Movimentos Literários

movimentos literarios
Texto de autoria de Elias Daher, colunista da coluna LiterArte de setembro de 2016 a junho de 2017

Poetas, seresteiros, namorados, correi !
É chegada a hora de escrever e cantar
Talvez as derradeiras noites de luar
Gilberto Gil

Se você reparar bem, a cada 100 anos ocorre um movimento cultural em nosso País:

Século XVI – A Literatura brasileira começou com o Quinhentismo, e o primeiro registro foi a carta que Pero Vaz escreveu ao rei de Portugal. Este documento também inaugura o Networking, pois o autor pede ao monarca para interceder pelo genro, que estava encarcerado na África. Também mereceram destaque deste período colonial, os textos Jesuítas utilizados para catequizar os índios

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Século XVII – O movimento cultural seguinte foi o Barroco, marcado pelos conflitos existenciais (oposição entre o mundo material e o espiritual) que acabaram influenciando a Literatura da época. Gregório de Matos, conhecido como boca do inferno foi o principal expoente desse período. As manifestações artísticas se estenderam às artes plásticas, música e arquitetura.

Século XVIIIArcadismo (Também conhecido como Neoclassicismo). Esta época foi marcada pela ascensão dos valores burgueses (razão e objetividade).

A linguagem rebuscada cede lugar à uma comunicação mais simples. Cláudio Manoel da Costa se destacou nesta escola Literária.

Século XVIII – O processo de modernização a partir da chegada da família real ao Brasil ficou conhecido como Romantismo, tendo como principal fato histórico, a Independência, ocorrida em 1822. Os textos desse movimento cultural tem temperos de individualismo, valorização dos fatos históricos e idealização da mulher. José de Alencar se destacou com “O Guarani”, Castro Alves e Gonçalves Dias foram importantes poetas românticos.

Século XVIII – O Realismo surgiu com o declínio do movimento anterior, e os escritores passaram a abordar os temas sociais e conflitos do indivíduo. Machado de Assis foi expoente desse período

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Século XIX – Nesse período, o Parnasianismo inspirado em temas clássicos, com rigores do idioma e da métrica, foi construído a partir da linguagem culta. Olavo Bilac foi, sem dúvida, seu principal representante. No final desse século ainda houve o Simbolismo, a partir dos textos de Cruz e Souza.

A semana da arte moderna, ocorrida em 1922 marcou o período Modernista, marcado pelo regionalismo e retomada da valorização da temática social. Mario de Andrade, Oswald de Andrade e Manuel Bandeira deram o tom desse estilo.

Se confirmada esta tendência, em poucos anos, teremos, quem sabe, um novo estilo, surpreendente em um cenário carente de novidades artísticas.

 

BDF na Rede

         

Sobre o Colunista

Paulo Souza, 28 anos, produtor cultural, editor e escritor. Possui publicado o livro ‘Ponto para ler contos’ (Kindle, 2016) e participou da ‘Antologia Sombria’ (Empíreo, 2017) e vários contos disponíveis no blog Ponto Para Ler. É criador e editor chefe do Ponto Para Ler e seu respectivo canal no YouTube em parceria com a Animars Produções.
Nasceu e vive em Brasília, cidade que ama.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Novembro, 2017

Filtrar eventos

24nov(nov 24)09:00(nov 24)09:00FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

25nov(nov 25)09:00(nov 25)09:00FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

25nov(nov 25)21:00(nov 25)21:00Victor e Léo

26nov(nov 26)09:00(nov 26)09:00FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

27nov(nov 27)09:00(nov 27)09:00FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

28nov(nov 28)09:00(nov 28)09:00FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

Mostrar mais eventos
PUBLICIDADE
X

Send this to a friend