar uma linguagem ridícula rompe as barreiras, você ri e se sente menos desconfortável”.

– Melhor que um aplicativo –

Tamara Jacobs rejeita os contatos virtuais e os aplicativos, e prefere os encontros de carne e osso.

“Não tenho tempo para sentar para folhear um catálogo de caras (na internet) para decidir com quem valeria a pena conversar”, disse Jacobs, de 34 anos.

Em seu tabuleiro de Scrabble, um participante compôs a palavra “curtir”. “Ok… agora estamos entrando no jogo!”, disse, entre risadas.

Se não há afinidade entre os dois solteiros, o Scrabble permite, ao menos, evitar os silêncios desconfortáveis.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Ao final da noite, os participantes dizem em segredo a Jordi Sinclair quem eles gostariam de encontrar de novo, com a esperança de achar sua alma gêmea.

Porque, assim como acontece com outras grandes cidades, Londres tem fama de ser, paradoxalmente, um lugar difícil para encontrar um par, apesar de ser habitada por milhões de pessoas.

Sem saber os resultados da noitada, os participantes foram abandonando o bar. Talvez o Dirty Scrabble tenha lhes dado ideias.

BDF na Rede

         

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Dezembro, 2017

Filtrar eventos

16dez(dez 16)22:0017(dez 17)22:00Festa das Patroas Brasília com Maiara & Maraisa e Marilia Mendonça

X

Send this to a friend