Festival Livre! Literatura e Direitos Humanos em Brasília

Durante todo o mês de agosto, aos domingos em parques do DF, acontecerá a Livre! Festival Internacional de Literatura e Direitos Humanos, dedicado a memória de Roberta Carmona.

A Livre! Festival Internacional de Literatura e Direitos Humanos realiza sua primeira edição em 2018, durante todo o mês agosto, ocupando parques públicos de quatro regiões do Distrito Federal, com entrada gratuita.

Homenageando a escritora mineira Conceição Evaristo e o poeta mato-grossense Nicolas Behr, “prata da casa” desde os anos 1970, o Festival terá atividades em Taguatinga, Sobradinho, São Sebastião e Plano Piloto. Ao todo, serão cinquenta autores convidados, quatro mesas temáticas, três ações sociais, uma oficina formativa e uma publicação inédita produzida pela Livre!. A curadoria apresenta um formato de mesas em que autores da capital recebem autores de grande projeção nacional para debaterem temas relacionados aos Direitos Humanos.

“A liberdade está no cerne de toda sociedade justa, no sentido mais profundo que este termo possa abrigar. E não podemos pensar em justiça sem entender que ela é, antes de tudo, o acesso a determinados direitos indispensáveis. Em princípio, todo ser humano tem direito à vida, à liberdade, ao livre pensamento, à expressão, ao voto, ao trabalho, ao descanso, à educação, entre tantos outros. No entanto, muitas pessoas têm esses direitos violados, às vezes por negligência, às vezes por tirania dos governos aos quais estão submetidas. Foi justamente para combater a barbárie das diferentes formas de totalitarismo que a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou a Declaração Universal dos Direitos Humanos, no dia 10 de dezembro 1948. Não por acaso, a Livre! Festival Internacional de Literatura e Direitos Humanos bebeu na fonte deste documento para acontecer.

A literatura tem sido, seja na apresentação oral, seja a apresentação escrita, um dos grandes vetores da expressão humana. Por meio do verso e da prosa, podemos registrar nossas paixões, nossos medos, nossas trajetórias, nossos devaneios, nossas indignações. Não há limite para o que possa ser dito em um texto literário e isso faz com que a poesia, o conto e o romance sejam tão libertadores.

O fazer literário, em seus diferentes gêneros, não tem obrigação a cumprir com a sociedade; não cabe ao escritor a correção do mundo. Mas é importante lembrar que, no exercício de sua autonomia, quem escreve tem o poder de apontar para questões que de outro modo seguiriam obliteradas. Se tudo podemos neste ofício, por que não tratar das complexidades e fragilidades sociais, das lutas e esperanças das gentes? Em se tratando de uma possibilidade, esta parece das mais frutíferas”. diz Paulliny Gualberto Tort – Diretora e curadora da Livre!

PROGRAMAÇÃO
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


TAGUATINGA
5 de agosto
14h00 | Espaço do Autor
15h15 | Homenagem a Conceição Evaristo e lançamento da coletânea Livre
16h00 | Cristiane Sobral recebe Conceição Evaristo
Mesa: (In)Visibilidades: a presença negra na prosa e na poesia brasileiras.

SOBRADINHO
12 de agosto
Parque Ecológico dos Jequitibás
14h00 | Espaço do Autor
15h15 | Esquete poética: POEMARIO – com Meimei Bastos
16h00 | Beatriz Leal recebe Julián Fuks
Mesa: Democracia em tempos sombrios: o romance como resistência.

SÃO SEBASTIÃO
19 de agosto
Parque Ecológico do Bosque
09h00 | Oficina de escrita criativa
Como tomar seu corpo de volta: escrita, corpo e feminino, com Sheyla Smanioto
A atividade será realizada na Casa Frida.
14h00 | Espaço do Autor
15h15 | Sheyla Smanioto apresenta resultados da oficina
16h00 | Lisa Alves recebe Natália Borges Polesso
Mesa: Amor entre iguais: a diversidade afetiva nas narrativas contemporâneas.

PLANO PILOTO
26 de agosto
Parque Olhos d’Água
14h00 | Espaço do Autor
15h15 | Homenagem a Nicolas Behr
16h00 | Paulliny Gualberto Tort recebe José Luís Peixoto
Mesa: Da fruição à criação: a literatura como direito humano.

Direção e Curadoria – Paulliny Gualberto Tort
Gestão de Projeto e Organização da Coletânea – Beatriz Leal
Coordenação do Espaço do Autor – Noélia Ribeiro
Coordenação de Logística de Doações – Nicolas Behr
Produção Executiva – Mirella Dias
Assistência de Produção – Joaquim Lima
Coordenação de Comunicação e Imprensa  – Rhenan Soares (Halegoria Cultural)
Coordenação de Mídias Sociais – Nívea Furtado (Halegoria Cultural)
Identidade Visual: Cheo Gonzalez (Agência Fermento)
Desenvolvimento de site: Kaká Bessa (Agência Kabe)
Design Mídias Sociais –  Jéssica Saraiva
Fotografia – Mariana Costa
Intérprete de Libras – Tatiana Silva

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

BDF na Rede

         

Sobre o Colunista

Paulo Souza, 28 anos, produtor cultural, editor e escritor. Possui publicado o livro ‘Ponto para ler contos’ (Kindle, 2016) e participou da ‘Antologia Sombria’ (Empíreo, 2017) e vários contos disponíveis no blog Ponto Para Ler. É criador e editor chefe do Ponto Para Ler e seu respectivo canal no YouTube em parceria com a Animars Produções.
Nasceu e vive em Brasília, cidade que ama.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Agosto, 2018

Filtrar eventos

30jun(jun 30)18:0009set(set 9)00:00Na Praia ° 2018

18ago(ago 18)23:0019(ago 19)17:00PsycoTrance 2018

PUBLICIDADE
X

Send this to a friend