Cláudia de Marchi: de cortesã a escritora

Cláudia de Marchi
Texto de autoria de Elias Daher, colunista da coluna LiterArte de setembro de 2016 a junho de 2017

Cláudia de Marchi é uma mulher que escolheu ser livre. Em alguns momentos, paga o preço pela ousadia de ter feito escolhas, em outros, usufrui o deleite de ser dona de si. Desde cedo, aprendeu a lidar com conceitos reacionários vindos de semi-oligofrênicos, que questionam seu modo de viver.  Muita gente que declara não ter nada com isso, mas não perde uma oportunidade de comentar aquilo que ela “deve” fazer e como deve fazer.

Claudia é advogada que deixou a carreira de professora especialista de Direito Constitucional para se tornar acompanhante de luxo. Apenas isto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Nascida no Rio Grande do Sul, onde concluiu aos 22 anos, o curso de Direito na Faculdade de Direito de Passo Fundo, e se pós graduou em Direito Constitucional na FESMP/RS. Foi aprovada no primeiro exame da OAB, atuou onze anos como advogada e como Professora Universitária.

Há dois anos, mora em Brasília. Antes disso, morou quase três anos em Mato Grosso, onde também lecionou diversas matérias como Direitos Humanos, Biodireito, Direito das Obrigações e dos Contratos  na Universidade de Cuiabá.

Sua vida profissional com o Direito conviveu com o machismo, empoderamento, entre outras patologias  sociais, que as vezes contam com a decepcionante leniência judiciaria. Tem declarado interesse pelas relações, como Simone de Beauvoir também declarava que tinha.

Foto: Arquivo pessoal

Quando mudou de carreira, se tornou Cláudia, “cortesã de Brasília”. Ela entende que sua profissão não é crime e, por isso, não aceita rótulos, estigmas ou eventuais demonstrações de falta de respeito.

Cláudia de Marchi está preparando o lançamento do seu primeiro livro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 
Foto: Arquivo pessoal

Pecadores, tremei

 

BDF na Rede

         

Sobre o Colunista

Paulo Souza, 28 anos, produtor cultural, editor e escritor. Possui publicado o livro ‘Ponto para ler contos’ (Kindle, 2016) e participou da ‘Antologia Sombria’ (Empíreo, 2017) e vários contos disponíveis no blog Ponto Para Ler. É criador e editor chefe do Ponto Para Ler e seu respectivo canal no YouTube em parceria com a Animars Produções.
Nasceu e vive em Brasília, cidade que ama.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Novembro, 2017

Filtrar eventos

23nov(nov 23)09:00(nov 23)09:00FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

24nov(nov 24)09:00(nov 24)09:00FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

25nov(nov 25)09:00(nov 25)09:00FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

25nov(nov 25)21:00(nov 25)21:00Victor e Léo

26nov(nov 26)09:00(nov 26)09:00FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

27nov(nov 27)09:00(nov 27)09:00FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

Mostrar mais eventos
PUBLICIDADE
X

Send this to a friend