Bosque Ateliê: caminho trilhado com sustentabilidade

O Bosque Ateliê é fruto da inspiração do Cerrado e guiado pelo conceito de Consumo Consciente. Três mulheres forjadas pelo contato com a natureza, ligadas pela geografia e com visão de mundo orientada pela sustentabilidade resolveram abrir um negócio. Batizaram o novo empreendimento criativo depois de mais de uma dúzia de tucanos sobrevoar suas cabeças, cheias de ideias, e pousar na mata, no bosque encantado da propriedade de uma das sócias.

Corte, costura, tingimento natural e impressão botânica em roupas e criação de produtos funcionais com matérias-primas de reuso. Sempre novidades em sintonia com a criatividade e a oportunidade, desde que de forma sustentável. Esse é o conceito exercitado na prática pelo trio Marcela Buralli, Raquel Bogea e Cecília Segré. Moradoras do Núcleo Rural Lago Oeste, elas se conheceram no projeto social Ateliê Rural, em um curso de corte e costura. A empatia fecundou na parceria para criar o Bosque Ateliê.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Marcela, que conversou com a coluna, havia concluído um curso de permacultura [sistema de planejamento para a criação de ambientes humanos sustentáveis e produtivos em equilíbrio e harmonia com a natureza]. Ideias para ações sustentáveis vibravam com muita força nela e encontrou eco nas parceiras. Cecília trabalhava com tingimento natural no Ateliê Segré e Raquel, que coordena o Ateliê Rural, onde é professora de estilo e mercado de moda.

A cadeia produtiva do Bosque Ateliê está impregnada pela sustentabilidade, sempre que possível e considerando se tratar de uma confecção. “Tecidos orgânicos são muito caros e difíceis de ter acesso. Não tínhamos a intenção de criar uma marca elitizada, mas sim possível e autoral”, explica Marcela. A marca utiliza algodão e, preferencialmente, viscose. Para a linha upcycling, de produtos de reuso, a preferência é pelo jeans. Tudo é confeccionado pelas três sócias, mais uma costureira-diarista, a Vanete Martins, e uma parceira para aplicar as técnicas de tingimento natural, a Carolina Segré.

No Bosque Ateliê, criado no início de 2016, as pessoas têm a chance de comprar de quem produz e valorizar o produtor local. Além disso, o tingimento natural e a impressão botânica são técnicas não poluentes, em contraponto à grande vilã da produção têxtil industrial, que é a enorme quantidade de resíduos químicos resultante do processo de coloração de tecidos despejada nas águas do planeta. O tingimento natural utiliza insumos orgânicos, como cascas de cebola, curcuma, urucum e folhas. “A impressão botânica é a própria planta impressa, um carimbo do que ela é e representa com todas as suas ranhuras e formas”, descreve Marcela.

Outra preocupação das meninas do ateliê é em minimizar as pegadas do fast fashion [padrão de produção e consumo no qual os produtos são fabricados, consumidos e descartados muito rápido] por meio do upcycling. “A pessoa tem quantas calças jeans? Troca com que frequência?”, questiona Marcela, que destaca a importância em refletir sobre os recursos naturais para produzir cada peça antes de descartar tão rapidamente. O reuso é uma segunda chance para peças abandonadas que servem para criação de produtos bonitos, funcionais, duráveis e de fácil manutenção.

Os produtos do Bosque Ateliê estão à venda no Empório Lago Oeste. Agora, as meninas estão em busca de artesãos comprometidos com o Consumo Consciente para incrementar os itens da lojinha. O ambiente de feira proporciona uma relação mais próxima com o consumidor. “As pessoas costumam ir à feira toda semana. Os clientes compram e voltam para dar uma olhada nas novidades”, comenta Marcela, que adora bater papo com a clientela e compartilhar as histórias de cada peça produzida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Essa interação entre as artesãs e o consumidor acaba inspirando a prática do Consumo Consciente. “Não somos habituados a pensar sobre o impacto provocado pelos nossos hábitos de consumo no meio ambiente”, observa Marcela. Quando alguém para e reflete sobre novas formas de produção, mais sustentáveis, pode-se dizer que é uma vitória com o ganho de um potencial aliado. “Não usamos nem mensagens radicais nem de julgamento. Queremos apenas mostrar outra forma de fazer as coisas”, conclui.

Serviço

Bosque Ateliê
bosqueatelie@gmail.com

Empório Lago Oeste
Rodovia DF-003, Km 0,4 (no Balão do Colorado, entre postos de combustíveis Flamingo e Altana)
Quintas e sextas-feiras, das 16h às 21h; aos sábados, das 8h às 15h; e no domingo, das 8h às 13h

BDF na Rede

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend