Livro infantil trata sobre o uso consciente da tecnologia

“Espero que elas aprendam a moderar o uso dos eletrônicos, observando as várias facetas destes mecanismos, que são muito úteis, mas devem ser usados com responsabilidade e moderação, pois o contato físico é relevante para nos mantermos enquanto seres emotivos”, diz a autora.

Nilvani Perpétua é contadora de histórias que teve a oportunidade de passar uma temporada no Japão com o projeto “Amo ler português!”, onde contava histórias em nossa língua à comunidade brasileira. Por conta desta experiência ela teve a ideia de criar a história do livro “As maluquices da bruxinha Lauriel”, uma bruxa viciada em redes sociais.

Imagine uma bruxinha tão moderna e ligada nos aplicativos de seu celular que, distraída pelas redes sociais, consegue errar a fórmula da poção do amor e explodir o próprio caldeirão! Esta é Luariel, a mais famosa moradora da Bruxolândia, capaz de tantas maluquices que você não vai parar de rir. Para ajudá-la a aprontar das suas, Luariel conta com a ajuda de seu fiel amigo, o gato Eliel, além da prima Lucrécia e da vizinha Ermenegilda… Cuidado, Luariel, não vá se esquecer de carregar a bateria de sua vassoura voadora!

Mesclar o mundo de magia com o nosso mundo real e tecnológico não foi só um desafio para a autora como também para a ilustradora. Fazer a associação de um mundo centenário com a atualidade foi o que guiou o processo criativo de Cíntia Sant’Anna Guimarães, “As vezes a tecnologia acaba sendo uma bruxaria se não soubermos usar” complementa a ilustradora.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Ainda sobre a preocupação da autora com o livro e de como a mensagem seja tocante às crianças a autora diz: Creio que estamos longe de controlar totalmente os movimentos e atitudes de nossos filhos, é preciso criar mecanismos educacionais que se adéquem ao uso tecnológico, mas sem deixar de fora as brincadeiras e outras atividades a fins.

A autora

Nilvani Perpétua
Nasceu em Rubiataba (GO). Bacharel em Ciências Contábeis, com cursos complementares em alfabetização Infantil e Contação de Histórias, casada, mãe de dois filhos, um rapaz e uma moça, atualmente trabalha como contadora de histórias e escritora. Teve a felicidade de levar ao Japão um pouco da nossa literatura, com o projeto “Amo ler em português!”. Amante da leitura e do aprendizado constante, neste livro realiza um sonho que se transforma em instrumento de ensino e de disseminação da leitura.

A ilustradora

Cíntia Sant’Anna Guimarães
Nasceu e cresceu no Distrito Federal. Sua infância foi regada a arte: foi apresentada ao universo da leitura antes mesmo de aprender a ler, o que causou uma explosão cósmica em sua mente. Aprendeu a desenhar suas ideias, a explorar sua imaginação e a dar forma, por meio de silhuetas, aos personagens que viviam dentro dela.  Aprendeu também a brincar, de maneira séria e comprometida, com o lápis de cor, a tinta e o papel. “Eles, assim, se tornaram minha terapia, minha bússola e minha linguagem de comunicação. Pedagoga por escolha, sou professora por paixão e artista plástica por vocação. Que tudo venha em um só livro – ilustrado, claro!”.

Serviço
Lançamento do livro “As maluquices da bruxinha Lauriel”
Data: 02 de dezembro (sábado) às 16:00
Local: Visconde Livraria e Café, Comércio da 405, Asa Sul

Paulo Souza

BDF na Rede

         

Sobre o Colunista

Paulo Souza, 28 anos, produtor cultural, editor e escritor. Possui publicado o livro ‘Ponto para ler contos’ (Kindle, 2016) e participou da ‘Antologia Sombria’ (Empíreo, 2017) e vários contos disponíveis no blog Ponto Para Ler. É criador e editor chefe do Ponto Para Ler e seu respectivo canal no YouTube em parceria com a Animars Produções.
Nasceu e vive em Brasília, cidade que ama.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Dezembro, 2017

Filtrar eventos

Sem eventos

PUBLICIDADE
X

Send this to a friend